A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/08/2011 09:01

Decreto oficializa fim do dinheiro nos ônibus articulados a partir do dia 26

Marta Ferreira
Terminais Peg Fácil são um dos locais onde cartão para pagar transporte coletivo pode ser obtido. (Foto: João Garrigó)Terminais Peg Fácil são um dos locais onde cartão para pagar transporte coletivo pode ser obtido. (Foto: João Garrigó)

Foi publicado hoje decreto do prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), estabelecendo a obrigatoriedade do pagamento com cartão nos ônibus articulados que rodam na cidade. A obrigatoriedade entra em vigor no dia 26 de agosto, como parte do projeto para eliminar o uso do dinheiro nos coletivos.

O sistema de transporte coletivo urbano por ônibus em Campo Grande tem 45 coletivos articulados. Havia a previsão de início da cobrança da tarifa apenas com cartão também nas linhas 302 (Caiobá) e 319 (Dom Antônio Barbosa), mas elas não foram incluídas no decreto publicado hoje.

O cartão pode ser solicitado internet, no site da Assetur (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande), nos terminais Peg Fácil, na Praça Ari Coelho, nos demais terminais de ônibus, na sede da Assetur e em conveniências e drogarias conveniadas.

A mudança é uma tentativa de tornar os ônibus mais seguros, combatendo os assaltos, que viraram crimes comuns nos coletivos. Dados da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), são 600 roubos por ano nos veículos do transporte coletivo.

Na primeira etapa, conforme a Agetran, é que a medida atinja um universo de 45 mil usuários, o que representa 12% do total de passageiros do transporte coletivo na Capital.

No dia 26 de outubro, dois meses após o início da implantação, o dinheiro não será mais aceito como pagamento da passagem nos ônibus que servem a linhas alimentadoras (azuis), o que abrangerá aproximadamente 200 ônibus.

A adoção total do sistema de cartão eletrônico está prevista para janeiro de 2011

Serviço: o cartão pode ser solicitado no site .

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


Olha, seis meses depois, eu chego nesta cidade a passeio e encontro essa história de passe eletrônico. Uma vergonha para uma capital de Estado obrigar as pessoas a portarem um cartão. Senti que meu direito de ir e vir foi retirado, porque se tenho dinheiro, porque devo ser obrigada a descer de um transporte que é público? Pelo que sei não posso andar sem pagar, mas daí a ser obrigada a ter cartão!
 
Rosalia Silva em 13/01/2012 12:00:44
Em resposta ao que o leitor Pedro Telles escreveu digo que me estranha a opinião do mesmo, pois se vivemos em uma democracia é imperativa que se discuta com todos os envolvidos uma decisão que afeta diretamente a todos. Pois bem, a moeda corrente no Brasil é a cédula de Real e ninguém, digo “ninguém mesmo” pode se negar a recebê-la, então me assusta uma atitude dessa natureza partindo de autoridades que tem a obrigação do conhecimento da lei e a defesa do cidadão, quanto à comparação que o leitor faz é infeliz, pois quando vou abastecer ninguém me obriga a pagar com cartão ou com tampinhas de garrafas, sou eu quem escolhe a forma de pagamento e assim deve ser em qualquer situação.
E os governantes devem ter em mente que primeiro deve se escutar quem lhes confiou o poder – o povo – afinal é pra eles que ele deve atender e não a grupos de empresários financiadores de campanha.
 
Paulo Roberto em 25/08/2011 01:24:51
tanta falaçao e a açao? porque nao vamos todos a rua no primeiro dia de funcionamento do decreto e impedimos de transitar os tais articulados até que revogue o decreto?
 
nivaldo santos em 23/08/2011 08:08:15
Em um dia de domingo, em uma rua distante do centro, aonde o cidadão encontra lugar para recarregar o cartão? pelo amor de Deus, essa nova palhaçada é um ABSURDO! ABSURDO!!! Agora vão obrigar todo cidadão a ter seu cartão de vale transporte, para que suma alguns créditos misteriosamente, sem ninguém perceber! ACORDEM! Estão nos fazendo de palhaços!
 
Thiego Pacheco em 22/08/2011 12:47:29
enquanto as empresas preservam seu dinheiro "suado"( dos passageiros que andam expremidos dentro de onibos sujos, com lotação muito maior do que cabe,e alguem sempre falando chega mais para a frente para caber mais,onde o povo tem que se apertar ao maximo para encher os bolsos do empresario ) os passageiros não tem seu direito de levar um pouquinho de dinheiro ganho trabalhando, no bolso, porque o proximo alvo do ladrão será o proprio passageiro,quem vai dar a segurança
 
Lucas da Silva em 22/08/2011 12:03:43
...é...epha...e o meu direito e querer pegar um
Bus... com dinheiro!...Desrespeito total a minha liberdade
 
Ester Menacho em 22/08/2011 10:56:53
O que me intriga é o MP ainda não ter se pronunciado.
Afinal, no Brasil a moeda corrente é o real, e não podem me impedir de pagar com a moeda oficial.
Responda MP................ se for capaz.
Tire a dúvida desse ignóbil cidadão que mesmo pagando em cartão, nada o impede de ter roubado seu celular ou seus parcos trocados na carteira.
Responda MP.......... se temos que provocar com algum tipo de solicitação formal, requerida nos termos e devidamente protocolada.
Please, por favor, perfavore,....
 
Orlando Lero em 22/08/2011 10:42:19
Isso é puro reflexo da alienação as mídias de massa, que não nos ensinam a requerer nossos direitos, o Brasil é movido pelas novelas, pela copa do mundo de futebol pelo carnaval, por que na época desses acontecimentos todos ficam enganjados em fazer o melhor e quando precisamos de força para reivindicar direitos como os discutidos aqui vemos apenas comentários e nenhuma ação, agora fica mais uma vez a pergunta, até quando vamos conviver com isso??
Não nos esqueçamos de que ano que vem tem eleição, e o povo vai votar novamente em quem os insatisfaz no governo atual, pensemos nisso!!!!!
 
Oswaldo Benites em 22/08/2011 09:54:38
Ônibus articulados coitado dos motoristas alem do trânsito cuidar de três portas vai ser dificil o classe desvalorizada ainda ganha pouco.
 
paulo cesar em 22/08/2011 09:46:17
AO VER ESSA MENSAGEM, DÁ A IMPRESSÃO QUE SOMENTE OS PROPRIETÁRIOS DE ÔNIBUS DE CAMPO GRANDE MS, ESTÃO SENDO PRIVILEGIADOS PELOS POLÍTICOS DO NOSSO ESTADO, OU SÃO ELES BEM ORGANIZADOS, CONVIDO A POPULAÇÃO BRASILEIRA, SE DIRIGIREM AOS BANCOS, ABRIREM NEM QUE SEJA UMA CADERNETA DE POUPANÇA, E SOLICITAREM UM CARTÃO, DE CRÉDITOS OU DE DÉBITOS, E EVITAREM DE CONDUZIREM VALORES QUAISQUER NOS BOLSOS OU BOLSAS, VEJAM SÓ, OS PROTEGIDOS ESTÃO ATÉ COM DECRETO PRIVILEGIANDO OS, E COMO A SOCIEDADE ESTÁ A DISTÂNCIA DOS POLÍTICOS, PORQUE VENDEM OS VOTOS DE QUAISQUER FORMAS, ATÉ POR FESTA JUNINAS, CAMISETAS, REUNIÕES DE COME COME, ATÉ PRODUTOS ESTRAGADOS, AGORA PRECISA POR CONTA PRÓPRIA, SE VALEREM DOS CARTÕES, PARA NÃO SEREM TORTURADAS, PELA DISTÂNCIA DE DEUS E DA SEGURANÇA, QUE OS GOVERNANTES, TERIAM QUE COLOCAREM A NOSSA DISPOSIÇÃO, O GOVERNANTES SE NÃO ROUBASSEM, OU TALVEZ PRESTASSEM CONTA, DAS DESPESAS QUE TEM, O POVO ESTARIA MAIS TRANQUILO, POIS SÓ OUVIMOS ESCÂNDALOS, DE ROUBOS POLÍTICOS, E COMO É UMA QUANTIDADE GRANDE, SERÁ QUE NÃO PODEM SE CORRIGIREM, E MELHORAREM A MORAL, DA CLASSE POLÍTICA BRASILEIRA, OU SERÁ QUE O POVO, NÃO SABE, QUE POLÍTICOS E FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, SÃO EMPREGADOS DO POVO, PORTANTO, POVO, SAIAM DAS COMODIDADES, E COBREM QUE TRABALHEM OS HOMENS PÚBLICOS, OU FAÇA COM QUE SEU VOTO, SEJA COISA SÉRIA, SÓ VOTANDO EM CONHECIDOS, E COBRANDO DELES DEPOIS OS DIREITOS DAS VOSSAS COMUNIDADES, SE ISSO NÃO ACONTECER, PARA QUE VOTAR.
 
PEDRO BRAGA em 22/08/2011 09:25:27
além de agente pagar para ander em pé no onibus temos que ter cartão tambem. que vergonha.
 
NILZA FERREIRA em 22/08/2011 09:24:32
ISSO É O REFLEXO DO ABANDONO DA SEGURANÇA PUBLICA VÃO SE CRIANDO MECANISMO PARA PROTEGER SOMENTE AOS GRANDE PODERES, GRANDES EMPRESAS, QUE TEM O PODERES DE BARGANHA MAIOR (DINHEIRO), PARA QUE AS GRANDES EMPRESA NÃO PERCAM SEU DINHEIRO, ENQUANTO O POVO TEM QUE SE ADEQUAR E ENGOLIR AS NORMAS CRIADAS PELOS PODERES QUE OS PODERES SÃO QUEM TEM DINHEIRO, ENQUANTO QUE A SEGURANÇA QUE DEVERIAMOS TER NÃO TEMOS ENTÃO APARECE ESTE PODERES E CRIAM ENTRES ELES ALGUMAS NORMAS PARA QUE NÃO ROUBEM SEUS DINHEIROS, MAS QUE PODEM ROUBAR AO POVO,QUAL SERA A PRÓXIMA MEDIDA SERA QUE VÃO RECOLHER OS PASSES NA FONTE (DESCONTOS EM HOLERITH)
 
JOSE CARLOS em 22/08/2011 09:22:39
Eai deputados, vereadores e MP, é só os coletivos que são assaltados, eu acho que não né, daqui uns dias tudo que for fazer é só no cartão né. pô é so palhaçada meu, se um cidadão for passear e so tiver dinheiro , como vai ficar. hahahahah ,
 
Edgar Martins de Oliveira em 22/08/2011 07:38:02
é as pessoas que estiverem de passagem por esta cidade, como faz para andar de ônibus.depois querem ser uma cidade que se diz portal do pantanal.
tenha dó !!!!!
 
marcos antonio em 22/08/2011 07:00:47
Só para informar o leitor Orlando Lero: a proposta de acabar com o dinheiro nos ônibus não é da Assetur e nem da prefeitura. É do próprio Ministério Público.
 
Pedro Telles em 22/08/2011 06:34:33
Qual é a dificuldade de se usar o cartão? Não entendo esse povo, que só reclama, reclama. Quem usa carro, sabe que tem que abastecer o tanque com antecedência. Ou vai esperar a gasolina acabar para procurar o posto de comsbutivel? Com o cartão é a mesma coisa. Quem usa ônibus deve te-lo em mãos. Simples assim.
 
Pedro Telles em 22/08/2011 06:32:38
legal, em campo grande somente os onibus são assaltados, como eliminar isso? cartão neles!!! em goiania é cartão a passagem custa R$ 2,50,00 aqui também será? se eu pegar onibus com dinheiro alguém vai acionar a policia? cade os 21 vereadores, Minitério Público, defensoria pública?
 
jose albino em 22/08/2011 01:03:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions