A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

08/07/2018 20:37

Cronograma de obras segue prevendo intervenções no Centro durante a semana

Tráfego de veículos pode ficar parcialmente ou totalmente fechado em determinados trechos devido à obras do Reviva Centro

Liniker Ribeiro
Equipes da prefeitura trabalhando em uma das frentes de trabalho na Rua 14 de Julho (Foto: Paulo Francis) Equipes da prefeitura trabalhando em uma das frentes de trabalho na Rua 14 de Julho (Foto: Paulo Francis)

Para passar pelas transformações previstas no projeto Reviva Centro, a região central de Campo Grande segue enfrentando dias de interrupções e bloqueios, tanto para veículos, como também para pedestres. Na Rua 14 de Julho, por exemplo, o lado direito ficou bloqueado, neste domingo (8), para quem pretendia passar a pé no trecho entre as ruas Maracaju e Marechal Cândido Mariano Rondon.

A interrupção foi necessária para instalação da tubulação da nova rede de coleta de esgoto, no local. Além desse trecho fechado, o cronograma da prefeitura da Capital prevê ainda outras mudanças e intervenções ao longo da semana.

Para os veículos, o trânsito permanece interrompido para obras de drenagem em trecho da 14 de Julho, entre 26 de Agosto e 7 de Setembro, com um prazo de 30 dias para reabertura.

As intervenções de esgoto também ocorrem na 7 de Setembro, entre Calógeras e 13 de Maio; na 14 de Julho, entre 7 de Setembro e 15 de Novembro, além da instalação de tapumes entre a Maracaju e Marechal Cândido Mariano Rondon.

Requalificação - O Reviva Campo Grande prevê mudanças na fiação elétrica, drenagem, pavimentação, calçada, paisagismo e mobiliário. Proposta inclui ainda alteração nas redes de distribuição de água, gás e coleta de esgoto, bem como acessibilidade, sinalização viária, iluminação e paisagismo. Histórico relógio da 14 de Julho com Afonso Pena deve voltar.

Foi a Engepar Engenharia quem arrematou os três lotes da obra, popularmente conhecida como Reviva Centro. Primeira fase custará R$ 49.238.507,65 e antecederam as máquinas levantamento sobre estruturas de água, esgoto e drenagem no subsolo da 14 de Julho.

Há compromisso, conforme o sócio da Engepar Carlos Clementino, de que os lojistas sejam minimamente afetados pela obra, que prevê a geração de pelo menos 200 empregos diretos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions