A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

09/11/2018 19:21

Condutora desrespeita pare e colide em outros dois veículos

Apesar da força do impacto, ninguém ficou ferido

Adriano Fernandes e Anahi Gurgel
Três veículos envolvidos na batida ainda ocupam parta da avenida. (Foto: Anahi Gurgel) Três veículos envolvidos na batida ainda ocupam parta da avenida. (Foto: Anahi Gurgel)

Colisão entre três veículos, complicou o trânsito e exige atenção de outros condutores no cruzamento da Avenida Marques de Pombal com a Rua Getúlio Costa Lima, no Bairro Tiradentes em Campo Grande, no início desta noite (09). Apesar da violência do impacto entre os carros,  ninguém se feriu.

O acidente ocorreu quando a condutora de uma camionete Ranger, branca, que seguia na Rua Getúlio Costa Lima, desrespeitou a sinalização de Pare no cruzamento e atingiu um veículo Gol, vermelho, que seguia na avenida.

Com a primeira batida o Gol atingiu um outro veículo Hyundai Tucson, que estava parado no sentido contrário na Getúlio, esperando para também acessar a avenida. “Foi tudo muito rápido. Estávamos em baixa velocidade, então acho que isso influenciou para que não acontecesse nada pior. Quando vimos a camionete bateu na nossa lateral”, comentou a auxiliar financeira, Regeane Motta, de 26 anos, que era passageira do Gol.

Ela teve apenas escoriações no joelho, mas assim como os outros envolvidos, recusou o atendimento das unidades de salvamento. Quem conduzia o Tucson era Roberto Becker, de 45 anos, que ainda observou.

“Se eu não estivesse parado aqui acho que poderia ser muito pior, pois o Gol iria atingir a igreja em cheio”, comentou ao ressaltar que bem na esquina do cruzamento fica uma igreja.  A condutora da Ranger preferiu não conversar com a reportagem, mas uma passageira da camionete contou que a mulher pode não ter visto o gol seguindo na avenida e por isso tentou a travessia. A Polícia Militar de Trânsito ainda estava no local até a publicação da reportagem.

Problema recorrente - Dos 69 anos de vida, cinquenta deles a dona Terezinha Dias Diogo, mora em residência próxima ao local do acidente e se queixa que no cruzamento, acidentes são recorrentes. “É necessária a instalação de pelo menos um redutor de velocidade aqui, porque os anos passam, aumenta o tráfego de veículos, mas nada é feito para evitar os acidentes”, comenta.

 

Homem de 30 anos morre em hospital após ser espancado no centro
Anderson Gomes Martins, 30 anos, morreu ontem (24) na Santa Casa depois de ser espancado na região da antiga rodoviária, no centro de Campo Grande. O...
Dentistas são condenados a indenizar paciente em R$ 20 mil por negligência
Pai e filho, dentistas em Campo Grande, foram condenados pela 11ª Vara Cível a indenizar uma paciente em mais de R$ 20 mil por negligência em um impl...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions