A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

12/08/2012 11:12

Confusão na hora de pagar conta termina em agressão e casal acusa seguranças

Paula Vitorino e Aline dos Santos
Bruno sofreu lesões por conta de briga em bar. (Foto: Minamar Júnior)Bruno sofreu lesões por conta de briga em bar. (Foto: Minamar Júnior)

Confusão na hora de pagar a conta de bar localizado na avenida Afonso Pena terminou em agressão e registro na Polícia Civil. Um casal garante que foi agredido sem motivos pelos seguranças do bar, já o gerente do estabelecimento nega a agressão e diz que a confusão foi causada pelos clientes, que ainda saíram devendo cerca de R$ 249.

De acordo com o casal, eles foram obrigados a sair pela porta dos fundos e agredidos pelos seguranças na escada. Bruno Rena Neves Campo, de 25 anos, sofreu diversos hematomas e ficou com o olho roxo.

A esposa, Silvia Aparecida Yonaha Mendes, de 34 anos, conta que o casal estava no bar com amigos, mas resolveu ir embora, pagou a conta e na hora de sair teve problemas.

Ela diz que um homem, que aparentava ser o dono, disse que eles não poderiam sair, mas ela mostrou o comprovante de pagamento e ele liberou a saída, no entanto, segundo ela, o homem recomendou ao segurança que o casal saísse pelos fundos.

Silvia diz que foi até a mesa para pegar um objeto e, então, foi abordada por dois seguranças. “O segurança falou vem aqui, respondi que não ia. Eles seguraram os meus braços e me arrastaram. Fiquei com os braços roxos”, relata.

O marido diz que os dois foram retirados pelos fundos, onde existe uma escada, e ele foi tirar satisfações com o segurança ao ver que ele estava apertando o braço da esposa. Com isso, Bruno diz que começou uma discussão e ele foi agredido.

O casal alega que além das agressões sofreu constrangimento, pois outros clientes presenciaram o espancamento. “Foi um constrangimento apanhar na frente de todo mundo”, diz Bruno, que não pode ir trabalhar no dia seguinte por conta das lesões.

Já do lado de fora do bar, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros foram acionados. O casal questiona a conduta dos policiais.

“A gente queria que eles chamassem os responsáveis pelo bar, os seguranças e levassem todo mundo para a delegacia para apurar o que tinha acontecido. Mas só disseram que era melhor a gente ficar calmo e ir registrar boletim de ocorrência”, diz.

A assessoria de imprensa da PM informou que uma viatura foi até o local, mas os clientes estavam visivelmente embriagados, recusaram atendimento, dizendo que queriam a presença do comandante geral, e não souberam identificar quem era o agressor. No bar, os policiais foram informados que um dos responsáveis já tinha ido para delegacia registrar boletim de ocorrência.

O casal registrou boletim de na Depac Centro (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) por lesão corporal dolosa.

Outro lado - Já a versão do gerente do bar, que não quis ter o nome divulgado, tem outra explicação para a confusão.

O gerente diz que o casal realmente pagou a sua comanda, mas estava discutindo com os outros amigos da mesa sobre a divisão do pagamento de 3 litros de vodca, que foram marcados na comanda de outro amigo.

A dívida era de cerca de R$ 249, incluindo a bebida e energéticos, segundo o gerente. Ele diz que os próprios amigos do casal não queriam deixar eles irem embora e a confusão começou entre eles.

“Eles começaram a discutir entre si por causa do pagamento da conta”, diz.

Os seguranças teriam sido acionados para conter a confusão e a explicação para o casal sair pelos fundos é a de que a briga começou perto do fumódromo, onde fica essa saída.

“Eles saíram do bar brigando e, como tem uma escada nessa saída, acabaram se machucando mais ainda”, justifica.

O gerente garante que em nenhum momento os seguranças agrediram os clientes, mas apenas interviram para cessar a briga. Ele também afirma que o casal estava visivelmente alterado pelo consumo de bebida alcoólica.

“Além da confusão a gente ainda ficou com o prejuízo. O pessoal da mesa foram embora sem pagar a conta”, diz.

O bar registrou boletim de ocorrência também na Depac Centro.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Lamentável, mas acredito mais no gerente do estabelecimento, pois já trabalhei em um estabelecimento do mesmo porte que essas da afonso pena e sei que esse "gringos" gostam de arrumar confusão por nada, só pra se aparecerem e ferrar a vida de quem trabalha dignamente.
 
Andre Mansur em 13/08/2012 12:55:17
Acho interessante que toda briga, toda confusão que acontece em bares ou casas noturnas a ''culpa'' é da bebida alcoólica, mas isso não é tudo, o mais interessante é que a ''mardita'' como muitos a chamam, não sai de onde ''ela '' está e entra goela abaixo nas pessoas que gostam de encher a cara, se tem desentendimentos é porque alguns depois que bebem se acham melhores que os demais...
 
Reginaldo Soares em 13/08/2012 12:54:00
Ê mardita cachaça!
 
Lucas Mendes em 13/08/2012 11:18:36
Fica Aquí meu convite a esse casal no proximo domingo as 19:30 igreja de santo Antonio.
 
João evangelista em 13/08/2012 10:03:12
Ontem depois da missa combinamos com um grupo de aproximadamente 40 pessoas e fomos lanchar, tomar suco e falar de Deus isso sim é programa saudavel.
 
João Evangelista em 13/08/2012 10:00:14
Sempre tem que ter a bendita cachaça na cabeça!! Quando nao é acidente é briga, é morte, estupro, marida agredindo mulher e filhos... só merda mesmo...
Que loucura.....
Só da merda, vai beber em casa, se mata de beber na sua casa com sua mulher!!

 
Pedro Paulo Ayala em 13/08/2012 09:56:20
Um pouco estranho o relato do gerente, pois se o casal pagou a conta deles e os amigos não, como que os amigos foram embora e deixaram uma dívida de R$ 249,00??.. raciocínio lógico pessoal, não teria como os amigos irem embora sem pagar algum valor.
 
Wescklei Reis em 13/08/2012 09:37:51
Eu acho isso uma pouca vergonha ,o gerente do bar defender os seguranças dele pois fui segurança 3 anos e sei como essa atividade sobe na cabeça dos segurança acha que e Deus, principalamente o dono do estabelecimento que conduz muito mal seus seguranças na abordagem este estabelecimento esta parecendo festa funk na afonso pena , pois esses seguranaça ja tem fama de bater nos cliente .
 
roberto em 13/08/2012 09:14:31
O engraçado é que esses bêbados, além de ficar machos eles ficam inflentes ""eu quero falar com o superintendente geral da policia"" rsss ora, muleque, vê se domingo é dia de matar 3 vgarrafas de vodka...
 
Fabiano Pontes em 13/08/2012 08:52:45
Acho muito dificil que um Gerente, Proprietario ou até mesmo seguranças agridam um cliente sem motivos, acredito que a bebida alcoólica junto com a arrogancia foram a principal causa da briga, falta DEUS na vida das pessoas.!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
RONALDO DEPOLITO em 13/08/2012 08:12:32
Engraçado, sempre fui aos bares da Afonso Pena dentre outros, paguei minha conta, tratei muito bem os seguranças como todos os outros funcionários do bar, que além do mais nao estão alí por que gostam e sim por necessidade, nesses casos, solicitando a presença do Cmt Geral, é muita folga. Fica em casa, rapaz!
 
Joao Almeida em 13/08/2012 06:17:00
Essa é velha. beber e não querer pagar a conta, os trapalhoes ja faziam isso , o problema é que essas pessoas que não devem trabalhar no outro dia se esquecem que para eles se divertirem alguem tem que trabalhar e receber pra isso " cara paga a conta e vaza vai " se não tem dinheiro fica em casa ou vai tomar um tereré bem gelado na afonso pena , que ainda é de graça .....kkkk
 
alex santos em 13/08/2012 02:29:00
Por incrivel que pareça, dessa vez, a explicação mais convincente foi a do gerente do bar. Esse pessoal enche a cara, arruma confusão e depois quer processar quem estava alí trabalhando pra que pudesse se divertir, ter momentos agradáveis...
 
Jose Igatoro em 13/08/2012 01:23:55
Depois que morre um gerente de Bar e mais um segurança, ficam falando que é por culpa do Cliente que estava aprontando ou nao queria pagar a conta, só que na maioria 97% dos seguranças se prevalecem, e acabam agredindo os clientes de alguma forma, e nunca são responsabilizados por nada. e sempre sobra para os clientes. se nao querem confusão em suas casas noturnas então que nao vendam bebidas.
 
Andrea Marques em 12/08/2012 12:31:53
se estivessem em uma igreja nao teria acontecido esse epsodio, esse e o preço das noitadas em campo grande ...
 
davi de oliveira em 12/08/2012 12:27:24
Visivelmente mais um caso onde o cidadão não tem controle para beber e fica dando vexame em público. O pior é tentar culpar a policia militar ainda. Sem comentários.
 
carlos moraes em 12/08/2012 03:10:10
essa ai e antiga hein !!! encheram a cara e arrumam uma confusao so para nao pagarem a conta rsrsrsrsrsrsrsrs. falta do que faze....
 
fabio carvalho em 12/08/2012 02:51:40
Sempre a tal cachaça...na night.
Para curtir os amigos, e os belos lugares, nao é necessário encher a cara.
 
Neyde de Oliveira em 12/08/2012 01:45:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions