ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Conselho de Sentença absolve rapaz que matou ex-marido da namorada

Crime aconteceu em março de 2023, quando a vítima foi na casa da mulher e deu um tapa no rosto do autor

Por Ana Paula Chuva | 08/05/2024 12:39
Vinicius sentado no banco dos réus durante o julgamento nesta quarta-feira (Foto: Antonio Bispo)
Vinicius sentado no banco dos réus durante o julgamento nesta quarta-feira (Foto: Antonio Bispo)

Acusado de matar ex-marido da namorada, Vinícius Araújo de Freitas sentou no banco dos réus da 2ª Vara do Tribunal do Júri nesta quarta-feira (8) e foi absolvido pelo Conselho de Sentença. O crime aconteceu em março de 2023 no Bairro Jardim Presidente, em Campo Grande. Ezequiel Gomes Pereira chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino.

Conforme denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), por volta das 8h do dia 5 de março do ano passado, na Rua Saigon, Vinícius foi abordado por Ezequiel e lhe deu um tapa no rosto. O rapaz estava com uma faca na cintura, então reagiu.

A vítima chegou a correr, mas foi atingida por duas facadas nas costas e uma no braço. Ezequiel continuou fugindo e ao chegar em local onde havia outras pessoas, o autor foi impedido de continuar as agressões.

Vinícius fugiu e Ezequiel foi levado para atendimento médico na unidade de saúde. Equipe da PM (Polícia Militar) foi ao local do crime e depois até a casa da mãe do autor, mas nem ele e nem a faca foram encontrados. Moradores da calçada lavaram as manchas de sangue que ficaram na calçada.

Poucas horas depois do crime, equipe do GOI (Grupo de Operações e Investigações) prendeu Vinícius na região do Bairro Vida Nova. Ele estava na casa da irmã e ao ser abordado confessou e afirmou estar com a faca usada no assassinato. Na ocasião, ele ainda alegou que Ezequiel que havia começado as agressões e que não foi atrás da vítima para dar as facas, mas que os golpes foram durante uma luta entre os dois.

No julgamento, os advogados Jefferson Borges Junior e Luciano Albuquerque Silva, que atuaram na defesa de Vinícius, defenderam as teses de absolvição pela legítima defesa, privilégio do domínio de violenta emoção – também sustentada pelo MP – e o afastamento da qualificadora. O Conselho de Sentença, por maioria de votos, decidiu por absolver o rapaz.

A sentença é assinada pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos que também determinou que a arma usada no crime fosse encaminhada para destruição.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias