ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Corregedoria adia depoimento de jornalista; data ainda será marcada

A investigação é consequência do áudio divulgado pelo Campo Grande News em reportagem publicada no dia 4

Por José Roberto dos Santos | 08/12/2021 15:18
Intimação recebida pela jornalista na semana passada. (Foto: Reprodução)
Intimação recebida pela jornalista na semana passada. (Foto: Reprodução)

O depoimento da jornalista do Campo Grande News, Geisy Garnes, na Corregedoria da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul ainda não tem data para acontecer. Inicialmente, a intimação era para o dia 6 de dezembro, mas, após duas alterações, não há previsão para os esclarecimentos sobre a matéria que divulgou áudio de uma discussão entre dois delegados.

Conforme a intimação recebida no dia 1°, a jornalista deveria comparecer presencialmente às 8h30 do dia 6 de dezembro na sede da Corregedoria para prestar esclarecimentos nos autos AIP n° 120/2021/CGPC/MS-Sigilo".

Atendendo a pedido dos advogados que representam a jornalista, a data foi alterada e a forma do depoimento também. Nesta quarta-feira (8) aconteceria às 14 horas, por videoconferência. No entanto, o depoimento foi novamente adiado, desta vez por iniciativa da Corregedoria, sob justificativa de “readequação de pauta”.

O dia e horário para isso ainda não foram definidos e serão previamente informados, por e-mail, conforme definido no comunicado enviado e assinado pelo delegado Elton de Campos Galindo.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário