ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Chuva derruba pela 2° vez em 8 meses muro de Cemitério Santo Antônio

Prefeitura espera estiagem para recuperar trecho localizado na Rua de 13 de Maio

Por Tainá Jara | 22/01/2020 14:10
Árvore plantada rente ao muro forçou pesou sobre muro que acabou cedendo durante chuva (Foto: Henrique Kawaminami)
Árvore plantada rente ao muro forçou pesou sobre muro que acabou cedendo durante chuva (Foto: Henrique Kawaminami)

Chuva derrubou pela segunda vez em oito meses muro do Cemitério Santo Antônio, localizado na Vila Santo Dorotheia, em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira. Desta vez, o trecho que cedeu fica na Rua 13 de Maio, entre a Rua da Consolação e a Avenida Eduardo Elias Zahran. Em maio do ano passado, outra parte também caiu durante um temporal.

Conforme um funcionário do cemitério, a queda ocorreu por volta da 9h, enquanto chovia. Árvore plantada rente ao muro balançou muito com o vento e forçou a estrutura, que acabou cedendo.

De acordo com o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fioresi, 6h metros de muro cederam e as obras para recuperação serão iniciadas assim que a chuva der trégua. Equipes da secretária estiveram no local para instalar tapumes de forma provisória.

Em maio do ano passado, trecho do muro, na Avenida Eduardo Elias Zahran, foi destruído durante um temporal. Os reparos foram feitos dias depois.

Fioresi descartou a possibilidade de intervir em toda a estrutura, já antiga. “O problema foi a árvore colada no muro”, pontou. Ele vai solicitar à Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) a remoção árvore em questão.

O Cemitério Santo Antônio é o mais antigo da Capital, com mais de 100 anos. O local ocupa área de 41.328 metros quadrados, possui cerca de 15 mil sepulturas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário