A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

24/03/2011 09:51

Defesa pede isolamento em presídio para lutador que matou segurança

Aline dos Santos
Christiano é autor das agressões que mataram  segurança na madrugada de sábado.(Foto: Reprodução)Christiano é autor das agressões que mataram segurança na madrugada de sábado.(Foto: Reprodução)

A defesa do lutador de jiu-jitsu Christiano Luna de Almeida, de 23 anos, preso pela morte do segurança Jefferson Bruno Escobar, de 23 anos, requereu à justiça que ele seja isolado no Presídio de Trânsito.

Christiano é autor das agressões que mataram o segurança na madrugada do último sábado, na casa noturna Valley Pub, na avenida Afonso Pena.

Em pedido de providência à 1ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, a defesa cita os protestos realizados por familiares e amigos do segurança e, principalmente, a participação da Torcida Mancha Verde, do Palmeiras.

“A exigência demonstra que esse tipo de manifestação requer atenção especial da administração prisional, pois esses grupos de torcida desportiva costumam ter integrantes fanáticos dentro dos presídios”, justifica o advogado Afrânio Alves Côrrea, que assina o documento.

Porém, em termo de declaração datado de ontem, Christiano relata que foi bem recebido pela massa carcerária e que não tem interesse de ser transferido para outro presídio.

Investigação - A Polícia Civil já ouviu 11 pessoas sobre a morte do segurança, que era conhecido como Brunão. Foram ouvidos funcionários da casa noturna, amigos de Christiano e parentes da vítima.

A polícia aguarda também o laudo necroscópico sobre a causa da morte, cuja primeira certidão já apontou insuficiência respiratória, trauma no tórax e ação contundente.

A missa de sétimo dia de Jefferson está marcada para sexta-feira, às 19 h, na igreja Maria Mãe da Igreja, na Vila Jussara.



Eu ví o video no youtube, ao que parece foi legitima defesa, uma vez que havia três segurança, os quais jogaram o rapaz para fora do bar, sendo que ele caiu no chão dois segurança ficaram na porta e o que morreu tentou bater nele que estava caido no chão, foi quando o mesmo começou a chutar o segurança, ora, com que três segurança tentam bater um uma pessoa já caída no chão, esta caracterizado legitima defesa. Os seguranças precisam saber que eles são pagos para fazer seguranças e não para bater nas pessoas, caso recente aconteu no bar miça, quando o segurança bateu em cliente bebado, ainda bem que aquele não era lutador.
 
Eduardo Cristiano em 24/03/2011 12:48:29
Tomara que a mancha dê um jeito nesse safado!
 
Karina Lopes em 24/03/2011 12:47:30
CASO DO SEGURANÇA BRUNO:
O que está sendo investigado no momento é a morte do Segurança Bruno e suas circunstâncias, e não o que Cristiano fez ou deixou de fazer no passado. De nada adianta traçar o seu perfil agora, isso só será levado em conta se realmente Cristiano for condenado,na fase da dosimetria da pena.
O primeiro vídeo divulgado não esclarece o nexo de causalidade entre a morte do segurança e os golpes desferidos pelo Cristiano. O que mostra sim, é o Cristiano sendo jogado brutalmente ao chão pelo segurança Bruno, por meio de uma rasteira, de forma humilhante, na frente do Bar e dos demais clientes, num dia chuvoso, onde a calçada estava suja e molhada, de forma degradante.
Se ficar provado, como aparentemente demonstra o vídeo aos 50 segundo que o segurança sofreu um infarto, e não a perfuração do pulmão por um suposto golpe desferido pelo Cristiano, que estava se defendendo sozinho, contra 5 seguranças, muito maiores do que ele, e no chão ainda por cima (legitima defesa), o caso sofrerá uma reviravolta, e quem será injustiçado será o Cristiano, que estava se defendendo por ser literalmente "jogado pra fora do Bar", e ter ser nome difamando por toda a população que compra o que a imprensa internacionalista divulga! Resumindo, uma fatalidade para ambos os lados!
A imprensa e as pessoas deveriam ser mais cautelosos antes de acusarem alguem, intitula-lo como treinador de jiu jitsu (o que ele nunca foi), que é uma arte aprimorada por uma familia de brasileiros (Gracie), que se baseia em estrangulamentos e sistêma de alavancas e não em chutes ou socos! isso sim é cometer uma injustiça!
PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA é o nome disso! em outras palavras: "Ninguem é culpado até que se prove o contrário". Cautela meu povo, cautela...
 
Carlos Martins em 24/03/2011 11:25:22
É, pelo visto estão preocupados que o Cristiano seja agredido no presídio, mas nunca se preocuparam com as agressões que ele desfere contra as outras pessoas.. Enquanto ele estava praticando jiu-jitsu e batendo nos outros e ficando impune ninguem ligava.. foram deixando pra lá até ele conseguir matar um...
 
Antônio Carlos em 24/03/2011 10:50:44
Ví o video no Youtube, e está claro que os seguranças expulsaram ele lá de dentro da Valley Pub, ambos estão errados, o segurança não devia ter humilhado jogando ao chão o Cristiano, mas, o segurança só estava fazendo o papel dele em seu serviço porque pra ser expulso da Valley coisa certa o Cristiano não estava fazendo lá dentro! E o mesmo não devia dar um soco no peito do segurança, porque quem pratica esse tipo de luta sabe onde bater pra machucar ou não, e como ele não quis deixar "barato" deu um soco no peito, com certeza tendo o CONHECIMENTO que poderia trazer algum tipo de consequencia aquele segurança deu um soco no peito PRA MATAR SIM! pois quem que guenta um soco e CHUTES de quem luta no peito? QUEM RESISTE?
Tem que ter JUSTIÇA!! O QUE FALTA NESSE PAÍS, SE CHAMA J U S T I Ç A!!!!
 
Larissa Borges em 24/03/2011 09:35:37
Lutador é quem compete em torneios e tem isto como profissão. Até onde eu sei, este jovem é bacharel em direito e tem cargo no governo. Isso é lutar, queridos?
 
Miguel Angelo em 24/03/2011 02:08:49
Noossa Christiano, qual a capacidade de uma pessoa que tira a vida de outra pessoa, isso a minha mente não aceita, 'ah estava bêbado, nao me lembro' e como tirar o carro certinho você tirou, onde nós vamos parar com tanta brutalidade. Covarde.
 
Cristiano França em 24/03/2011 01:57:07
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions