A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

29/11/2011 16:03

Defesa de Agnaldo tenta, no júri, desqualificar parte da acusação

Viviane Oliveira e Nadyenka Castro

O advogado disse que o crime foi culpa da ignorância de duas pessoas

Aguinaldo durante julgamento que começou na manhã de hoje. (Foto: João Garrigó)Aguinaldo durante julgamento que começou na manhã de hoje. (Foto: João Garrigó)

A defesa do jornalista Agnado Ferreira Gonçalves, 61 anos, que está sendo julgado hoje pela morte do menino Rogério Pedra, há dois anos, tentou, nesta manhã, convencer os jurados de que o réu cometeu crimes menos graves do que a acusação feita pelo Ministério Público Estadual e acatada pelo juiz.

Agnaldo está sendo acusado de homicídio simples pela morte de Rogerinho e ainda por três tentativas de homicídio. Ao se manifestar no plenário, o advogado Valdir Custódio, que representa o jornalista, defendeu que sejam desclassificadas duas tentativas de homicídio, uma contra a menina irmã de Rogerinho que estava no carro no dia do crime e a outra contra o tio, Aldemir Pedra Neto, que discutiu com Agnaldo no trânsito.

Para o advogado não houve tentativa de homicídio porque as duas vítimas não foram atingidas. Ele defende que Aguinaldo tem que pagar pelo crime que cometeu sim, mas que seja por homicídio privilegiado que diminui um sexto da pena.

“O Aguinaldo não brigou sozinho na rua”, questiona o advogado. Ele falou durante 1h30 depois da acusação. Antes de começar a falar, Valdir sentou em frente aos jurados e explicou que iria fazer a defesa de acordo com que achava correto.

“Eu defendo o que é justo, não a atitude do Aguinaldo”. Esse crime foi culpa da ignorância de duas pessoas. Conforme o advogado, Aguinaldo deve ser condenado pela ignorância dele.

No dia do crime houve uma discussão que durou cerca de 10 a 15 minutos. Para o defensor ninguém é monstro do dia para a noite, nenhum fato surge do nada. Ele quer levar aos jurados que o Ademir também teve uma parcela de culpa.

Ele disse que a pergunta que a sociedade campo-grandense faz é porque o jornalista fez isso. Apontando para os envolvidos, ele disse: pela ignorância dos dois. “Porque dois ignorantes toparam na rua e ele (Aguinaldo) matou.

Briga-Durante a discussão com o tio do menino Aldemir Pedra Neto, o jornalista efetuou quatro disparos, atingindo João Alfredo Pedra (avô de Rogerinho) e o menino, que foi baleado no pescoço, não resistiu ao ferimento. A família estava em uma caminhonete L-200 e o jornalista em um Fox.

Agnaldo chegou a ficar 80 dias preso. Depois, teve nova prisão decretada, sob a alegação de que forjou uma separação para escapar da ação que cobra indenização de R$ 1,3 milhão.

Mesmo sem ter sido preso, ele obteve habeas corpus no TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul).

No ano passado, a prisão preventiva foi decretada porque o jornalista não foi encontrado no endereço informado à justiça. Ele havia se mudado para Praia Grande, no litoral de São Paulo.

O crime foi cometido em 18 de novembro de 2009, em Campo Grande.



ele teria, na melhor das hipóteses, deixado este cidadão ir embora ou tomado outro caminho. Que o Agnaldo pague pelo seu erro, que foi tão absurdo que nem da pra mensurar o quanto estas pessoas estão sofrendo com a falta do pequeno Rogerinho. Do contrário do que você disse, eu tenho 2 filhas e mudei meu comportamento nas ruas justamente para não correr este tipo de risco e acredito que muitos tbm.
 
Anderson Garcia Machado em 30/11/2011 02:50:14
GEORGIANA ZARZA RIBAS não vi ninguém em momento algum se passando por DEUS. Sim, ele é culpado pela morte. Isso ninguém discorda, apenas dissemos que isso poderia ter sido evitado, mas o que fazer quando se tem um tio com um histórico no transito não muito bom. É claro que ele terá essa "CULPA" na consciência dele, pois se ele tentasse preservar a integridade de todos que estavam com ele naquele..
 
Anderson Garcia Machado em 30/11/2011 02:44:37
pq realmente o mundo não precisa de pessoas tão sem corações como vcs de fazer um comentário infeliz desse!
 
GEORGIANA ZARZA RIBAS em 30/11/2011 02:09:21
aí dps de começar a discussão não satisfeito tenta matar 4 pessoas e 2 delas sendo crianças,é vergonha a população falar do que nem sabe direito algo tao desumano desse,mas claro pq NAO FOI SEU FILHO,NAO FOI SEU SOBRINHO,SEU NETO foi o deles e não há anos que o criminoso fique na cadeia que vai reparar essa dor imensuravel dessa família mas um alívio que a justiça foi feita...QUE DEUS ABENÇOE VCS.
 
GEORGIANA ZARZA RIBAS em 30/11/2011 02:08:44
É lamentável...que além depois de agir a justiça de Deus e dos homens provando que existe só um criminoso nessa história que é o Agnaldo,ainda tem pessoas se julgando "Deus" e querendo culpar o tio Aldemir por isso...que eu conheço a anos e só quem conhece sabe realmente quem ele é,uma pessoa que não agrediu pois não tem NADA NO CORPO DE DELITO....entao que confusao discutir com o Agnaldo....
 
GEORGIANA ZARZA RIBAS em 30/11/2011 02:04:23
Concordo com a Elisa Zocal; o Agnaldo quem matou; queria ver se um destes tiros que ele efetuou tivesse acertado alguma destas pessoas ou parentes delas para ver se voces tentariam encriminar o tio do garoto, o Agnaldo é o assassino, por que ele andava armado? se ele não tivesse armado, nada disto teria acontecido, seria apenas uma discução boba de transito, ja pensou se toda discução, um morrer?
 
João Victor em 29/11/2011 08:14:14
E lamentavel que o outro principal causador da morte da criança, o proprio tio dele, esta em liberdade e vai continuar impune, pois na epoca a policia nao o indicio como co-autor da morte do menor. O jornalista agnaldo errou e deve pagar, mas só cometeu o lamentavel crime porque foi provocado pelo tio da criança. se este sujeito nao tivesse provocado a confusão, o crime nao teria acontecido.
 
DIONIZIO VILALBA em 29/11/2011 05:41:32
Querem colocar a culpa no tio p/desqualificar o tipo de crime,por mais que houve agressoes, cnh vencida, racha que o tio feito etc!nao da o direito de alguem sair atirando a torta e a direita,o tio tem culpa sim isso ele sabe,+o que ta sendo julgado é a ação do assassino,uma pessoa que sai armada porque recebe ameaças nao deve ser gente pessoa né?é um assassino é deve pagar com todo o rigor da lei
 
elisa zocal em 29/11/2011 05:37:53
E o outro culpado, não será julgado? tão errado quanto quem atirou foi quem concorreu para que isso acontecesse, ou seja, o tio. Por que a mãe do garoto (realmente deve estar sofrendo muito não tenho dúvidas disso), porqeu ela não pergunta para o tio porqeu ele ajudou a arrancar um pedaço dela?
 
marcia c b de azevedo em 29/11/2011 05:32:06
Concordo em gênero e grau com Juan... infelizmente Agnaldo foi ignorante ao aceitar a discussão com aquela pessoa. E assumiu o risco de matar pessoas que estavam por perto, inclusive o garoto Rogério. Mas quem conhece realmente a familia de Aldemir sabe quem é o errado da história.
 
Mariana Pontes Arguelho em 29/11/2011 04:54:57
Entendo que o sr. Agnaldo deve sim pagar pelo seu erro. Mas convenhamos que na época dos fatos foi verificado que o tio de Rogerinho estava com a sua CNH apreendida por participar de rachas em Maracajú. Se esta pessoa não estivesse na condução, pode ser que nada disso teria acontecido.
 
Anderson Garcia Machado em 29/11/2011 04:50:28
Realmente, o Agnaldo foi Ignorante, por puxar o gatinho num local de muito movimento, colocando em risco pessoas inocentes, que transitavam pelas ruas.
Ele foi impulsionado ,pelas agressões do homem da" pedra". É fácil julgar o jornalista, coloquem-se no lugar dele.
99% da culpa de toda essa confusão, foi por conta do Ogro mal. Esse cara, já tem muita história podre.

 
juan charlymoon em 29/11/2011 04:25:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions