A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/01/2016 11:35

Condenado por roubo é preso após posts sobre os crimes no Facebook

Luana Rodrigues
Vitor Afonso Alves Garcia Macedo, 23 anos, costumava postar fotos com armas e objetos roubados. (Foto: Reprodução Facebook)Vitor Afonso Alves Garcia Macedo, 23 anos, costumava postar fotos com armas e objetos roubados. (Foto: Reprodução Facebook)

Uma operação realizada pelo SIG (Setor de Investigações Gerais), em parceria com o Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) e o Batalhão Choque da Polícia Militar, prendeu na tarde desta quinta-feira (14) Vitor Afonso Alves Garcia Macedo, de 23 anos. Ele estava em casa, na Rua França, bairro Tarumã, em Campo Grande, e tentou fugir da polícia se escondendo em um local abandonado. Conforme a polícia, Vitor ostentava armas e crimes nas redes sociais, sem receio de ser capturado.

Segundo a polícia, Vitor estava com mandado de prisão em aberto por ter sido condenado pelo crime de roubo. Após investigação, policiais localizaram o endereço do foragido e montaram um "cerco" para prendê-lo.

Vitor tentou fugir dos policiais, pulando muros das residências da vizinhança. A quadra foi cercada e ele acabou preso em uma casa abandonada, próximo de onde ele mora.

Histórico de crimes - Vitor é de Paranaíba, mas, até ser preso, no Jardim Tarumã, se envolveu em porte ilegal de arma de fogo, lesão corporal dolosa na direção de veículo, desacato, furto qualificado e tráfico de drogas. Também foi flagrado dirigindo sem ter CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e, já maior de idade, foi apontado como autor de tentativa de homicídio.

Em 2012, foi preso após fazer a família de um pastor refém. Ele e um comparsa, invadiram a residência do pastor, renderam ele, a esposa e dois netos. Um dos netos, antes de ser rendido, percebeu a movimentação e avisou uma tia por telefone. Ela chamou o soldado da PM (Polícia Militar), que é amigo da família e estava em folga.

O militar chamou um policial civil, também em folga, e acionou uma equipe de serviço. Todos foram para a residência. Vitor Afonso – conhecido como Vitinho – foi preso ao sair do imóvel, com uma pistola. Tarcisio morreu dentro do imóvel atingido por tiros disparados pelo policial militar. De acordo com o soldado, ele atirou porque o bandido fez disparos primeiro.

Com a intervenção policial, nada foi levado da casa. Os bandidos pediam por dinheiro e joias. A família ficou refém dos assaltantes por cerca de 40 minutos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions