A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

14/01/2014 10:48

Desconto indevido deixa recreadoras da Seleta sem pagamento de férias

Viviane Oliveira

Dezenas de recreadoras da Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária) reclamam que houve desconto indevido na folha de pagamento das férias. Uma das funcionárias prejudicadas, afirma ainda que não recebeu o pagamento do mês de dezembro do ano passado.

Conforme a presidente do Senalba (Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Mato Grosso do Sul), Maria Joana Barreto, cerca de 30 funcionárias foram pegas de surpresa e tiveram descontos na folha de pagamentos.

A presidente explica que, a Seleta aplicou este ano a retroatividade que não foi feita há 4 anos atrás. “As funcionárias não foram avisadas e quando receberam o pagamento ficaram desesperadas, pois muitas delas contavam com dinheiro para resolver casos de saúde”, diz.

Uma recreadora, que não será identificada, diz que trabalha há 3 anos e meio na Seleta e nunca tinha passado por uma situação como esta. Ela conta que ficou afastada do trabalho por mais de três meses e retornou no dia 11 de dezembro. Porém, até agora não recebeu o pagamento do mês passado e nem as férias. “Estou com o aluguel, água e luz atrasada”, lamenta.

O Campo Grande News entrou em contato com a Seleta, no entanto o diretor responsável estava em reunião e não pode atender nenhuma das ligações. 

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Concordo com o Carlos, tem "cupinchas" com muita grana mesmo. Deveria ser investigado alguns dos responsáveis pelas finanças... parece dinheiro desviado de ONGs.
 
Manoel de Souza C.Alcantara em 14/01/2014 13:06:31
A SELETA deveria ser investigada pelo ministério publico estadual, não só por essa matéria, mas por convenios com outras instituições que contratam os funcionários da seleta em outrs instituições, fazendo com que o presidente e seus cupinchas recebam salários duplos, horas extras sem trabalhar e duplicidade de sala´rios, olha é tanta falcatrua que dá até medo de falar.
 
Carlos da Silva em 14/01/2014 11:09:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions