A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Janeiro de 2018

21/01/2015 16:14

Condenado 4 vezes, ladrão atirou em dona de padaria porque "teve medo"

Alan Diógenes e Ricardo Campos Jr.
Rodrigo disse que atirou por que sentiu medo. (Foto: Marcos Ermínio)Rodrigo disse que atirou por que sentiu medo. (Foto: Marcos Ermínio)

Rodrigo Oliveira Machado, 31 anos, acusado de atirar no rosto da proprietária de uma padaria, durante um assalto, ocorrido no dia 3 deste mês, no Bairro Amambai, em Campo Grande, já foi condenado quatro vezes pelos crimes de roubo e furto. Ele também tinha contra si um mandado de prisão em aberto por furto qualificado. O ladrão confessou ter assaltado o estabelecimento para comprar drogas e disse ter atirado porque "teve medo" de que os funcionários o prendessem no local.

O delegado Ivahyr Luiz de Campos, responsável pelo caso na Derf (Delegacia de Roubos e Furtos), revelou que em depoimento o homem demonstrou frieza e afirmou estar bêbado e drogado no dia do crime. “Ele escolheu o comércio de forma aleatória. Ele mora no Bairro Aero Ranho, mas estava passando pelo Bairro Amambai, quando decidiu invadir o estabelecimento”, explicou o delegado.

Rodrigo foi preso pela Polícia Militar no dia 7 deste mês durante diligências e portava uma arma de fogo. De princípio ele foi detido pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e conduzido à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. Mas, em depoimento ele confessou ter sido responsável pelo assaltado a padaria.

Na ocasião, o acusado foi encaminhado à Derf, que investigava o caso. A arma ficou na Depac, onde tinha sido aberto o inquérito de posse ilegal de arma de fogo.

No dia do crime, a Derf encontrou duas balas, uma delas já deflagrada, e fez testes para saber se as mesmas eram da mesma arma encontrada com Rodrigo. Antes mesmo do resultado do teste, o ladrão alegou que o revólver era o mesmo que ele tinha utilizado no dia do assalto.

Durante sua apresentação na Derf, na tarde desta quarta-feira (21), o acusado não quis falar com a imprensa. Ele vai ser indiciado pelo crime de tentativa de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

Caso – No dia do crime, imagens das câmeras de segurança da padaria flagraram toda a ação e mostram que antes de ser baleada, a dona do estabelecimento reagiu e chegou a lutar contra o assaltante. A mulher foi atingida por um tiro no rosto e teve que passar por uma cirurgia. O outro disparo atingiu o freezer de refrigerantes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions