A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

19/09/2011 18:34

Desembargadores mandam soltar cunhado de Marielly Rodrigues

Nadyenka Castro

Decisão é por unanimidade da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul

Hugleice, de camisa de manga longa, entre dois policiais, no dia em que se apresentou à Polícia. (Foto: João Garrigó)Hugleice, de camisa de manga longa, entre dois policiais, no dia em que se apresentou à Polícia. (Foto: João Garrigó)

Por unanimidade, os desembargadores da 1ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul mandaram soltar nesta segunda-feira Hugleice da Silva, cunhado de Marielly Rodrigues, morta em maio deste ano durante um aborto.

A decisão é contra o parecer do MPE (Ministério Público Estadual), cujo procurador Antônio Siufi opinou pela manutenção da prisão. Hugleice havia tido a liberdade negada o habeas corpus negado em caráter liminar.

De acordo com o advogado de Hugleice, José Roberto Rodrigues da Rosa, os desembargadores acataram as alegações da defesa, que são: primariedade, bons antecedentes e colaboração com as investigações, pois se apresentou à Polícia e confessou a participação no caso.

Conforme Rosa, Hugleice está preso no Instituto Penal de Campo Grande. No presídio, a informação é de que os detentos com alvarás só são liberados durante expediente do setor jurídico, o qual se encerrou nesta segunda-feira sem recebimento de nenhum documento de soltura.

Hugleice se apresentou à Polícia no dia 14 de julho, dois dias após a Justiça ter decretado a prisão temporária dele e do enfermeiro Jodimar Ximenes Gomes, acusado de ser o responsável pelo procedimento que acabou na morte da universitária.

Jodimar se apresentou no dia 13 de julho e desde então está preso e, apesar da confissão de Hugleice, tem negado participação. Ele teve o pedido de habeas corpus negado em caráter liminar e o parecer do MPE também é contra a liberdade.

Marielly foi vista pela última vez em casa, em Campo Grande, no dia 21 de maio. O corpo foi encontrado no dia 11 de junho.

Até o dia em que foi para a cadeia, Hugleice negava envolvimento no caso e ‘ajudava’ a família na batalha por um desfecho para o caso. No entanto, após a primeira noite na prisão passou a confessar a participação.

Hugleice confessou que levou a jovem até a casa de Jodimar, em Sidrolândia, para fazer o aborto, e depois, quando o procedimento deu errado, junto com o enfermeiro, colocaram o corpo em seu carro e o jogaram em um canavial no município.

O rapaz contou ainda que não sabe se era o pai do filho que ela esperava, mas, afirmou que teve relações sexuais com a irmã da sua esposa.

Quebra de sigilo telefônico e depoimento de testemunhas comprovam a versão de Hugleice. Ele e Jodimar são acusados de aborto e ocultação de cadáver .



PARABÉNS A ''JUSTIÇA DO BRASIL''ME ORGULHO CADA VEZ MAIS.....
 
adriel soares peres em 20/09/2011 12:13:00
È só perde é quem morre agora ele esta solto vai para casa certamente vai ser comemorada pela familia sua liberdade pois eu acredito que todos sabia o que estava acontecendo e vão receber ele de braços abertos. Que familia. E que justiça ta louco
 
pedro santana em 20/09/2011 08:32:48
que absurdo!!! mas se fosse um pobre coitado q tinha roubado um pão ele estaria atras da grades,ou se fosse nós trabalhadores q tivesse matado um assaltante em nossa casa estaríamos atras das grades.ABSURDO DESEMBARGADORES!!!!
 
maira mendes em 20/09/2011 08:32:18
Cada qual com sua parcela de responsabilidde, inocência pura e simples e maldade cruel e perversa, esta é a justiça do homem, falha, é claro e graças a Deus que seja assim, mas dai a soltar o cidadão, será que está certo isso?
 
CLAUDIO MOREIRA em 20/09/2011 08:11:11
É a Mariely esta morta...e você Hugleice como vai encarar a sua filha, "sua esposa", "sua sogra"...da justiça de Deus você não esta em liberdade, vai ter que colher tudo o que plantou e inevitavel.
 
Ester Menacho em 20/09/2011 08:10:09
Eu acho que houve um erro de gramática quando deram o nome para a justiça. Deveria sim chamar-se 'injustiça". A Índia terceirizou praticamente, todos os "call center" do mundo. O Brasil deveria pegar a terceirização da justiça de todo o mundo. Já pensaram, todos seriam soltos e andariam "de boa" nas nossas ruas. Seria um sonho, para a "injustiça"; liberdade para todos, seria o tema do Brasil.
 
Gilberto Ozuna em 20/09/2011 07:59:23
Queria ver c fosse filha de um desses desembargadores ai c ele estaria livre............
piada
 
raul carlos em 20/09/2011 07:57:39
Uma vergonha para sociedade, que justiça é essa que acha o acusado e depois manda soltar, levou mais tempo para envestigar do que pra soltar.
 
Daniel conceição em 20/09/2011 06:00:11
VENHO PARABENIZAR A JUSTIÇA DE MS,POIS O VALOR A VIDA NÃO TEM NENHUM ISSO SÓ ABRE CAMINHO PARA OUTROS FAZEREM CRIMES IGUAIS.
ELE FOI FRIO E CALCULISTA, POIS COLOCOU A SOCIEDADE DE CG INTEIRA EM BUSCA DE MARIELLY, PARTICIPOU NAS BUSCAS ,ENGANOU A FAMÍLIA E ATÉ UM APRESENTADOR.
AGORA ESTARÁ NO MEIO DE NÓS COMO SE NADA ACONTECEU.
É UMA VERGONHA ESSA DECISÃO.
TODO O TRABALHO DA POLICIA JOGADA FORA!!!
 
ANDRÉ GARCIA em 20/09/2011 04:04:50
Pois é,... e ainda o povo recorre a justiça... pra "punir com luvas de pelica" um assassino. O que a Justiça pune com luvas de pelica, o povo vai começar a punir com luvas de "ferro"!
 
Marcelo Max em 19/09/2011 11:27:01
cada vez me sinto mais enjoado com a nossa injusta justiça
 
renato silva em 19/09/2011 10:46:44
sabe o que tem que fazer tem que pegar as filhas desse advogado edos desembarcadores reba e da para o lugrzio matar e comer que nem ele fez com a cunhada
 
edinalva dos santos romualdo em 19/09/2011 10:38:45
é muito engraçado né!!! fazem um circo e nós a sociedade que somos os palhaços.... quando será que a verdade irá aparecer.... todos os desembargadores deram liberdade pra ele, que soltem o enfermeiro logo então... tem muita gente encobertando isso ta na cara
 
ligian lapas em 19/09/2011 10:28:36
ja que virou festa,libera o de sidrolandia tambem, afinal, todos fizeram o que fizeram e vao pra rua, libera geral.
 
luiz fernandes em 19/09/2011 08:48:39
É uma barbaridade terem soltado esse rapaz, ele acabou com uma familia, a barbaridade do caso repercutiu no Brasil inteiro.....e agora ele está solto??? Ele tem que ir a juri popular para pagar pelo que fez a Marielly.
 
joyce gomes martins em 19/09/2011 07:29:06
"A decisão é contra o parecer do MPE (Ministério Público Estadual), cujo procurador Antônio Siufi opinou pela manutenção da prisão."...eu só queria saber pra que serve o MPE e ou PGJ,se tudo que os Procuradores dão "Desembargadores" são contra,se o voto é sim,são contra o tal parecer,se é não,também,é mesma coisa eu quero pintar minha casa de verde ,o pintor vem e coloca azul. lamentável estas Leis
 
carlos rodrigues costa em 19/09/2011 07:03:28
É... esperar o que da justiça?
Não tem outra forma a não ser ficar desanimado totalmente.
É isso ai. Todo assassino um dia foi primário.
 
José Carlos Moroni em 19/09/2011 07:03:13
A sociedade corre perigo com a soltura deste bandido, esse cara é sinico e discimulado, se teve coragem de fazer o que fez com uma pessoa da familia, imaginem o que ele é capaz de fazer com quem não é da familia???
 
João Márcio Escobar em 19/09/2011 06:42:36
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions