A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/06/2014 15:33

Com prédio de R$ 26 milhões, curso de Direito amplia número de vagas

Helton Verão
Campus da UFMS está localizado atualmente próximo ao estádio Morenão, no bairro Universitário (Foto: Marcos Ermínio)Campus da UFMS está localizado atualmente próximo ao estádio Morenão, no bairro Universitário (Foto: Marcos Ermínio)

A Faculdade de Direito da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) irá ganhar um campus exclusivo. A expectativa é que sejam investidos no novo local cerca de R$ 26 milhões de recursos federais. A “independência” do curso aumentará em 66% a capacidade atual oferecido pela instituição, de 600, para 1 mil alunos, confirma a direção do curso.

A nova área, de 28 mil metros² terá sua escritura assinada hoje pelo prefeito Gilmar Olarte. Ela foi doada e está localizada na esquina das avenidas Aracruz com a Santa Luzia, no bairro Carandá Bosque III. “Serão salas de aulas para a graduação, pós e mestrados, a prática jurídica, além do administrativo, um auditório médio e a biblioteca”, adianta a diretora da Faculdade de Direito (Fadir), Ynes da Silva Felix.

De acordo com a diretora, até o momento apenas a planta arquitetônica, com os desenhos estão explanados. O projeto de edificação ainda não foi feito. “Esperamos que as obras tenham início no ano que vem”, revela Ynes.

O campus próximo ao Parque dos Poderes é um sonho antigo da UFMS. Em 2009, o governador André Puccinelli já havia formulado projeto de lei semelhante para doação à UFMS de um terreno contíguo à Assembléia Legislativa visando a construção da Fadir. Os deputados, no entanto, rejeitaram a proposta, alegando de que a nova construção violaria normas ambientais e de que o Parque dos Poderes só poderia abrigar órgãos pertencentes aos três poderes.

“O terreno agora é de prefeitura, mas o governador prometeu que se empenharia após a negativa dos deputados por outro local para a construção do campus”, conta Ynes, explicando o porque da presença de André hoje na solenidade.

A cessão do terreno foi anunciada ainda na gestão de Nelsinho Trad, ficando parada durante a administração de Alcides Bernal. O prefeito, Gilmar Olarte, logo que entrou em março, prometeu empenho para acelerar o processo de doação de área, que enfim, acontece hoje.

Valorização - Este será o primeiro curso que deverá ficar instalado 100% fora de seu campus da UFMS. Para a Fadir, o investimento não significa um distanciamento da UFMS e muito menos prejudicial ao meio ambiente. “Não estaremos fora do campus, ou saindo da UFMS, estaremos nos integrando a sociedade. Vai proporcionar muita valorização a região, na questão imobiliária, para estudantes que vierem de fora. No projeto, existe uma parte de lazer, que poderá ser utilizado pela comunidade”, ressalta a Fadir.

O evento que marcará a doação do terreno, acontece nesta segunda-feira (16), às 19h30, no auditório Prof. Dercir Pedro de Oliveira, em frente ao Restaurante Universitário, no campus da UFMS.

Desenho de como deverá ser o campus de Direito no Carandá Bosque (Foto: Reprodução projeto)Desenho de como deverá ser o campus de Direito no Carandá Bosque (Foto: Reprodução projeto)


Precisa-se urgente revitalizar a biblioteca da FADIR da UFMS que está abandonada com livros velhos e sem a maioria dos títulos jurídicos mais usados e, sem contar a falta de professores.
 
Marcos Wild em 16/06/2014 18:45:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions