A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

31/03/2016 12:02

Com revolta de servidores, Bernal anuncia reajuste escalonado de 9,57%

Aline dos Santos e Natalia Yahn
Bernal (ao centro) recebeu servidores na manhã de dia marcado por protestos. (Foto: Fernando Antunes)Bernal (ao centro) recebeu servidores na manhã de dia marcado por protestos. (Foto: Fernando Antunes)

Num dia marcado por protestos, o prefeito Alcides Bernal (PP) anunciou reajuste linear de 9,57% para os servidores municipais de Campo Grande. Contudo, o percentual será escalonado. As categorias 1 a 7 vão receber o reajuste integral em maio.

Já para as categorias 8 a 10, o reajuste vem em duas parcelas: 5,57% em maio e o restante em dezembro. A divisão também foi adotada para quem faz parte das categorias 11 ao 16, com 3,57% em maio a diferença em dezembro.

A entrevista coletiva, no Paço Municipal, é marcada por confusão e revolta dos servidores. Devido à legislação eleitoral, o reajuste só pode ser definido até 5 de abril. A Guarda Municipal informou antes do anúncio de que concordava em deixar a discussão dos benefícios para depois.

"As demais reivindicações não entraram no bolo de hoje", afirma o presidente do sindicato dos Guardas Municipais, Hudson Bonfim.

O percentual deve deixar descontente a enfermagem. De acordo com do presidente do Sinte-PMCG (Sindicato dos Trabalhadores de Enfermagem do Prefeitura Municipal de Campo Grande), Hederson Fritz, a categoria está sem reajuste desde 2014. Eles pedem aumento salarial de 18% e pagamento da alimentação durante os plantões, que foi suspenso há seis meses. Hoje foi o primeiro dia de greve dos técnicos administrativos das escolas municipais.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions