A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/05/2012 08:33

Com tempo seco, cresce o número de atendimentos nos postos de saúde

Viviane Oliveira e Mariana Lopes

Só na tarde de ontem no posto de saúde do bairro Tiradentes foram atendidas 19 pessoas para fazer inalação

O clima seco e as mudanças de temperatura para baixo estão colaborando para que as doenças típicas de inverno se espalhem rapidamente. É nesta época do ano que as doenças como asma, pneumonia, bronquite, rinite e sinusite se agravam. O reflexo direto é nos postos de saúde, onde aumenta o número de atendimentos.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) não tem estatística que aponte o aumento de atendimento a pacientes com doenças típicas de inverno nesta época. Porém informações levantadas pelo Campo Grande News nas unidades de saúde dão conta que houve um aumento significativo desde o início da semana.

Só na tarde de ontem no posto de saúde do bairro Tiradentes foram atendidas 19 pessoas para fazer inalação. A faixa etária varia, mas as crianças são as que mais sofrem com a mudança climática.

As principais queixas dos pacientes são tosse, coriza e nariz ressecado. A artesã Regina Célia Vieira, 41 anos, estava em uma unidade de saúde fazendo inalação. Ela conta que no começo da semana a bronquite atacou.

“Todo ano eu passo por isso. Na minha casa os meus dois filhos também sofrem da mesma doença”, relata, acrescentando que coloca toalha molhada no quarto para melhorar a umidade relativa do ar.

Com sintomas da gripe, a cozinheiro Rosenir Ferreira da Silva, 34 anos, teve que procurar o posto de saúde. “Neste tempo seco tem que se cuidar. O inverno será mais seco este ano”, afirma.

Para evitar problemas na respiração, água e sucos são importantes para controlar a circulação sanguínea e a composição das células. Mesmo sabendo da importância de ingerir mais liquido nesta época do ano, Rosenir admite que toma pouca água por dia.

Um bom exemplo é o pequeno Lucas de oito anos. Com a garrafinha de água na mão o garotinho é orientado pelos pais a tomar muito liquido por dia para evitar a ficar doente. “Ele tem sinusite e em casa sempre orientamos nossos filhos a se hidratar para evitar ir ao médico”, pontua a mãe do garoto, Maria Suenio de Lima Romeiro de 34 anos.

Cena típica de época de tempo seco e temperatura oscilando: posto cheio de gente esperando atendimento. (Foto: Mariana Lopes)Cena típica de época de tempo seco e temperatura oscilando: posto cheio de gente esperando atendimento. (Foto: Mariana Lopes)
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....
Renegociação de dívidas com a Águas Guariroba segue sendo realizada
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Com inspiração japonesa, luzes vão iluminar compras no Centro
Iluminação especial passa a ser adotada, nesta quarta-feira (13), na região central de Campo Grande. Dezesseis estruturas de alumínio, com lâmpadas d...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions