A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/05/2013 12:28

Contra abandono, ação social tenta levar movimento à antiga rodoviária

Luciana Brazil e Helton Verão
Projeto tenta levar movimento ao antigo prédio da rodoviária.Projeto tenta levar movimento ao antigo prédio da rodoviária.
População aproveita para tirar documentos. (Fotos:João Garrigó)População aproveita para tirar documentos. (Fotos:João Garrigó)

No Dia do Trabalho, uma ação social tenta movimentar a região do prédio da antiga rodoviária, no centro de Campo Grande. Atividades culturais e serviços gratuitos, como corte de cabelo e emissão de documentos, serão oferecidos até o final da tarde de hoje.

Cerca de 600 pessoas já passaram pelo local. Sob comando do Coletivo T’Amo na Rodoviária, o projeto foi batizado como “Travessias – Trabalhadores em Trânsito na Antiga Rodoviária”.

A ação é uma espécie de mobilização social, que tenta convencer a população a frequentar o centro comercial, onde funcionava a antiga rodoviária. Hoje, pequenas e poucas empresas permanecem no prédio.

Durante o dia, haverá emissão de Carteira de Trabalho, exames de saúde, tratamentos estéticos de graça, demonstração de capoeira, boxe, tênis de mesa. Na parte cultural, estão programadas apresentações de teatro, dança, música, circo, fotografia, dança de salão, grafite e exibição de filmes e clipes.

A Funtrab (Fundação de Trabalho de Mato Grosso do Sul), Funsat (Fundação Social do Trabalho), a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), a Sas (Secretaria de Assistência Social) e a Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Mato Grosso do Sul) também oferecem serviços aos que passarem pelo prédio.

O organizador do evento, Givago de Oliveira, explica que a mobilização, a primeira a ser realizada, é uma maneira de ocupação da área, uma forma de trazer as pessoas para o prédio novamente. E para colocar o movimento à vista de todos, em cada esquina do prédio, uma ação foi pensada.

O pintor Valdir Arce, 50 anos, esteve na antiga rodoviária, na manhã de hoje, para tirar a certidão de nascimento. “Perdi meus documentos e precisar tirar de novo, principalmente a certidão de nascimento”. Na região desde 1979, Valdir lembra os anos em que frequentou a rodoviária. “Hoje, as pessoas têm uma má impressão do local e essa ação poderá melhorar isso”.

A jovem Camila Franco Afonso, 17 anos, aproveitou para tirar o documento de identidade. “O prédio precisar ser movimentando. Seria interessante ganhar novos ares”.

A ação tem o envolvimento de comerciantes do Centro Comercial Condomínio Terminal do Oeste (rodoviária velha), Associação de Cinema e Vídeo, Rádio Cultura, Federação de Boxe, Estúdio Vespa, Najon, T2, Cia Adote, Vaca Azul, Colegiado Setorial de Audiovisual, Federação de Tênis de Mesa de MS, Comissão pró-revitalização da Antiga Rodoviária e Sarau dos Amigos.

Documentário: O vídeo-documentário, “T’amo na rodoviária”, com mais de 100 horas de gravação, no período de dois anos, já está em fase de conclusão. Givago, o produtor do vídeo, lembra que só aguarda a decisão sobre a destinação final do prédio. O local já foi cogitado para receber a Câmara dos Vereadores. “A finalização do vídeo só depende da decisão sobre o prédio”, disse Givago.

Programação:

Oficinas:
9h - O que é o T'amo na Rodoviária? Givago Oliveira
10h - Balbucios: a representação do homem subalterno - Carin Louro
11h - Violência: Característica primordial, essencial, constitutiva do ser homem - Andre Benatti.

TransCine - Cinema em Trânsito
12h - 69 Praça da Luz (Br, 15 min)
12h - Domesticas (Br, 1h 25min)

13h - Apresentação Musical com Jara Correa

13h - Performance Najon (de hora em hora)

14h - Dança de Salão
Caroline cavalcante e Michael Ito

14h30 - Apresentação de boxe

15h - Escola Circo Pantanal

15h30 - Espetáculo Arte de Quinta, com Cia Adote

15h30 - Apresentação de capoeira

16h - Espetáculo Inocência, com Cia T2

16h40 - Apresentação Musical com Maria Mulata Sessions

 

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions