A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 22 de Maio de 2019

23/04/2019 13:15

Depois da chuva, desafio é transitar entre crateras e lama no Campo Alto

Moradores esperam por asfalto há mais de 20 anos. População do Nova Jerusalém também reclama.

Ronie Cruz
Cratera na rua Salomão Abdala desanima moradores no Jardim Campo Alto (Foto: Henrique Kawaminami)Cratera na rua Salomão Abdala desanima moradores no Jardim Campo Alto (Foto: Henrique Kawaminami)

Se conviver com a buraqueira nas ruas do Jardim Campo Alto já era difícil para os moradores, as chuvas que caíram no começo desta semana tornaram a situação ainda mais complicada por causa das crateras que tomam conta das ruas. Mesmo depois da chuva, moradores têm dificuldade para sair de casa por causa de ruas intransitáveis.

Três ruas no bairro apresentam situação mais crítica. Na Rua Salomão Abdala, os funcionários de uma funilaria já trabalham preocupados com as condições do tempo. Dependendo da força da chuva, os clientes nem conseguem retirar os veículos após reforma.

“Choveu, fica ruim. Direto caminhão fica parado aí na frente encalhado. Se chover forte ninguém consegue entrar aqui. Nas ruas de cima não têm boca de lobo. Daí a enxurrada desce e ninguém passa, nem carro nem caminhão”, afirma o funcionário Bruno da Silva leite 24.

O tapeceiro Ismael diz que a funilaria onde trabalha já contratou trator para retirar veículo de cliente (Foto: Henrique Kawaminami)O tapeceiro Ismael diz que a funilaria onde trabalha já contratou trator para retirar veículo de cliente (Foto: Henrique Kawaminami)

O colega dele, o tapeceiro Ismael Justino Alves, 53, diz que já precisaram esperar uma semana para sair do local com veículos de clientes. “Tem vez que temos que esperar sair o sol depois de uma semana para sair com caminhão reformado. Teve cliente nosso que ficou bravo já por causa da demora. Daí a gente teve que pagar trator para puxar o caminhão daqui”.

Perto dali mora a estudante Francielle Alves, 21, na rua Santina Delfino Sanches, outra rua na mesma situação. “Desde que me entendo por gente é assim. Já fizeram abaixo assinado para asfaltar mas não resolveu. Faz uns seis meses que a prefeitura veio aqui tirar cascalho dessa rua para jogar nas outras com buraco. Daí os vizinhos acabam jogando restos de construção para amenizar o problema”, disse.

Francielle diz que mesmo com carro em casa ela não consegue sair quando chove. “A gente tem que sair à pé até lá na rua onde tem asfalto”, disse. “O caminhão do lixo passa por cima da calçada para desviar do buraco. Teve uma vez que o caminhão encalhou e o meu pai teve que arrancar a lixeira da calçada para ele passar”, acrescentou.

Carro da reportagem ficou encalhado na rua rua Santina Delfino Sanches. (Foto: Henrique Kawaminami)Carro da reportagem ficou encalhado na rua rua Santina Delfino Sanches. (Foto: Henrique Kawaminami)

Durante a reportagem, o veículo do Campo Grande News ficou preso ao tentar desviar de uma cratera no meio da rua, mas conseguiu sair após o motorista Simão Nogueira remover uma pedra que ficou presa no pneu dianteiro. A poucos metros, uma casa foi colocada à venda. O imóvel é alugado pelo operador de máquinas Renato de Oliveira, 30, morador há quatro meses.

“Qualquer pé d’água o bicho pega. Caminhão de lixo evita passar nessa rua. Desanima ficar num lugar desse porque não tem nem condições de passar por aqui. É raro ver carro e moto de entrega. Só trator passa nessa rua. É mato e buraco por todo lado”, reclamou.

Buraco no Jardim Campo Alto faz motoristas evitarem ruas (Foto:Henrique Kawaminami)Buraco no Jardim Campo Alto faz motoristas evitarem ruas (Foto:Henrique Kawaminami)

Jardim Nova Jerusalém - O estado em que ficam as ruas após as chuvas também é motivo de desconforto para quem mora no bairro Jardim Nova Jerusalém que também fica na região sul de Campo Grande. Por lá, a lama e a falta de limpeza de terrenos são alvos de queixa.

“Quando chove fica esse lameiro com mato e mosquito. Esse mato dá uma dengue lascada.
Prefeitura tinha que limpar. Gosto daqui. É sossegado, mas falta cuidado com as ruas e com a limpeza”, diz a dona de casa Lourdes Secreti, 62, moradora da avenida Alto da Serra.

A comerciante Cícera Carneiro da Silva, 50, é dona de uma lanchonete na travessa Anjo de Deus. Ela diz que os buracos na rua só não estão maiores por causa dos próprios moradores. “É o vizinho que pega a patrola da empresa que ele trabalha e arruma a rua aqui para nós”, afirmou.

O morador José Severino, 68, diz que a comunidade espera há 10 anos por asfalto no bairro. “No fim do ano a prefeitura veio e fez terraplanagem. Em vez disso deveriam fazer esgoto e asfaltar de vez. O vizinho aqui perto aterrou depois que a água invadiu a casa dele. Agora fica esse barro aí”, reclama.

Outro lado - A prefeitura de Campo Grande informou que SISEP (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) vai retomar a manutenção das vias não pavimentadas quando parar de chover e o terreno estiver seco. A reclamação será encaminhada ao setor responsável para o Jardim Campo Novo entrar na programação .

*Matéria atualizada às 14h58 para acréscimo de informações

Estado das ruas no Jardim Nova Jerusalem também causa desconforto há anos para moradores (Foto: Henrique Kawaminami)Estado das ruas no Jardim Nova Jerusalem também causa desconforto há anos para moradores (Foto: Henrique Kawaminami)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions