ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Causa do acidente que feriu 4 pessoas ainda é desconhecida, afirma advogado

Por Filipe Prado | 09/06/2015 09:25
O advogado apontou ainda não sabe a causa do acidente (Foto: Renata Volpe)
O advogado apontou ainda não sabe a causa do acidente (Foto: Renata Volpe)

A causa do acidente que feriu quatro pessoas, no dia 1º de junho no cruzamento da Avenida Ernesto Geisel e Rua José Paes Farias, ainda é desconhecida. Segundo o advogado do produtor rural Humberto Adryanno Rotilli, 46 anos, Jaasiel Marques da Silva, o motivo do condutor da L200 furar os sinais é indeterminada.

Jaasiel revelou que as causas são indeterminadas e estão sendo verificadas pela Polícia Civil. A princípio a suspeita era de um mal súbito, porque Humberto sofre de diabetes e acabou desmaiando, por conta de uma hipoglicemia, que é a baixa concentração de açúcar no sangue. “Ainda é prematur dizer o que ocorreu”, analisou.

O advogado apontou que está prestando assistência para todas as vítimas envolvidas no acidente, principalmente o motociclista Alexandre Carlos Cavalcante, 40, que está em coma induzido no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa. “Estamos conversando sobre o presente e o futuro, para saber como ficará a questão patrimonial”, comentou.

Acidente - O motociclista estava parado em uma moto Honda Falcon esperando o sinal abrir, quando, após furar vários sinais, uma caminhonete L-200, conduzida por Humberto, causou o acidente.

O veículo atingiu uma caminhonete Toyota, de Viviane Vila Jabour, 49, que acabou perdendo o controle e batendo em um VW Gol de Maria Cecilia Godoy, 34. O Chevrolet Montana foi o quinto veículo envolvido no acidente.

Conforme o boletim de ocorrência, mesmo Alexandre não tendo causado o acidente, ele foi identificado como um dos autores, porque não possuía CNH. Ele irá responder por falta de permissão ou habilitação para dirigir, mas não pelo crime de lesão corporal.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário