A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/10/2011 10:50

Com recursos de R$ 1 mi, delegacia é inaugurada ao lado de terminal

Aline dos Santos

A sétima delegacia atende a região Oeste de Campo Grande

Delegacia foi inagurada nesta quinta-feira em Campo Grande. (Foto: Pedro Peralta)Delegacia foi inagurada nesta quinta-feira em Campo Grande. (Foto: Pedro Peralta)

Com investimento de R$ 1 milhão e 730 metros quadrados, foi inaugurada hoje a 7ª delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, localizada ao lado do terminal Júlio de Castilho.

“É a melhor delegacia que o Estado tem. Com fácil acesso à população, privacidade para as oitivas”, afirma o diretor-geral da Polícia Civil, Jorge Razanauskas Neto.

Mato Grosso do Sul tem 156 delegacias, distribuídas em 78 municípios. “Tem a produção de 118 mil procedimentos, com resolutividade de 90%”, salienta o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini. De acordo com ele, o governo investiu R$ 200 milhões em segurança.

A 7ª delegacia atende a região Oeste de Campo Grande, a área vai da avenida Tamandaré até a divisa com Terenos, abrangendo entre outros bairros o Jardim Panamá, Vila Sobrinho, Lar do Trabalhador, Imá, Santo Amaro, Indubrasil, Santa Carmélia, José Pereira, Sayonara, Jardim Carioca, Vila Popular, Nova Campo Grande e Jardim Petrópolis.

“São mais de 80 bairros. Acho que agora vai aumentar o número de boletins de ocorrência, porque antes era ruim o acesso à delegacia”, afirma o presidente do Conselho de Segurança do Imbirussu, Eliseu Pacheco.

O serviço funcionava em um imóvel alugado no Jardim Imá, sem condições de abrigar uma delegacia. “O então prefeito André Puccinelli doou o terreno e a delegacia só saiu depois de ele virar governador”, lembra a vice-governadora Simone Tebet (PMDB).

O local conta com duas celas, quatro salas para delegados, recepção, depósito para materiais apreendidos, seis cartórios, sala para a PM (Polícia Militar) e auditório.

Presidente do Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis), Alexandre Barbosa da Silva, alertou para o muro que é baixo e dá acesso direto às celas e, por outro lado, ao terminal do transporte coletivo. O muro tem 1m80. “Quem entrar aqui vai direto para a cela”, afirmou o secretário. Em seguida, disse que será colocada concertina (espiral em aço com lâminas).

Jacini enfatiza que os presos ficarão de forma provisória na delegacia, durante o registro do flagrante. Conforme o presidente, o Sinpol já apresentou mais de 30 representações à justiça para que os presos sejam retirados das delegacias de Mato Grosso do Sul.

“Estamos pedindo que se cumpra a Lei de Execução Penal, porque os internos têm que ir para cadeia pública ou presídio”, afirma Alexandre.

Conforme o delegado Natanael Costa Balduíno, a delegacia tem 14 investigadores, cinco escrivães e três delegados.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions