ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Com rave clandestina e pessoas na rua, 652 foram mandados para casa pela Guarda

Festa ocorreu antes do horário do toque de recolher, mas foi encerrada pela falta de medidas de biossegurança

Por Giovana Martini | 01/03/2021 09:14
Guarda Civil Metropolitana durante a fiscalização mais recente do toque de recolher em Campo Grande. (Foto: Assessoria GCM)
Guarda Civil Metropolitana durante a fiscalização mais recente do toque de recolher em Campo Grande. (Foto: Assessoria GCM)

Além dos 500 participantes da rave clandestina no Jardim Seminário, a GCM (Guarda Civil Metropolitana) de Campo Grande interceptou mais 152 pessoas pelo desrespeito ao toque de recolher e as medidas de biossegurança.

A GCM realizou a fiscalização pelas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirissu, Lagoa, Prosa e Segredo e além dos pedestres, interceptou 18 estabelecimentos comerciais abertos além do horário permitido, encerrando suas atividades pelo turno.

A festa clandestina foi interrompida pela quantidade de pessoas presentes e descumprimento das medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus.

A operação ainda conduziu 6 pessoas presentes na festa clandestina à delegacia, sendo duas por infração de medida sanitária. Mas houve até flagrande de tráfico de drogas no evento.

A Guarda Civil Metropolitana recebeu na última fiscalização 87 ligações, sendo 30 denúncias de descumprimento da medida restritiva e sobre aglomerações. Para contatar a GCM (Guarda Civil Metropolitana), ligue para 153.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário