ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Corpo de idoso é encontrado em estado de decomposição no Taveirópolis

Homem já estaria morto há 24h e perícia da Polícia Civil foi acionada para averiguar circunstâncias

Silvia Frias e Bruna Marques | 30/08/2022 10:54
Corpo de idoso é retirado da casa por equipe da funerária. (Foto: Henrique Kawaminami)
Corpo de idoso é retirado da casa por equipe da funerária. (Foto: Henrique Kawaminami)

A Polícia Civil averigua as circunstâncias da morte de homem de 80 anos, encontrado caído na sala de casa, na Vila Taveirópolis, em Campo Grande. Ele já estaria morto há pelo menos 24 horas e o corpo apresentava deformidades no rosto e abdome.

O corpo de Vicente Farias foi encontrado pela sobrinha, acionada pelo vizinho do idoso, que estranhou o sumiço dele. O homem relatou à Polícia Militar que tinha o hábito de levar café para Farias, mas que ele não estava na frente de casa ontem, como era de costume logo de manhã.

PM encontrou muito lixo no quintal e na casa de idoso. (Foto: Henrique Kawaminami)
PM encontrou muito lixo no quintal e na casa de idoso. (Foto: Henrique Kawaminami)

A porta da casa estava encostada. Ao entrar, a sobrinha encontrou o homem caído na sala. O corpo já estava em estado de decomposição, com inchaço abdominal e rigidez cadavérica.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou a ser chamado, mas a equipe acionou a perícia da Polícia Civil para que fosse averiguado se é caso de morte natural ou violenta.

Vicente Farias morava sozinho em casa de três cômodos. No local, havia apenas cama e colchão velho. Pelo chão, sacos plásticos e resto de lixo, bituca de cigarro e corotes de pinga. O cheiro se torna fétido por conta das fezes encontradas no cômodo onde deveria ser o banheiro, mas que contém apenas uma privada desativada.

Segundo a informação repassada à PM, o homem teria pelo menos 3 filhos.

A vizinha, Maria Santa, 35 anos, diz que o conhecia há 17 anos e que ele gostava de viver sozinho e não permitia que ninguém entrasse na casa. Conta que um dos filhos foi até lá, comprou cama e fez limpa no quintal. As irmãs do idoso moram próximas da casa e levavam ovo cozido, café e refrigerante. Ele era aposentado e o dinheiro era entregue por um dos filhos.

Nos siga no Google Notícias