ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 20º

Capital

Com 735 casos, Campo Grande é a capital com a maior taxa de estupro no País

O número é inferior apenas a São Paulo (2.339 casos) e Rio de Janeiro (1.600)

Por Viviane Oliveira | 30/06/2022 10:48
Roupas íntimas, em prédio abandonado em Campo Grande, onde uma mulher de 43 anos foi encontrada machucada e com sinais de violência sexual (Foto: Paulo Francis)
Roupas íntimas, em prédio abandonado em Campo Grande, onde uma mulher de 43 anos foi encontrada machucada e com sinais de violência sexual (Foto: Paulo Francis)

Com 735 casos, Campo Grande é a capital com a maior taxa de estupros no País. São 80,2 casos para cada 100 mil habitantes. Os dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que foram divulgados nesta semana, são de 2021.

Conforme o estudo, em números absolutos, Campo Grande aparece como a terceira capital do Brasil que mais registrou estupros no ano passado. O número é inferior apenas a São Paulo (2.339 casos) e Rio de Janeiro (1.600).

Um dos casos ocorridos registrados foi de uma mulher de 54 anos, moradora do Bairro Vida Nova, que foi agredida e estuprada na capital sul-mato-grossense. Ela passou a noite amarrada e só conseguiu pedir socorro aos vizinhos na manhã do dia seguinte. Para resgatar a vítima, policiais precisaram arrombar a porta da casa.

Estudo feito pelo anuário mostram o casos ocorridos no ano passado no Brasil (Foto: reprodução)
Estudo feito pelo anuário mostram o casos ocorridos no ano passado no Brasil (Foto: reprodução)

Estupro e estupro de vulnerável - Em todo Mato Grosso do Sul foram registrados, no total, 2.455 casos de estupros e estupros de vulnerável, ou seja 86,5 registros para cada 100 mil habitantes. Houve aumento, se o número for comparado com 2020, quando foram 124 casos a menos.

“A situação de MS se destaca, principalmente, pela alta taxa de registro de estupro de vulnerável: 73 casos por cada 100 mil habitantes, seguido por Roraima com 64,8 e o Acre com 50,6”. Ainda conforme o estudo, também nos casos de exploração sexual e crimes de pornografia os números de MS chamam atenção.

O estupro de vulnerável é a conjunção carnal ou qualquer ato libidinoso com menores de 14 anos, com ou sem consentimento; pessoas que, por enfermidade ou deficiência mental, não possuem o discernimento necessário para a prática do ato, ou por qualquer outra razão, não possa oferecer resistência.

Nos siga no Google Notícias