A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

26/10/2011 18:01

Casal processa Igreja por casamento e batismo feitos por seminarista

Ângela Kempfer e Ana Paula Carvalho
Dom Vitório no estacionamento do Juizado Especial Central.Dom Vitório no estacionamento do Juizado Especial Central.

Um casal entrou com processo contra a Arquidiocese de Campo Grande e Arlindo Adriano dos Santos, depois de descobrir que o casamento e o batismo do filho foram realizados por um seminarista.

Segundo a denúncia, Arlindo (hoje padre) ainda não tinha sido ordenado em 2008 quando fez o casamento na Matriz de Santo Antônio, a principal igreja da cidade.

Após a celebração, o “falso padre” também batizou o filho dos dois. Muito católicos, só então eles descobriram que estavam “vivendo em pecado”, com um sacramento sem validade.

Nesta tarde (26), o bispo emérito Dom Vitório Pavanello, que na época era Arcebispo de Campo Grande, esteve no Juizado Especial Central para uma audiência de conciliação com o casal, como testemunha.

O processo segue em sigilo, a pedido da família, porque eles não querem se expor, por isso são poucos os detalhes do caso.

A Igreja levou duas testemunhas, uma secretária e uma funcionária, além do padre e advogados dele.

Do lado dos autores da ação, foram convocados um padrinho de casamento, uma amiga e a mãe do noivo.

De acordo com testemunhas, Arlindo frequentava a casa da família e se apresentava como padre, mesmo sendo seminarista e ouvia, inclusive, confissões.

Ainda segundo eles, após a confusão, Arlindo foi transferido para o Mato Grosso onde foi ordenado en 19 de março de 2010 na Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens, no município de Santo Afonso (MT).

Dom Vitório não quis comentar o assunto e sair da sala de audiência enquanto a imprensa estava lá. Os advogados chegaram a pedir que a administração do juizado retirasse os jornalistas do local.

A assessoria da Arquidiocese afirmou que não vaí divulgar informações sobre o caso, porque o processo está em sigilo.



Até quando teremos pessoas ignorantes como esse Eder Ribeiro entre nós? Passoas que porque lêem alguns trechos segmentados da Bíblia sem conhecimento histórico e demais nenhum. Pertencem a igrejas surgidas em "fundos de quiantais" geralmente e querem criticar a fé dos outros. Por favor, ao menos fiquem quietos em seus cantos se se acham os donos da verdade.
 
João Bosco de Oliveira em 01/04/2012 01:49:06
Para o sacramento do matrimonio não é necessario que o assista um padre. Qualquer pessoa, leigo ou leiga pode faze-lo desde que sejamautorizados para isso - porque o Codigo de direito canonico fala em testemunha qualificada da igreja.
Entendo que essa confusão quem a fez, bem provavel, foi essa familia. Quantos seminaristas só porque usam uma tunica ou batina são chamados de padres?
 
Juliano em 21/02/2012 09:07:37
Tipo Assim, querem Dinheiro, acham que é facil arrancar dinheiro dos outros, tem um jeito mais bacana pra isso TRABALHAR...e não atrapalhar a Justiça, tenho um caso sério pra ser resolvido porem enquanto a justica fica perdendo tempo com certas bobagens as coisas sérias ficam pra traz, esse casal tem que buscar o que fazer e trabalhar!
 
Leandro de Farias em 30/10/2011 12:15:40
"Rosana Silva": a questão não é preparação e sim ter ou não o sacramento da Ordem!
 
Valbercley Almeida em 28/10/2011 10:59:24
Caro "Willian Rocha", Deus realmente está acima de tudo e de todos, porém, os dogmas de qual citou em seu comentário, foram criados POR DEUS ATRAVÉS DOS HOMENS, eles devem ser respeitados!!!
 
Valbercley Almeida em 28/10/2011 10:54:25
Sinceramente esse casal quer grana..aff, q horror, vão trabalhar, parem de atrapalhar a justiça, com tanta coisa pra ser feita...GRANA MUITA GRANA KKK
 
julia de Souza em 28/10/2011 09:00:46
NOSSA, Como pode ter gente assim como esse Eder... não perde a oportunidade de criticar os outros que vivem uma religião que ele não compreende, fala como se católico não aceitasse Jesus. Quando eu digo que sou católica, me olham torto e me perguntam pq não aceitei Jesus na minha vida.
 
Leticia Mello em 27/10/2011 12:50:31
É isso mesmo, querem tirar uma graninha para uma segunda lua de mel. Imagina só os coitados dos protestantes então?
 
Julio Martini em 27/10/2011 12:28:39
que tempestade em copo d"agua!querem que a Igreja devolva o dinheiro do casamento?que ai vcs devolvem a benção que Deus confirmou ter dado com o nascimento de seu filho. que que é isso gente?quem abençôa é DEUS,o homem só testemunha para outro homem ver.Casem de novo e comemorem,bódas de flores e frutas com uma grande festa com bolo e olho de sógra mas me convidem, sejam felizes com Deus. Ok?
 
Dejanira de Jesus em 27/10/2011 12:24:59
Verdade, virem protestantes, que lá pode tudo, casar qtas vezes quiser, qualquer pessoa que se intitule pastor, pode casar, batizar, descazar, casar de novo e por aí a fora... vão p/lá correndo .............................. e se dizem evangelicos ....
 
Edson Rosa em 27/10/2011 12:08:49
...Continuando: Existe até Batismo de EMERGENCIA, pra quem não sabe, e é celebrado por qualquer pessoa, e è valido para a Igreja! Irmãos busquem a um DEUS invisível, não busquem o Homem!...Que deus vos abençoe! Amem!
 
Joao Carlos em 27/10/2011 11:57:18
Verdadeiros cristãos catolicos: se não conhecem suas doutrinas...aprendam: Não importa quem celebre o Sacramento pedido (Batismo, matrimonio, outros...) O padre, ministros ou sacerdote, pois eles, servem só de ligação entre Deus e quem ta recebendo o Sacramento! O q manda, e q nos da a certeza de recebermos o Espirito Santo naquele momento, é tão só e unicamente a nossa FÉ!....
 
João Carlos em 27/10/2011 11:53:39
Mas afinal oque o casal quer? Porque esperou 3 anos para reclamar pelo acontecido?
 
Yara Galhardo em 27/10/2011 11:46:26
Senhores, temos que avaliar a boa-fé nessa questão, independentemente se pode ou não ser celebrado por qualquer cristão, os noivos foram informados disso?? Ora, me parece que não, e se do ponto de vista legal está correto, já no campo moral a Igreja mais uma vez mostra sua cara, que ao longo da história demonstra um comportamento nada sacro.
 
Renato Moura em 27/10/2011 11:25:18
Meu DEUS, o povo está preocupado, com quem celebra, no caso do Matrimônio são os noivos, o celebrante assiste, e as testemunhas confirmam o sacramento recebido,
no Batismo é a Santíssima Trindade, vc. recebe em nome do PAI; FILHO E ESPÍRITO SANTO, sejamos fiéis.
 
Loenir G. de Arruda em 27/10/2011 10:54:05
Não existe, sequer, nehuma religião ou igreja certa como não existe nenhuma errada. Errados são seus seguidores. Uns crêem em lencinhos, figas, fogueiras e envelopes; outros depositam suas esperanças nos ícones que represetam suas fés. Uns falam mal dos outros e no final, quem está certo? Provavelmente esses casalzinho mudou de porta da enganação.
 
Ezio José em 27/10/2011 10:28:57
E ainda me vem algumas pessoas falarem nas leis da igreja.
Será que na lei consta que é permitido mentir que nada será feito, que a igreja é soberana e que pode fazer tudo porque é permitido??????
Me respondam aí Srs Andre Lopes e Ulisses Araújo.
 
Cristiano Andrade em 27/10/2011 10:25:31
O real problema do caso é que esse cidadão que se dizia padre estava mentindo e afirmava ser padre - que o casamento poderia ser feito por qualquer um se sabia, porém a igreja manteve a mentira.
 
Cristiano Andrade em 27/10/2011 10:13:00
Sr.Eder Ribeiro, vejo que o senhor, esta pecando tambem, por ironizar e culpar a religião catolica, nos não adoramos imagens, as imagens somente nos lembram da existencia da mãe de Jesus Cristo e dos martires que se tornaram Santos, voce queira ou não, que DEUS te perdoe, e te abençoe.
 
Agnair Lucia Santos Torres em 27/10/2011 10:11:00
Para que tudo isso, quem abençoa é Deus se você não viver em Deus não vai mudar em nada.

Todos somos evangélicos, aquele que crê ou se guia conforme os Evangelhos bíblicos do Novo Testamento. Católicos e protestantes ai sim a diferença.
 
ana cristina da silva ramos em 27/10/2011 09:57:18
Diacomos ja passo anos e anos em preparaçao em faculdades e em seminarios, sem contar com todos os rituais catolicos da Igreja, um seminarista e preparado tao quanto um padre, apenas nao recebeu ainda a batina. mas se acham que um seminarista que frequentou anos e anos de celibato nao tem praparo, entao um pastor tem?
 
Antonio Garcia em 27/10/2011 09:55:50
Antes das pessoas sairem concluindo que os autores querem apenas tirar "unzinho" da Igrega precisam saber o que realmente aconteceu. Pelo que li na reportagem, o casal não sabia que ele era seminarista e que se aproximou da família dizendo ser padre, portanto, se passou por padre sem ser, ou seja enganou uma familia usando o nome da Igreja Católica. Isso está certo? E se fosse com vc ?????????
 
Maria Augusta em 27/10/2011 09:48:31
nossa esse casal so quer aproveitar da situaçao para ganhar em cima,de certo o casamento nao deu certo agora querem culpar o Padre.Vao caçar uma enchada e procurar o que fazer!!!!!!!!!Se preocupem com coisas que realmente valem a pena,tanta coisa nesse mundo,crianças sendo jogadas foras ainda bebes,roubos,assassinatos e etc..que a justiça tem q se preocupa e vc ai tomando lugar...afff!
 
larissa primo em 27/10/2011 09:47:25
E daí que era ou não era padre? O que importa, se é só rito? Poxa vida, gente, que ano é hoje? Estamos na Idade Média?
As pessoas dão poderes demais às outras. Digamos que SE esse casal for excomungado, a vida deles acabou? Ah, tenha dó.
Estamos falando de seres humanos. Devagar com o andor que o santo é de barro.
 
Valléria Albernaz em 27/10/2011 09:43:24
Legalllllll vcs católicos ( sou católico tbm). Querem tirar a responsabilidade da igreja e do bispo que errarammmmmm. Muito bem, o que o casal em questão quer não vem ao caso, isso depende da justiça. POREM QUE A IGREJA ERROU ISSO ERROU.
 
Julio Cesar em 27/10/2011 09:38:06
DENTRO DESSES SEMINÁRIOS EXISTEM MUITAS COISAS ERRADAS!!! E TODOS ACHAM QUE LA SÓ TEM SANTOS, MUITOS CASOS DE PEDOFILIAS, PADRES ADÚLTEROS E ETC... ETC... O DIA EM QUE A IMPRENSSA TOMAR CORAGEM E FAZER UMA REPORTAGEM ESPECIAL, VÃO DESCOBRIR O BOLO DE SUJEIRAS QUE EXISTE LA DENTRO...
 
luana farias em 27/10/2011 09:37:47
CLAUDIO ARANTES!! que Deus tenha misericordia de vc, concordo plenamente com SILAS FAUZI, é isso que esta na lei da igreja.
 
Felipe Salinas em 27/10/2011 09:18:10
Precisa mesmo de tanto escândalo? Vivendo no pecado? Que conversa é essa? "Muito católicos". Se eles são "muito católicos", deveriam saber que quem celebra o casamento são os noivos, não o padre. O Padre assiste o casamento e confirma que aqueles votos foram firmados. Meu casamento foi celebrado por um ministro leigo. E é tão válido quanto se fosse celebrado pelo Papa em pessoa.
 
Daniel Francelino da Silva em 27/10/2011 09:15:05
Ei? Só não entendi porque as vitimas "muito católicos(Que é isso Meu Deus?)não se deixaram identificar, e pra expor a Igreja se resguardam(?)se fossem mesmo "Muito Católicos" dariam mais valor aos sacramentos e não preocupar em dar satisfação às "fotos", se fizerem com consciência,é o q vale,nãoémesmo??? e então o cara frequentava a casa deles e eles só AGGOORA descobriram isso(?) ..esquisito
 
anderson roque em 27/10/2011 09:13:59
Caro amigo vocês já esta pecando só por estar adorando estatuas de barro ou madeiras isso ai não é nada fique tranquilo e pessa perdão a Deus e ele ira te dar a direção certa a fazer, aceite a Jesus como seu unico salvador e fique em paz, aproveita e vai ler a biblia para saber mais sobre os idolatras.
 
Eder Ribeiro em 27/10/2011 08:55:03
É isso ai, processa mesmo, vcs foram enganados, pediram um padre e mandaram um sacerdote. PROCON neles.
 
Edney Ueno em 27/10/2011 08:50:58
Há dioceses que ministros de eucaristia recebem autorização do bispo para celebar batismos e casamentos. Será que isto não tem validade? Que me desculpe este casal, acho mesmo que eles querem é grana da igreja.
 
joao carlos colli em 27/10/2011 08:44:31
E SEMPRE ASSIM , ESTORA UMA BOMBA E OS MESMO SAO TRANSFERIDO PARA OUTRO ESTADO ,OU ENTAO FICA COMO SIGILO DE JUSTIÇA.ATÉ QUANDO .
 
ALEXSANDRO LINO em 27/10/2011 08:29:10
tem que processar mesmo porque na hora de batizar filho de mãe solteira é a maior burocracia ou melhor a igreja não batiza .
 
luzineia costa em 27/10/2011 08:22:49
Ah, muito bem senhor Silas apenas dois sacramentos são exclusivos dos sacerdotes - a confissão e a consagração - celebração da Santa Missa - agora isto acontece e não é a prmeira e nem será a última vez, pois os seminários andam mal das pernas, seus reitores não acompanham os seminaristas em formação e os deixam ao "Deus dará" e estes absurdos acontecem. É caso de suspensão e ponto final.
 
Grimáldo Grella em 27/10/2011 05:00:17
Diáconos podem celebrar casamento sim. No entanto, tem que se avereguiar a questão das confissões que, caso tenham ocorrido, impedem o referido autor de ser padre até hoje, pois ele está sob pena latae sententiae conforme prevê o canôn:
Cân. 1378 § 2° - aquele que, exceto o caso mencionado no § 1,não
podendo dar validamente a absolvição sacramental,
tenta dá-la ou ouve confissão sacramental
 
Leony Vilar em 27/10/2011 04:17:29
O que importa não é o dinheiro e sim a mentira, a falsidade.As pessoas não são roubadas em coisas materiais,muito me espanta a igreja acobertar a mentira sendo uma instituição que deveria defender a verdade.A igreja vive de doações de pessoas que trabalham para ganhar seu dinheiro, padres e "falsos"padres vivem desses recursos e muito bem, portanto devem satisfação a sociedade.
 
Josi Souza em 27/10/2011 03:36:15
Para mim não muda nada. Não sou católica (nem evangélica), mas entendo que o que importa é o sentimento recíproco que no evento se informa e a intenção de viver vida em comum.

O batismo, já sou a favor na fase adulta, com discernimento.

E sobre as confissões, sinceramente, acho até bom. Quem sabe assim aprendam a conversar com Deus intimamente e não abrirem tudo o que fizeram a outros homens.
 
Silva Mathias em 27/10/2011 01:47:29
"A minha pegunta é; Será que o casal estava em comunhão com DEUS?? como que eles devem te se comportato até o casamento?? No minimo eles firam puros até o casamento, nunca tiveram relação antes do casamento". Isso que estão fazendo é uma vergonha, são pessoas que não tem o que fazer, só estão querendo "arrancar dinheiro" da igreja.
 
Givanildo miranda em 27/10/2011 01:26:53
Muito bem lembrado pelo Ulisses Araújo que Diáconos podem sim presidir um matrimônio conforme código Canônico e §1630 do Catecismo da Igreja Católica, afinal quem Celebra são os noivos. E o batismo também pode ser presidida por Diácono, sendo que em alguns casos pode ser até presidido por um leigo, §1256 do CIC.
 
André Lopes em 26/10/2011 11:55:00
Quanta Maldade!!!!
na oportunidade do casamento será que o bispo da igreja santo antonio não sabia que o Pe.Adriano ainda não tinha se ordenado????sabia sim heim!!!!!!muito estranho td isso ja que o paroco é que fica sabendo primeiro de um casamento e logo em seguida o Bispo toma conhecimento do fato....então pq td isso....ora por favor tem muito seminarista mais bem preparado que Padres
 
rosana silva em 26/10/2011 11:49:51
Tudo fruto do CVII... perfeitamente compreensivel...
 
Jorge Bastos em 26/10/2011 11:33:58
É aquele velho ditado: muito barulho por nada! Acho que querem mesmo é tirar unzinho da igreja...
 
Carlos Renato Lopes em 26/10/2011 10:58:56
Nossa que povo oportunista,querem tirar proveito de qualquer situação apenas visando lucro,se não era padre,então praque casou e batizou o filho......entendi pra depois entrar na justiça e querer dinheiro,para o casamento ser abençoado por Deus o maior critério não é só esse,tem varios outros como aquele do vel e grinalda.
 
alex da silva em 26/10/2011 10:35:51
Melhor todos virarem Evangélicos, resolve tudo!!!
 
pedro de souza em 26/10/2011 09:17:18
O que é isso minha gente,tudo isso não passa de dogmas criado por homens.Deus está a cima de todo dogma e regras.Ninguém fica menos abençoado por falta de um Padre ou Pastor,Deus está a cima de todas as coisas!
 
william rocha em 26/10/2011 09:00:36
E daí? O que que muda? E os reclamantes querem o quê? Indenização, pedido de perdão junto à deus por terem "vivido em pecado"? E eles não haviam percebido? O "espírito santo" não os alertou? É pra acabá, como tem gente em pleno 2011 que ainda acredita em religião, igrejas, padres, pastores, pais de santos e afins. Crendices e auto-convencimento formam a gema da ignorância. Isso non ecziste! (sic)
 
Claudio Arantes - CG/Amambai em 26/10/2011 08:37:15
Os dois únicos sacramento que são exclusivamente presididos por sacerdotes é o da confissão e o da transubistanciação do pão e vinho em Corpo e Sangue de Cristo. O restante pode ser feito por qualquer um cristão leigo, desde que seja autorizado pela Igreja. Nesse caso não há problema algum um seminarista celebrar o sacramento do matrimônio e do batismo.
 
silas fauzi em 26/10/2011 08:12:54
DiACOMOS DA IGREJA CATÓLICA SÃO MUITO BEM PREPARADOS E PODEM REALIZAR CASAMENTOS E BATISMOS. VAMOS DEVAGAR COM O CASO !!!
 
Ulisses Araújo em 26/10/2011 07:25:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions