A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

31/03/2016 10:51

Em dia de protestos, enfermeiros saem de reunião sem reajuste

Aline dos Santos e Natalia Yahn
Servidores protestam em frente à Prefeitura. (Foto: Fernando Antunes)Servidores protestam em frente à Prefeitura. (Foto: Fernando Antunes)

Os enfermeiros saíram da reunião com o prefeito Alcides Bernal (PP) sem proposta de reajuste para a categoria. De acordo com o presidente do Sinte-PMCG (Sindicato dos Trabalhadores de Enfermagem do Prefeitura Municipal de Campo Grande), Hederson Fritz, o prefeito prometeu anunciar a proposta somente na tarde desta quinta-feira (dia 31).

Apesar de o percentual não ter sido antecipado, a categoria informa que vai retomar o atendimento normal na rede pública de saúde. No período da manhã, foi anunciada suspensão do trabalho nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) e redução de profissionais nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS (Centro Regional de Saúde).

Segundo Fritz, os enfermeiros estão sem reajuste desde 2014. Eles pedem aumento salarial de 18% e pagamento da alimentação durante os plantões, que foi suspenso há seis meses. Na Capital, são 1,2 mil enfermeiros e técnicos.

O grupo deixou a prefeitura de Campo Grande e foi substituído pelos técnicos administrativos das escolas municipais. A categoria da Educação faz hoje seu primeiro dia de greve e, com fogos de artifícios, chegou fazendo barulho no Paço Municipal, na avenida Afonso Pena. A quinta-feira também é dia de protesto para diversas categorias.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions