A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

31/12/2011 14:00

Cenário de atropelamento de cinco pessoas: calçada tem as marcas do acidente

Paula Maciulevicius

O motorista não tinha habilitação e confessou à Polícia que havia bebido “duas latinhas” de cerveja. Ele foi ouvido e liberado

Pelo local marcas de sangue, destroços do carro. Indícios de um grave acidente que fecha o último dia do ano. (Foto: Simão Nogueira)Pelo local marcas de sangue, destroços do carro. Indícios de um grave acidente que fecha o último dia do ano. (Foto: Simão Nogueira)

Na calçada da rua Brilhante, o cenário na manhã deste sábado era de destroços e sangue. Resultado de um acidente grave que deixou cinco famílias com o coração na mão em plena véspera de Ano Novo.

O atropelamento ocorreu por volta das 4h deste sábado. O veículo atingiu cinco pessoas que saiam de uma lanchonete. As vítimas são: Maria Cleusa da Costa, de 45 anos; Adilson da Costa Leite, de 45 anos; Vanderlei Roberto da Silva, de 31 anos; Heve Melo Vaz, de 19 anos; e Edilson Quadros Leite, de 45 anos.

“Só ouvi o barulho e a pancada. Pensei, tomara Deus que não tenha machucado, eu saí e vi três caídos para cá, dois pra lá e a moça que voou”, conta o gerente da conveniência de onde saíam as vítimas, Felipe Souza Pereira, 23 anos.

O barulho da batida chegou a acordar o auxiliar administrativo Cristiano Duailibi, 21 anos, vizinho da rua de trás.

“Eu saí na garagem e fiquei olhando, estava feio. Se não fosse o poste ele teria feito um arrastão no resto do pessoal da calçada”, comenta.

Exatamente no poste onde o Fiat Uno vermelho de Rafael Freitas Silva, 18 anos, bateu, há uma placa, que segundo os vizinhos é ignorada. A sinalização indica a velocidade da via, de 60 km/h.

“Não tem nem sinal de freio, nada. É o quinto acidente neste mês”, completa Cristiano.

Todas as vítimas seguem internadas na emergência do Pronto Socorro da Santa Casa.

O motorista não tinha habilitação e confessou à Polícia que havia bebido “duas latinhas” de cerveja. Ele foi ouvido e liberado. Rafael Freitas Silva vai responder por lesão corporal e por dirigir sem carteira de habilitação.



Este rapaz destruiu minha vida profissional e pessoal. Esse acidente que fui vítima, me deixou um deficiente físico. Cadeirante 1ano e 2meses. Com muita dedicação e empenho de minhas fisioterapeutas, sai da cadeira de rodas. Mas mesmo assim, necessito de uma bengala para conseguir caminhar, lentamente. Sai do hotel onde morava, pois trabalhava no gr JBS com alguns colegas de profissão para divertirmos e este Rafael Freitas Silva acabou com tudo. Espero E tenho certeza que o SR Jesus! Tudo aquilo que este moleque imprudente fez eu passar e passo, mesmo que tivesse inimigo não desejaria a ele
 
Wanderley Roberto da Silva em 01/07/2013 20:05:42
acho isso o cumulo esse garoto tinha que fica preso se ja tem idade p pegar um carro e sair por ai atropelando pessoas pode tambem ficar preso para nao repetir a tragedia ..... e as vitimas tem mesmo que exigir justiça
 
garciela cocian em 15/01/2012 02:40:33
cade os direitos humanos visitaram as familias e as lombadas e os radares da brilhante.
 
manoel aparecido fernandes em 11/01/2012 09:45:19
cade os direitos humanos ja foram visitar os parentes das vitimas
se nao fosse essa ideia absurda de que os tempos mudaram,essas coisas nao aconteceriam,eles os politicos so estao preocupados com av.afonso pena,enquanto av brilhante,bandeiras,bandeirantes,guri marques,nao tem lombadas e nem asfalto,que preste,e quando alguem convida a imprensa para averiguar,eles ja indicam que ja esta no orçament
 
manoel fernandes em 11/01/2012 09:39:56
O engraçado é que este rapaz esta em sua casa comemorado um novo ano e pode até pegar outro carro e atropelar mais cinco pessoas ou mais, que amor a vida este rapaz tem ou qualquer outro que assume o risco de sair embriagado, enquanto a família de uma das vítimas, vem de Ponta Porã orar a Deus implorando na virada do ano que seu filho consiga retornar a vida.
 
Celanira Espíndola em 02/01/2012 01:14:52
A culpa não é nem dos policiais nem do delegado, ambos apenas cumprem as leis. A culpa é da nossas leis que são muito brandas.
 
Ivan Oliveira em 01/01/2012 09:30:59
o fato e que nao e culpa dos policiais, eles não tem o poder de liberar, eles prenderam, fizeram correto, e infelizmente o delegado seguiu a lei, que nesse pais é muito branda!!! e soltaram esse irresponsável nas ruas!!!!
 
daniela rodrigues em 01/01/2012 03:56:19
Não acredito nisso... "ouvido e liberado"? não seria ouvido e encarcerado por tentativa de homicídio? INACREDITÁVEL!!!!!!!!!!!!!!!
 
Luciano Bandeira em 31/12/2011 06:12:05
Eu também não entendi como ele foi liberado!!! Cinco vítimas.........condutor sem habilitação........alcoolizado........Queria entender isso!!
 
Dora Silva em 31/12/2011 05:30:35
acho que n ao deveria ser solto e pagar pelos seus erros cometidos, e acho que apartir do momento que se pega em um volante devemos ter responsabilidades em nossa vida e as dos outros.
 
carolaine melo em 31/12/2011 05:22:28
Como assim foi ouvido e liberado. Estava sem carteira de habilitação ,invadiu a calçada provavelmente alcoolizado e atropelou 5 pessoas deixando uns em estado grave ,e foi liberado? Por favor quem são esses policiais e delegado que fizeram isso?
 
luiz carlos em 31/12/2011 01:49:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions