ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Com movimento tranquilo, feirão de empregos não superou meta de atendimentos

Na última edição, mil pessoas foram atendidas e, nesta edição, pouco mais da metade estiveram no local

Por Clayton Neves e Gabriele Tavares | 20/05/2022 14:48
Mesa de atendimento do feirão de empregos durante a tarde de hoje. (Foto: Kísie Ainoã)
Mesa de atendimento do feirão de empregos durante a tarde de hoje. (Foto: Kísie Ainoã)

Com 575 atendimentos até às 14h, a 2ª edição da "Estação Mais Emprego" atendeu pouco mais da metade do total de pessoas entrevistadas no primeiro feirão. Interessados têm até às 16 horas desta sexta-feira (20) para participar.

“Nossa meta seria ter mais atendimentos que a vez passada, mas o frio impôs uma dificuldade”, comentou o secretário-adjunto da Funsat (Fundação Social do Trabalho), João Marcelo. No ano passado, foram mil pessoas atendidas e 500 encaminhadas ao mercado de trabalho.

Desempregada há cinco meses, Edilene da Silva, de 51 anos, tem tirado o ganha pão de diárias que encontra para fazer. Agora, com a oportunidade à vista, ela espera retornar ao mercado formal. “Fiz entrevista de emprego para a área de limpeza do Comper e Assaí. Estou orando para essa vaga dar certo. Quero trabalhar registrada porque no último lugar que trabalhei era um condomínio e não tinha registro”, explica.

Adriano Lopes Romero, de 41 anos, também estava na fila e cheio de esperança de encontrar uma vaga na área de serviços gerais. “Fiquei três anos sem trabalhar com carteira assinada, só fazendo bico. Trabalhei 10 anos no Sebrae e tenho experiência em muita área”, comentou.

Estação Mais Emprego - O projeto é realizado das 8h às 16h pela prefeitura da Capital e empresários parceiros. É feita pré-seleção e entrevistas para as mais de mil oportunidades disponíveis no feirão.

Interessados em uma oportunidade no mercado de trabalho devem levar os documentos pessoais, carteira de trabalho, comprovante de residência e currículo. De acordo com a Funsat (Fundação Social do Trabalho), na primeira edição, que aconteceu em fevereiro, mais de 1 mil pessoas foram atendidas e ao menos 700 passaram por entrevista.

Nos siga no Google Notícias