A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/07/2013 17:19

Conselho aponta vários problemas e falhas em obra da Júlio de Castilho

Leonardo Rocha
Piso tátil para deficientes visuais vão direto para estrutura de ponto de ônibus (Foto: Cleber Gellio)Piso tátil para deficientes visuais vão direto para estrutura de ponto de ônibus (Foto: Cleber Gellio)

Integrantes do conselho regional do Imbirussu apontaram uma série de problemas e irregularidades na obra da Avenida Júlio de Castilho, que será inaugurada pela prefeitura no dia 15 de agosto.

Esta obra, que já dura 1 ano e meio com gastos em torno de R$ 38 milhões, apresenta diversos pontos que estão sendo questionados pelos moradores, comerciantes e conselho gestor. Entre os problemas apontados estão a mudança da Avenida Yokohama, que deixaria de ser mão dupla para ter apenas uma direção, o estacionamento na Avenida Julio de Castilho, que ficaria impedido apenas nas horas de "pico" e liberado nos demais horários.

O presidente do conselho do Imbirussu, Elvis Rangel ressaltou que a prefeitura tomou a decisões sem consultar os moradores e que a obra não teve planejamento e estudo. “São várias situações que geram insatisfação na população, o piso tátil para deficientes visuais estão entre as irregularidades, pois muitos acabam em buracos, lixeiras e nos pontos de ônibus, não existindo o menor cuidado”, apontou.

Ele ainda destacou falhas no asfalto recém finalizado, canteiros irregulares, cruzamentos sem sinalização e fora de “eixo”. “Quando vai cruzar a Avenida (Júlio de Castilho) em inúmeros pontos, não há interseção, o motorista não sabe se vai entrar em mão única ou mão dupla, uma falta de organização sem tamanho”, ponderou.

Praças que já foram inauguradas na Avenida não tem bancos e já apresentam buracos (Foto: Cleber Gellio)Praças que já foram inauguradas na Avenida não tem bancos e já apresentam buracos (Foto: Cleber Gellio)
Ponto de ônibus localizado na esquina, após semáforo, ainda conta com piso tátil que vai direto para uma lixeira e buraco (Foto: Cleber Gellio)Ponto de ônibus localizado na esquina, após semáforo, ainda conta com piso tátil que vai direto para uma lixeira e buraco (Foto: Cleber Gellio)

Cláudia Arbuelho, líder comunitária da região, revelou que existem vários “poços” de água pela avenida e bueiros que estão rebaixados e podem gerar danos aos carros e acidentes com motos. “É uma imprudência deixar desta forma, quando sugerimos a revitalização, era para ser um sonho e se transformou em pesadelo”, comparou. Algumas praças que já foram inauguradas estão sem bancos e já apresentam buracos e defeitos.

Uma das situações mais inusitadas é um ponto de ônibus entre a travessa Nicole Viticow e a Avenida Crisântemos, que está localizado na esquina, depois de um semáforo, e ainda conta com um piso tátil que vai direto para uma árvore e para um buraco. “Iremos enviar esta imagem para o Ministério das Cidades para mostrar que nunca houve tanto dinheiro público jogado fora em Campo Grande como este”, afirmou Rangel.

Relatório - O conselho irá expor todas estas situações na próxima quinta-feira, às 19h, na escola municipal Irmã Irma Zorzi, na Vila Coutinho. “Vamos apresentar este relatório a população e prefeitura, caso não haja mudanças ou alterações destes erros vamos fazer uma manifestação no dia da inauguração”, declarou Elvis.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...


Tantos equipamentos já instalados que poderiam auxiliar no trânsito mas que estão ainda aguardando essa tão esperada inauguração... Trechos com iluminação precárias, mas que possuem enormes luminárias que ainda estão aguardando essa tão esperada inauguração... O asfalto ficou um tapete, bom pra que gosta de velocidade, mas sem sinalização operante, a Avenida Julio de Castilho virou um verdadeiro muro de Berlim, separando bairros populosos como Santo Amaro do Santo Antônio, com um canteiro interminável... Onde é que estão os agentes da AGETRAN, nesse período de obras, para orientar o trânsito?
 
Maiko Souza em 16/07/2013 10:53:36
A única coisa boa nessa obra é o asfalto, de resto... Mais de um ano de obra e vários pontos com sinalização inoperante (semáforos desligados), onde havia uma boa rotatória (Av. Capibaribe) eles tiraram e virou um caos... E até mesmo o fato de o asfalto ter ficado bom é um problema, pois como não há sinalização suficiente, quem tem que entrar ou sair da avenida, tem que esperar um bocado, pois tem os apressadinhos que ainda não entenderam que existem obras, e "pisam fundo" sem considerar que no trânsito se não somos gentis, trava tudo... E onde então os agentes da AGETRAN, tanta obra, tanta bagunça e onde eles estão que não podem orientar o trânsito pelo menos nos horários de pico?
 
Maiko Souza em 16/07/2013 10:47:21
Foram R$ 38 milhões direto para o ralo (+ corrupção) para executar uma obra sem planejamento e fora dos padrões de mobilidade, tendo que refazer coisas erradas, que até um leigo nota, onde estão os engenheiros e os gestores (funcionários) da prefeitura, que deveriam acompanhar o dia a dia de toda e qualquer obra, pois é o nosso dinheiro arrecadado de nosso salário (trabalho) durante 05 (cinco) meses de cada exercício, indo para os cofres (da União, do Estado e do Município). Chega de corrupção neste País.
 
Max Filho em 16/07/2013 10:03:10
O DESCASO COM DINHEIRO PÚBLICO É ENORME, A OBRA DA JÚLIO DEVE TER TIDO INTERFERÊNCIA DA FIFA, POIS ESTÁ IGUAL HÁ MUITOS ESTÁDIOS QUE FORAM APLICADOS VALORES ABSURDOS E MESMO ASSIM CONTINUAM INEFICIENTES. ENQUANTO O EXECUTIVO FICAR A MERCÊ DAS EMPREITEIRAS, ESTES SÓ IRÃO REALIZAR OBRAS MAU FEITAS PARA TEREM QUE SEREM REFEITAS E AÍ EMBOLSAREM MAIS ALGUNS MILHÕES.
 
LUIZ OLIVEIRA em 16/07/2013 09:59:12
sr. MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS vamos esquecer nelsinho trad e vamos olhar o presente, e o presente é o sr bernal o qual esta pouco se lixando para os comerciantes e moradores da região da julio,
o sr bernal deveria deixar de picuinhas com a gestão passada e fazer seu trabalho bem feito pq afinal de contas nos te pagamos ( muito bem diga-se de passagem ) para isso, e não adianta querer deixa a julio desse jeito para jogar a culpa na gestão passada pq não cola quem tem que responde pela julio é vc atual prefeito.
o prefeito de sabias palavras na qual usou para ganha uma eleição sem esta preparado!!!!
 
ALEXANDRE SANTOS em 16/07/2013 09:18:28
Para visitar meus pais passo pela Julio de Castilho e realmente está bem bagunçada. Pontos de ônibus que não protegem de nada, nem de sol, nem de chuva. Pisos táteis colocados de qualquer jeito, sem a menor consideração pelos deficientes que vão usa-los. Foi um descaso total. Digo foi porque não devemos nos esquecer que essas obras foram da administração do Prefeito anterior que fez tudo nas "coxas". Um total descaso e falta de respeito com a população e desperdício de dinheiro público.
 
Margareth Gonçalves em 16/07/2013 08:23:49
trabalho em um comercio na yokoama e já estamos sentindo no fluxo de movimento que diminuiu muito com as obras, pego a yokoama e depois a Brasilia para ir embora e todos os dias é um caos total para atravessar a julio de castilho, vc nunca sabe pra onde tem que ir para atravessar cada dia é uma coisa diferente e ta cada vez pior! secretario de obras precisamos de medidas urgentes nada foi resolvido e os homens continuam trabalhando.
já ouvi pessoas dizendo q vão se reunir e quebrar os canteiros devido a falta de organização no trecho da três lagoas ate a rua gravata.
 
jolcilayne sampaio em 16/07/2013 07:59:50
Estou indignada!!! a Rua Yokohama esta inviável, pra que mudar o q já estava certo e viável a população, agora temos q mudar totalmente o trajeto, isso tudo pra gastar mais, e justificar o que não tem justificativa; vamos fazer algo... concordo com mobilização, se nada for feito. precisamos mostrar nossa insatisfação... pagamos nossos impostos, e queremos os nossos direitos como cidadão de bens!!! Isso é uma afronta a dignidade da população é um desrespeito... COITADOS DOS DEFICIENTES VISUAIS...INDIGNADA!!!
 
Lizandra M. de Medeiros em 16/07/2013 07:57:01
E parece que só agora é que existe o "Conselho do Imbirussu" pois desde o início aquela reforma foi uma bagunça só e nunca se viu um Conselheiro fazendo reunião contra "isso ou aquilo". Parece que todos eram funcionários do Prefeito. Concordo com o Maximiliano e com a Joelma! Tem de proibir aditivos feitos em contratos pra consertar erro de projeto e de execução. Que o prejuízo fique com os incompetentes e não com a população!

Tem de aproveitar o barulho pra denunciar também o Governo do Estado que está "dando" 12 hectares em área urbana para empresários construírem um shopping com 50 lojas! Um absurdo pois o Shopping Campo Grande ocupa não mais que cinco hectares e tem 230 lojas. É maracutaia pura!!!
 
Pedro Mendes Neto em 16/07/2013 07:32:16
eu moro do lado da Julio e passo todo dia nela; essa obra foi até paga pelo prefeito que saiu, ninguém citou aqui, o projeto também foi deles; é bom que esclareça a população, porque já tem gente querendo ser governo sem saber fazer nada. Mas, com todo defeito vai ficar boa sim, é só dar alguns retoques; lixo é o que estava.
 
luiz alves em 16/07/2013 07:29:37
A AV Julio de Castilho já era um lixo, agora é Brasil.
 
jose da silva em 16/07/2013 07:18:28
Pois bem, como a administração municipal não ouviu os conselheiros!! o projeto é da gestão Trad em Campo Grande, onde todos esses conselheiros tinham portas abertas, sempre eram atendidos no GAPRE. Inclusive muitos eram próximos a ex-primeira Dama que tinha um excelente trabalho social. Me preocupa a atitude desses pseudo-lideres comunitários. Me lembro bem que muitos destes que hoje reclamam estavam na campanha do Giroto!! Vai dai!!!
 
Clayton Gomes em 16/07/2013 07:16:30
mudaram direções e mãos das ruas mas não sinalizaram nada temos que ficarmos tentando adivinhar para onde vai cada rua que daria acesso a Julio de Castilho,outro erro é querer deixar uma rua igual a Yokohama uma mão só a ainda sem acesso para a Julio de Castilho é uma aberração! Quem fez essas mudanças não mora na região e não teve o menor interesse em saber a opinião de quem mora, se somos nós que pagamos por todas essas obras então tínhamos que no minimo sermos consultados sobre possíveis mudanças, mas o problema é que para os políticos só importam os valores ganhos sobre cada obra e nada mais, para eles a vontade do povo é só um efeito colateral dos seus lucros.
 
edinho oliver em 16/07/2013 06:29:03
É lamentável o que ocorre na Julio de Castilho, fazer da Yokoama, mão única é simplesmente absurdo! Tão absurdo quanto fechar o cruzamento desta via com a Julio de Castilho, via de acesso ao centro por toda região do vila almeida, cophatrabalho e outros bairros...quem planejou esta alteração, jamais visitou a região, não conhece a população e seus anseios...Espero que no DIA DA INAUGURAÇÃO TODOS ESTEJAM NA MANIFESTAÇÃO DE PROTESTO. SÓ COM O POVO NA RUA O PROBLEMA SERÁ ANALISADO E RESOLVIDO.
 
cristina vasques em 16/07/2013 00:53:38
O mais agravante de tudo é a falta de semáforo, em frente ao prédio alugado do IFMS, onde os nossos filhos correm risco de VIDA diariamente para pegar o ônibus e o que a AGETRAM faz????? NADA. E os políticos que só prometem providências?...NADA. Devem estar esperando acontecer um acidente...sair na mídia... para resolver depois do pior já ter acontecido! Pelo AMOR À Deus...deem segurança para nossas crianças!!!! Imploro!!!!
 
Sandra Segatto em 16/07/2013 00:30:42
É exatamente a existência desse semáforo que está encabulando à todos, quando esse fechar, irá fechar também o cruzamento, av. crizântemos c/ júlio de castilho, pois esse ponto é parada de vários ônibus articulados (tal engº responsável não levou em consideração o comprimento dos ônibus ), só esse fato, fecha tal cruzamento, isso sem levar em consideração a fila paralela de veículos que irá se formar ali ( c/ o semáforo fechado ), lembremos ainda, o acesso entre os canteiros existente logo a frente do semáforo, que permite virar à esquerda ( em ambos os sentidos), que já vem causando transtorno. Tal acesso entre canteiros e semáforo não devem existir, ainda há tempo de corrigir.
 
waldomiro ajala em 15/07/2013 23:26:49
esta avenida está um inferno!! tá pior do que estava antes, mesmo com aquela buraqueira toda, pelo menos o transito fluía, existia sinalização (que não era lá grandes coisas, mas funcionava do jeito que tava, mesmo capenga).. essa obra só veio pra piorar tudo.. de que adianta não ter buraco, mas sinalização zero? tá tudo errado, carros estacionados no canteiro, ônibus querendo entrar na pista da esquerda porque tem carros parados... um inferno, uma desgraça.
 
candido da costa silva em 15/07/2013 22:50:52
Gostei do acompanhamento e denúncia do Conselho. De fato há muitos pontos críticos, especialmente as tampas das "boca de lobo", que varias estão muito rebaixando em relação
ao asfalto, podendo causar acidentes a motociclistas, bem como danos aos veículos.

Os fiscais do povo (vereadores) também deveriam olhar para isso.
 
Celso Cardeal em 15/07/2013 21:43:14
além do serviço mal feito os problemas dos ponto de ônibus que trocou alguns locais como o que ficava em frente a igreja dos mórmons que não existe mais ou oque ficava enfrente a antiga sertão atual bigolin que mudaram quase na esquina para dar mais espaço para o estacionamento da bigolin e a população ainda tem que esperar o ônibus no sol ou embaixo de chuva suportando o mal cheiro de fossa que há no local ainda temos que pagar 2,75 uma bagatela não acha senhor prefeito.
 
celia pedroso em 15/07/2013 21:36:14
Todas as obras tocadas na gestão do Sr. Nelson Trad Filho são de qualidade duvidosas, milhões foram gastos e outros tantos foram parar nas contas de paraísos fiscais. O povo revoltado com isso votou no Sr. Alcides Bernal. Colocaram o lobo no galinheiro. O resultado é isso ai que estamos vendo. Agora é torcer para que o prejuízo não seja irreversível, pois quem sofre somos todos. E que fique como experiência negativa: Voto de protesto não funciona, só se votarmos no macaco TIÃO.
 
nelson silva em 15/07/2013 21:33:55
É uma vergonha para todos, uma obra de projeto de estagiários, precisa aumentar os anos de faculdade desses Que se dizem arquitetos, projetistas fracos, só falta começar a furar buraco de novo, tivemos 03 meses de prejuízo no nosso comércio, e ai, quem pagou ou quem vai pagar? lógicos que são as máquinas de pagar imposto......e nem vamos comentar os acidentes, virou pista de autódromo é lamentável.































 
vera lucia carvalho em 15/07/2013 20:51:27
MORO NA AVENIDA JULIO DE CASTILHO BEM EM FRENTE A RUA MIRANDA, TENHO QUE COLOCAR PNEUS TODOS OS DIAS NA AVENIDA, POIS MOTORISTAS MAL HABILITADOS SOBEM NA CALÇADA E ENTRAM DENTRO DE NOSSO QUINTAL, PARA FAZER O RETORNO NA CONTRA MÃO, MOTOS ANDAM EM CIMA DA CALÇADA PARA ATRAVESSAR A PISTA, DIAS DESSES QUASE ATROPELARAM UMA CRIANÇA NA CALÇADA. E TEM MAIS AINDA FICAM BRAVOS PORQUE COLOCO OS PNEUS PARA PROTEGER O PATRIMÔNIO E OS PEDESTRES NA CALÇADA.
 
mario roque em 15/07/2013 20:30:43
Essa " obra", na realidade a maior roubalheira de dinheiro que eu já em campo grande, não no valor, que existe coisa pior, mas na cretinice do que se está fazendo até agora não chamou a atenção de nenhum delegado de polícia, de nenhum integrante do ministério, nada. Parece que tá tudo dominado. Quem é o pior ladrão nessa história toda ?????
 
adelar francisco taffarel em 15/07/2013 20:23:26
A obra só pode ter sido feita sem planejamento, além de canteiros fechando as principais entradas aos bairros, os semáforos que eram necessários ainda não foram ativados ou foram implantados em locais desnecessários, e a questão da av. Yokoama é um absurdo, além de terem colocado um canteiro que já tira metade do acesso à ela ainda querem mudar a mão da avenida, o que vai rapidamente sufocar o comércio da região. o Semy, o Bernal e os engenheiros da prefeitura deviam se atentar a isso.
 
Nicolas Silva em 15/07/2013 19:33:17
Gente, alguém tem que fazer alguma coisa com aquele canteiro da Yokoama. Está horrível. Quem vem pela referida avenida, não pode mais entrar à esquerda na Júlio de Castilho. Ficou sem saída.
 
Natália Martins em 15/07/2013 18:48:52
Pois bem, uma dita "melhoria" onde também ficou mais do que evidente o descaso com o dinheiro do contribuinte. Fazem obras sem um estudo prévio, como pode uma coisa destas? Construir e depois destruir? E o material gasto? E a mão-de-obra???
Realmente este é o país das maravilhas. dinheiro jogado no lixo, sem contar a falta de respeito com tudo...
Penso que se o dinheiro tivesse que ser reposto do bolso daqueles que erraram, quem sabe talvez melhorassem.
Enfim a política podre, ou seja, políticos corruptos, ladrões do povo, aqui nestas obras certamente constam assinaturas destes malandrinhos...
 
Joelma Santos em 15/07/2013 17:52:38
Então, o problema aí é mais em baixo, o Nelsinho terminou nas coxas o serviço para poder apresentar na campanha do Giroto como uma obra da gestão deles, o Alcides é o Alcides, se ele não termina bem obra que ele começou, imagina uma que o Nelsinho começou... quem sofre? a população... quem paga? a população..... quem elegeu todos eles até hoje? a população..... então tá tudo certo.
 
MAXIMILIANO RODRIGO ANTONIO NAHAS em 15/07/2013 17:50:31
A Júlio de Castilhos tá ficando um lixo.
 
Galdino Vilela em 15/07/2013 17:46:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions