A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/01/2012 10:36

Com obra antiga, Prefeitura não descarta novos desmoronamentos

Recuperação de pista que desabou deve ser feita em dois meses

Wendell Reis
Desmoronamentos são causados por fadiga e infiltração no muro que já tem 25 anos(Foto:Simão Nogueira)Desmoronamentos são causados por fadiga e infiltração no muro que já tem 25 anos(Foto:Simão Nogueira)

O secretário de Infraestrutura, Transporte e Habitação, João Antônio De Marco, declarou na manhã desta segunda-feira (16) ao Campo Grande News que a prefeitura deve resolver o problema de desmoronamento no córrego Segredo, na Ernesto Geisel, em dois meses. Entretanto, há risco de novos desmoronamentos.

O secretário explicou que o problema é estrutural. Segundo ele, no local há barrancos laterais que foram feitos há mais de 25 anos, o que causa problemas de fadiga do material e até infiltração, com as chuvas. A Prefeitura ainda não sabe quanto vai ser preciso investir para resolver o problema do desmoronamento, já que está em fase de cálculo.

A recuperação vai ser feita com recursos próprios. O secretário ressalta que o problema já ocorre há quatro anos. Entretanto, a Prefeitura tem priorizado regiões que sofrem com alagamentos, o que, segundo ele, não é o caso nesta parte da avenida.

“Não temos recursos. Eles são para outras regiões que sofrem com alagamentos e enchentes. Ninguém vai saber quando vai cair. Estamos fazendo um trabalho de manutenção. Não tem como arrancar quase 10 quilômetros de canal. A área vai ser monitorada. Pode ser que caia outras. Precisaria de uma empresa especializadíssima em concreto para saber”.

No local do desmoronamento a Prefeitura fez uma barricada de pedras para diminuir o risco de queda na cratera se abriu, próximo ao cruzamento com a rua Urupaiti. Os carros estão trafegando em uma faixa no sentido bairro-centro. A pista deve ser recomposta com pedra-pulmão. Segundo o secretário, já estava previsto obras no local, que não foram executadas em função do tempo chuvoso.



Choveu muito durante o periodo de estiagem ano passado, por isso nada foi feito, tenha dó né secretário!
O curioso é que no cruzamento com a Eça de Queiroz e Jequitibá, nada foi afetado, esse trecho foi feito na gestão do prefeito Juvêncio a uns 20 anos, depois o trecho feito pelo Dr. André vem se deteriorando igual as outras obras dele na cidade, por que será em????
 
Oswldo Benites em 16/01/2012 09:21:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions