A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018

21/01/2011 12:09

Casal é preso por agredir e deixar criança trancada em quarto no Los Angeles

Ricardo Campos Jr.

Cômodo não tinha luz e ventilação

Mãe e padrasto de um menino de 2 anos foram presos na manhã de ontem (20), por volta das 9h30, por agredirem manterem a criança trancada em um quarto escuro sem condições de higiene há pelo menos 30 dias em uma casa localizada no bairro Los Angeles, em Campo Grande.

Segundo informações da Polícia, policiais da Dpca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente) foram ao local apurar uma denúncia feita ao SOS Criança a respeito dos maus tratos.

A mãe, uma mulher de 22 anos, tentou mentir dizendo que não tinha filhos para proteger o marido, um homem de 33 anos, padrasto do menino. A criança foi encontrada dentro de um quarto que sequer possuía ventilação.

A vítima era deixada de joelhos e apanhava do padrasto caso mudasse de posição. A criança estava suja com a própria urina e fezes, pois tinha que fazer as necessidades em local apropriado. Segundo foi apurado pela Polícia, a criança era deixada trancada para que não defecasse mais nas roupas.

Os dois foram presos em flagrante e indiciados por maus tratos e cárcere privado qualificado pelo sofrimento físico e moral da vítima. Foram levados para o Estabelecimento Penal de Campo Grande, onde ficarão à disposição da Justiça.



pq q não deixa ela de joelho no escuro????
 
Mara Rúbia Ovando Inacio em 21/01/2011 12:51:08
faça o mesmo com esses covardes, em dobro com essa mulher que se diz mãe
como pode uma mulher que da a luz, não ter um pigo de amor pelos seus filhos.
e esse sujeito covarde deveria achar alguem de seu tamanho pra bater, não uma criança tão indefesa meu Deus, isso é revoltante
 
Maria Madalena em 21/01/2011 04:56:22
E inadimissivel... A grande causa dessas violencias contra a crianca,e o resultado de familias desestruturadas, ociosidade,banalizacao da vida e enfim, certeza da impunidade,gostaria de saber, atraves do campograndenews, a posicao do Conselho Tutelar, nesse caso, em especifico...Obrigada. Roselene Gomes Vegini de Matos Academica do Curso de Servico Social.
 
Roselene Gomes Vegini de Matos em 21/01/2011 03:33:08
É inexplicavel o sentimento de raiva e desprezo por um ser que se diz ser mãe, essa criança tem que ir para um lar onde encontre muito amor e carinho, para tentar esquecer os momentos de tristeza que passou nas mãos desses animais.
 
Cleide Castro em 21/01/2011 03:23:03
Que absurdo, tanta gente querendo ser mãe e não pode e esta monstra maltratando este inocente.cade a justiça,que não ve isso..
 
maria shirley benites barros em 21/01/2011 03:15:48
ela deve ficar nominimo,trinta dias sem ir ao banheiro,ou melhor deixa ela provar como e bom fazer todas as necessidades na roupa,ai vamos ver si oamor por essecafageste resisti
 
sandra cristina ce em 21/01/2011 03:03:42
Essa mulher que se diz mãe, não tem a minima condição de continuar com a guarda da criança, o que ela fez não tem nome. Espero saber, através do campograndenews, que o Conselho Tutelar vai agir desta vez, basta de omissão.
 
Marcia Maria em 21/01/2011 02:43:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions