A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

11/01/2011 14:09

Entidade quer que Justiça do Trabalho intervenha na greve dos agentes

Fernanda França

O Cedampo (Centro de Documentação e Apoio aos Movimentos Populares) protocolará hoje no MPT (Ministério Público do Trabalho) de Mato Grosso do Sul ofício solicitando providências acerca da greve dos agentes de saúde de Campo Grande.

Para o presidente da instituição, Haroldo Borralho, a população é a única prejudicada com o movimento grevista, já que a paralisação está prejudicando o combate à dengue na época mais crítica do ano.

“Não queremos discutir quem tem ou não razão, mas a cidade não pode ficar à mercê da dengue em um momento como esse”, comentou.

Para o presidente do Cedampo, o Tribunal de Justiça não é o melhor canal para se discutir os direitos trabalhistas da categoria, e sim o MPT ou a Justiça do Trabalho.

“Esperamos que o Ministério Público do Trabalho chame as partes e chegue a um acordo, porque a população está em uma situação preocupante. E não é só a dengue que assusta, é a leishmaniose e muitas outras doenças”, comentou.

A greve dos agentes de saúde completou hoje oito dias sem sinal de negociação, apesar da decisão da Justiça que considera o movimento ilegal.

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) alegou que a categoria havia prometido por meio de documento assinado em dezembro do ano passado não entrar em greve. Ele também lembrou que pagou três folhas salariais em dezembro e que os agentes o “apunhalaram pelas costas” ao paralisar os trabalhos.

Greve dos agentes de saúde chega ao oitavo dia sem sinal de negociação
A greve dos agentes de saúde e epidemiológicos de Campo Grande completa hoje 8 dias sem sinal de negociação, apesar da decisão da Justiça que conside...
Prefeitura reafirma que não negocia com categoria paralisada
Em nota oficial divulgada hoje, a Prefeitura de Campo Grande afirmou que recebeu, nesta segunda-feira (10.01), um ofício encaminhado pelos agentes de...
Sindicato foi notificado para encerrar greve dos agentes de saúde
Mesmo assim, categoria decide manter paralisaçãoO sindicato dos agentes de saúde de Campo Grande recebeu comunicado oficial sobre a decisão do TJ/MS...
Agentes de saúde devem ignorar decisão judicial e manter paralisação
Multa por descumprimento à ordem será de R$ 25 mil por diaAgentes de saúde devem anunciar esta manhã que manterão a greve iniciada na terça-feira (0...


Sr. prefeito cadê a insalubridade. Cadê a produtividade integral de direito dos agentes a qual é repassada pelo governo federal e não chega a eles? Falou que pagou três meses de salário dentro de um mês mas isso é direito deles. Segundo dia útil de dezembro foi pago o mês trabalhado de novembro. Dia 18 de dezembro foi pago o décimo terceiro e no segundo dia útil de janeiro foi pago o mês trabalhado de dezembro. O que tem de errado nisso? é o direito receber por aquilo que se trabalhou. Os agentesde saúde estão reinvindicando melhorias nas condições de trabalho e não alegam salários atrasados. Estes servidores merecem ganhar acima de mil reais, pois, trabalham de sol a sol em prol da saúde da população mas estão adoecendo. O prefeito está invertendo as coisas. Tenha um minimo de honestidade e ombridade para negociar. A época da ditadura já passou.
 
José Carlos Giro em 13/01/2011 12:33:13
Na minha conta tb não entrou nenhum dinheiro. Será que tem agentes de saúde fantasma?
 
Elda Mendes em 11/01/2011 09:40:23
Cadê o salário adiantado q ele pagou , pois p minha conta salário não chegou! ASP
 
tatiane silva em 11/01/2011 09:17:56
Os Agentes de Saúde e Epidemiológicos de Campo Grande lutam para que o Prefeito Municipal reconheça a equiparação salário preconizado pelo Ministério da Saúde por que hoje o servidor recebe pouco mais do salário mínimo vigente no Brasil trabalhando de sol a sol nas ruas da cidade. Esses trabalhadores lutam para que seja garantido o protetor solar, o vale refeição pelo fato de que o serviço é itinerante e pelo plano de carreira. O mês de Janeiro é o único mês que possibilita para a categoria chamar a atenção do poder público e da sociedade para a realidade lastimável de trabalho destes importantes servidores que lutam dia a dia pela saúde da população. A categoria mobilizada entende que o seu sindicato legitimo é o SINTESP – Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Publica e NÃO o SISEM – Sindicato dos Servidores Municipais que por décadas não realiza nenhum trabalho de base entre os servidores e nos últimos anos, a pratica sindical é de carimbar a decisão da Administração Pública de Campo Grande MS. Nessas condições todos os servidores municipais há décadas não conquistam nenhum beneficio ou avanço na condição trabalhista por pura inércia das lideranças do SISEM - que está sempre a serviço dos interesses dos gestores do município. O atual gestor da capital; Sr. Nelson Trad Filho, preconiza que não reconhece o SINTESP e trata os trabalhadores que se mobilizam em busca das suas conquistas de forma truculenta fechando-se para o diálogo com os lideres que tem o apoio total dos servidores da saúde em questão. A paralisação continua e não é um movimento ilegal como propala o Prefeito com a decisão Judicial. Os profissionais estão paralisados em caráter particular em busca de melhorias nas suas condições de trabalho sob a condução política do SINTESP por tanto, não há desrespeito a determinação da ordem Judicial. Amparado pela legislação em vigor - pela Constituição Federal o movimento é legitimo e conta com apoio da população bem como das lideranças Sindicais de diversas categorias e Centrais Sindicais do Brasil. Com cidadão Apoio o MOVIMENTO DOS AGENTES DE SAUDE E EPIDEMIOLÓGICO DE CAMPO GRANDE. Lendo a matéria do Campo Grande News achei que foi acertada o encaminhamento do CEDAMPO em procurar o MTP - Ministério Público do Trablho para que em conclame os Sindicalistas, os dirigentes da Central UGT, o Prefeito Nelson Trad Filho, para que estabeleça a agenda de negociação a fim de dirimir todas as questões de interesse dessa classe trabalhadora.
 
Prof. Jânio Batista de Macedo em 11/01/2011 06:18:35
O PREFEITO TÊM QUE RESPEITAR MAIS A POPULAÇÃO E PARAR DE MENTIR, VOU CITAR ALGUMAS: SOBRE OS TRÊS SALÁRIOS ADIANTADOS,ELE PAGOU O SALÁRIO DE NOVEMBRO NO 2° DIA ÚTIL DO MESMO MÊS,ASSIM COMO O DE DEZEMBRO NO MÊS POSTERIOR E O DÉCIMO TERCEIRO SOMENTE DIA 18 DE DEZEMBRO,NORMALMENTE,SE ELE FALA QUE TEM UM DOCUMENTO ONDE O SINTESP SE COMPROMETIA A NÃO PARALIZAR,PORQUE NÃO MOSTRA PARA A POPULAÇÃO,SENDO QUE O MESMO ESTÁ ENROLANDO OS TRABALHADORES DESDE MARÇO DE 2009.SOBRE A NEGOCIAÇÃO DE ONTEM O SECRETÁRIO CURIOSAMENTE CHEGOU NO HORÁRIO 14:07 HS TENDO EM VISTA QUE A REUNIÃO HAVIA SIDO MARCADA PARA AS 14:00 HS,ALEGANDO QUE, ELE O PREFEITO NÃO SABIAM DA REUNIÃO, E COMO O PREFEITO DIZ NA IMPRENSA QUE HAVIA AVISADO ANTECIPADAMENTE QUE NÃO COMPARECERIA?????
 
Walmir Fernandes Da SIlva em 11/01/2011 04:17:37
O PREFEITO PAGOU TRES MESES ADIANTADO ONDE?, CADE ESSE DINHEIRO? SE ELE PAGOU QUERO QUE ELE ME MOSTRE PORQUE NA MINHA CONTA BANCARIA NÃO TEM NADA.
AGENTE DE SAUDE.
 
patricia felix em 11/01/2011 04:01:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions