A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

14/04/2016 07:47

Choque detém seis suspeitos de atentados a ônibus na madrugada

Viviane Oliveira e Guilherme Henri
Ônibus ficou totalmente destruído, no Jardim Aero Rancho. (Foto: Direto das Ruas) Ônibus ficou totalmente destruído, no Jardim Aero Rancho. (Foto: Direto das Ruas)

Três homens foram presos e três adolescentes apreendidos, na região do Bairro São Conrado, suspeitos de ligação com atentados a ônibus, na madrugada de hoje (14), em bairros da região Sul, em Campo Grande. Jean Barros Pierre, 39 anos, o filho dele, Adrian Pierre, 18 anos, e Jéferson Ricardo Oliveira, 20 anos, foram encaminhados à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.

Detalhes sobre a prisão dos suspeitos serão divulgados ainda nesta manhã em coletiva de imprensa no Comando da Polícia Militar.

Durante a madrugada, dois ônibus foram incendiados e um apedrejado. Em um dos casos de incêndio, as chamas atingiram a fiação elétrica da rede de energia. Tudo indica que a ordem para os atentados partiu de presidiários, que foram submetidos a revista por agentes penitenciários recém-formados no curso de intervenção rápida em presídios.

O primeiro caso ocorreu na Rua Expedicionário Alcindo Jardim Chagas, no Jardim Aero Rancho. Segundo relatos do motorista a empresária Cristiane Reis, 36 anos, moradora no local, dois homens encapuzados e armados abordaram o coletivo, que seguia no sentido Centro. O condutor e os passageiros foram obrigados a descer, enquanto os dois jogaram gasolina e atearam fogo. “Em questão de minutos, o ônibus foi consumido pelas chamas e teve até explosão”, lamenta.

ônibus particular, que estava na frente da igreja, também foi alvo. (Foto: Marcos Ermínio). ônibus particular, que estava na frente da igreja, também foi alvo. (Foto: Marcos Ermínio).
Três homens e três adolescentes são suspeitos de participação no atentado. (Foto: Marcos Ermínio) Três homens e três adolescentes são suspeitos de participação no atentado. (Foto: Marcos Ermínio)

Um ônibus particular, que estava estacionado em frente a uma igreja, também foi incendiado na Rua Hafan Felício, no Jardim Campo Nobre. “Eu acordei e o veículo já estava pegando fogo. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas o fogo se alastrou rapidamente”, conta Niceno Gregório Pinto, 60 anos. No local, a fiação foi danificada pelas chamas e os moradores ficaram sem energia elétrica. Um coletivo também foi apedrejado, no Bairro São Conrado. 

O diretor-presidente da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário), Ailton Stropa, disse que ainda não tomou conhecimento se os atentados a ônibus tem ligação com o pente fino realizado ontem (13), no Presídio de Segurança Máxima por agentes penitenciários recém-formados no curso de intervenção rápida em presídios.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions