A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/09/2014 17:59

Depois de velocidade e álcool, blitz mira celular para reduzir acidentes

Michel Faustino
Número de notificações aumentou este ano. (Foto: Alessandro Martins)Número de notificações aumentou este ano. (Foto: Alessandro Martins)
Comandante da BPTran ressalta que uso indevido do celular é responsável por ocasionar pequenos acidentes. (Foto: Alessandro Martins)Comandante da BPTran ressalta que uso indevido do celular é responsável por ocasionar pequenos acidentes. (Foto: Alessandro Martins)

Depois de realizar blitze para coibir o excesso de velocidade e o tráfego de motoristas embriagados, policiais da BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) em conjunto com a Policia Federal, e Agetran (Agência Municipal de Regulação de Transito) realizaram, na tarde de hoje (23), uma operação especial em toda a extensão da Avenida Afonso Pena e na Avenida Rubens Gil de Camilo no bairro Chácara Cachoeira para flagrar motoristas que trafegam fazendo o uso indevido de celular. Todas as ações que se iniciaram na quinta-feira passada, dia 18, são em alusão a Semana do Transito.

Dados do BPTran  de Mato Grosso do Sul apontam que o uso indevido de celular por condutores de veículos automotores é um dos principais responsáveis por ocasionar pequenos acidentes.

De acordo com o tenente-coronel Jonildo Theodoro, comandante do BPTran,  no ano passado 1.304 motoristas foram notificados por fazer uso do celular enquanto trafegavam em vias públicas. Esse número vêm aumentando significamente. Segundo ele, de janeiro até agora 1.412 motoristas já foram notificados. Quem dirige utilizando celular comete infração no artigo 252 do Código de Trânsito, perde quatro pontos na carteira e paga multa de R$ 85,12.

O comandante ressalta que o uso do celular é responsável em sua maioria por pequenos acidentes. “Hoje há uma banalização muito grande do uso do celular. Todo mundo têm um. E o uso do celular, seja para ligação ou para mensagem, é um dos principais fatores responsáveis por tirar a atenção dos motoristas que em fração de segundos podem se distrair ocasionando acidente”, disse.

Jonildo diz ainda que nas ações que estão sendo realizadas desde o dia 18, há uma incidência muito grande de condutores sem habilitação, principalmente motociclistas. Segundo Jonildo, 15% dos motociclistas que são parados em fiscalizações como a realizada hoje não possuem habilitação e ou estão com o documento do veículo atrasado.

“Infelizmente há uma incidência muito grande de condutores sem habilitação e isso é preocupante, porque a maioria dos acidentes é provocado por imperícia”, disse.

Conforme o comandante, as ações em alusão a Semana do Transito serão realizadas até quinta-feira (25).



Finalmente a nossa Agetran e policia Militar resolveram começar a agir da maneira correta, parabéns a todos, o caminho é por aí. Quanto ao comentário do Cyro, provavelmente ele não anda de moto pra saber o quanto é perigoso uma pessoa dirigindo um carro e falando no celular ao mesmo tempo, ele foi irônico mas infelizmente acertou na mosca, O CELULAR MATA MESMO, e como mata.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 24/09/2014 08:29:19
Realmente, o IPVA atrasado do seu carro mata muito mais do que álcool. Celular também, outro dia um celular meu pegou um carro e saiu matando gente por aí dirigindo bêbado, mas o IPVA tava em dia então tudo bem, o celular não pagou multa.
 
Cyro Escobar Ribeiro Neto em 24/09/2014 07:52:11
Isso é o resultado do Trabalho Sério realizado pelo BPTran, Policia Federal, e Agetran de Mato Grosso do Sul.
Todos os dias nos deparamos com absurdos em nosso trânsito; causado pela falta de consciência ou "certeza" de impunidade. Somente com ações como esta conseguiremos trafegar com mais segurança.
Parabéns pela ação conjunta.
 
Jonilson Guimarães de Oliveira em 24/09/2014 06:57:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions