A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

20/12/2017 18:54

Com necessidade de maior segurança, policiamento é reforçado nesta semana

Houve aumento de efetivo e de horário das ações policiais em áreas comerciais

Osvaldo Júnior
Policiamento foi reforçada nesta semana, mas consumidor avalia que é preciso ter mais policiais no centro (Foto: paulo Francis)Policiamento foi reforçada nesta semana, mas consumidor avalia que é preciso ter mais policiais no centro (Foto: paulo Francis)

O policiamento em áreas de maior fluxo comercial de Campo Grande passa por readequações nesta semana. O horário foi ampliado em uma hora, houve aumento do efetivo e redistribuição dos policiais. As informações são do presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Adelaido Vila, que desde segunda-feira (18) vem se reunindo com autoridades ligadas à segurança pública.

Na segunda-feira, Vila se reuniu com representantes do CPM (Comando Metropolitano da Polícia Militar) e da 5ª CIPM (Companhia Independente da Polícia Militar). No encontro, de acordo com o presidente da CDL, ficou decidido que o policiamento, que se encerrava às 22h, deveria seguir até às 23h, o que já está ocorrendo.

"As lojas estão fechando às 22h. Depois desse horário, muitas pessoas que trabalham no comércio voltam para casa de ônibus e precisam se sentir seguras", justificou. Ele detalhou que houve algumas ocorrências de furtos de celulares em pontos de ônibus na área central depois das 22h. 

Ainda em relação à PM, houve aumento de efetivo, situação favorecida pelo curso de cabos e sargentos, que está em andamento. "Na segunda-feira, policiais do interior vieram para Campo Grande para fazer esse curso. Eles também estão ajudando na operação", informou. São cerca de 200 policiais, o que elevou o efetivo em áreas de movimento comercial para aproximadamente 1,5 mil homens, segundo estimou Vila. 

Ontem, o presidente da CDL se reuniu com o secretário municipal de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, e solicitou apoio no policiamento. "O secretário deu retorno positivo e homens da Guarda Municipal já estão reforçando as ações em áreas de maior movimentação comercial", contou. 

Além disso, conforme Vila, a Polícia Civil também vai auxiliar na segurança dos consumidores. O assunto foi tratado nesta quarta-feira (dia 20) com o delegado Pedro Espíndola Camargo, diretor do Departamento de Polícia da Capital.

"Isso é uma coisa muita boa: a união das três forças. Isso não se via nos outros anos", comparou o presidente da CDL. Ele enfatiza que a presença policial não se restringe à área central. Nas imediações do centro e em ruas de bairros que têm maiores fluxos de consumidores, também há policiamento reforçado.

Apesar dessas mudanças, consumidores, entrevistados na tarde desta quarta-feira pelo Campo Grande News, não percebem a presença de policiais de modo mais intenso no centro ou avaliam que o efetivo deveria ser maior. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions