ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Condomínio de alto padrão acumula monte de lixo perto de área de preservação

Resíduos formam chorume, que escorre pelos bueiros; moradores da região resolveram denunciar

Por Kamila Alcântara | 20/05/2024 16:36
Foto feita de cima do viaduto, no começo da tarde desta segunda-feira (20) (Foto: Alex Machado)
Foto feita de cima do viaduto, no começo da tarde desta segunda-feira (20) (Foto: Alex Machado)

Cansados do mau cheiro e das infestações de animais peçonhentos, os vizinhos do residencial Villas Dahma denunciam o acúmulo de lixo em um galpão improvisado, que não segue as normas para coleta seletiva. Os montes de lixo são visualizados de cima do viaduto de acesso Dahma, quase na esquina com a BR-163, e está na região de uma das principais áreas de preservação ambiental da Capital, a APA Lajeado.

Segundo a denúncia ao Campo Grande News, todos os condomínios daquela região fazem a separação dos resíduos sólidos em caçambas, que são levadas para perto do meio-fio nas segundas, quartas e sextas-feiras, quando o caminhão da Solurb passa e retira. Esse é o único residencial que não segue essa regra, conforme constatação da reportagem nesta segunda-feira. Os vizinhos acreditam em “contenção de gastos”.

“O lixo é recolhido por um caminhão pequeno e levado para aquele espaço. Ali, o senhor separa o que ele pode reciclar e o que vai para o descarte comum, mas ele espera acumular para retirar. Com isso, há lixos úmidos que causam mau cheiro, atrai roedores e até escorre para os bueiros. Todos sabem que têm nascentes em toda aquela região, esse chorume com certeza chega lá”, reclama o morador da regiãoque pediu para não ter o nome divulgado.

O vizinho entrou em contato com as autoridades ambientais e a resposta foi que “o espaço era provisório e que seria regularizado” — o que não aconteceu. “Após os finais de semana é ainda pior! Aquilo fede a bicho morto. Demora até que o funcionário consiga colocar tudo para fora e a Solurb levar”, conclui o vizinho.
Imagem feita pelo denunciante mostra que há resíduos úmidos (Foto: Direto das Ruas)
Imagem feita pelo denunciante mostra que há resíduos úmidos (Foto: Direto das Ruas)
A reportagem entrou em contato com a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e a resposta foi que a equipe não tinha conhecimento da situação.

“Portanto, será encaminhada fiscalização no local informado para vistoria técnica e caso constatada irregularidade, serão tomadas as providências cabíveis ao caso. Na região há a Área de Preservação Ambiental do Lajeado”.

Já os representantes do residencial não atenderam as ligações e, até o fechamento da reportagem, também não retornou o e-mail enviado.

APA Lajeado — Um estudo de 2022 da Planurb (Agência Municipal de Meio Ambiente e Planejamento Urbano) mapeou a região. A APA Lajeado foi criada com o intuito de recuperar, proteger e conservar a bacia do Córrego Lageado, que em conjunto à bacia do Córrego Guariroba, garante o abastecimento público, por captação superficial, do município de Campo Grande.

No mapa, apresentado pelo estudo, é possível ver que na área onde está localizado o Villas Damha, bem como os outros condomínios Dahma, há pontos de monitoramento de água subterrânea e superficial.
Mapa da Planurb mostra a extensão da APA Lajeado, no círculo vermelho está o residencial denunciado (Foto: reprodução)
Mapa da Planurb mostra a extensão da APA Lajeado, no círculo vermelho está o residencial denunciado (Foto: reprodução)
Ainda segundo o documento, alguns anos atrás, o condomínio criou a Estação Ecológica Damha, que é a maior área verde pública presente na área urbana da APA do Lajeado, com 318 mil m² de extensão.

Localizada no bairro Maria Aparecida Pedrossian, a área foi doada à Prefeitura pelo empreendimento imobiliário. A Estação foi cercada e no local foram realizadas benfeitorias, como a construção de um mirante e a passagem aérea para fauna, executadas pelo empreendimento imobiliário.

Direto das ruas - A imagem chegou pelo Direto das Ruas, o canal de interação dos leitores com o Campo Grande News. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99669-9563.

Clique aqui e envie agora uma sugestão. Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos sejam feitos com o celular na posição horizontal. Receba as principais notícias pelo celular.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.




Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
Nos siga no Google Notícias