ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Dia de vacinação parece "festa" em escola da Capital e anima crianças

Ação ocorre em outras três unidades municipais, para buscar público apto a se imunizar contra dengue

Por Cassia Modena e Idaicy Solano | 01/03/2024 09:19
Com as cadernetas de vacinação, alunos de escola no Jardim das Macaúbas esperam animados a vez de se vacinarem (Foto: Marcos Maluf)
Com as cadernetas de vacinação, alunos de escola no Jardim das Macaúbas esperam animados a vez de se vacinarem (Foto: Marcos Maluf)

Para ir em busca do público que já pode se vacinar contra a dengue, equipes da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) estarão em quatro escolas de Campo Grande entre hoje (1º) e a próxima sexta-feira (8).

Uma delas é a Escola Municipal Valdete Rosa, que fica no Jardim Macaúbas. Por lá, a vacinação mais animou do que deu medo nas crianças.

"Importante a questão da vacinação na escola. Tanto é que você pode sentir pela animação deles. Eles estão bem empolgados", comentou o diretor da instituição, Fábio Luis Roque.

Ele também acredita que a ação serve para atingir famílias que não autorizaram a vacinação. "Toda essa movimentação e a cobertura da imprensa chama atenção. Um conta para o outro e quem não quis acaba sendo incentivado a pedir para os pais levarem para vacinar", diz.

Crianças confessam que dói, mas estão conscientes que é para não ficarem doentes (Foto: Marcos Maluf)
Crianças confessam que dói, mas estão conscientes que é para não ficarem doentes (Foto: Marcos Maluf)

Dói só um pouco - Crianças com idade de 10 e 11 anos estão aptas a receber a vacina. Dos 236 alunos da escola do Jardim das Macaúbas que fazem parte do público-alvo, 181 tiveram autorização dos pais para a aplicação.

Outros 15 já haviam se vacinado e 40 não tiveram autorização. Os números foram repassados pela direção.

Os estudantes que se vacinaram e conversaram com a reportagem, com a autorização dos pais, reclamaram um pouco da dor da "picadinha" da seringa, mas estavam conscientes da importância da vacinação.

Luana, toda empolgada para ser vacinada, lembrou como a vizinha ficou quando teve a doença (Foto: Marcos Maluf)
Luana, toda empolgada para ser vacinada, lembrou como a vizinha ficou quando teve a doença (Foto: Marcos Maluf)
Henrique riu e disfarçou o medo da "picadinha" da seringa (Foto: Marcos Maluf)
Henrique riu e disfarçou o medo da "picadinha" da seringa (Foto: Marcos Maluf)

Luana Agatha Gabrielly Dominga, tem 10 anos e está no 6º ano. Ela confessa que tem medo de se vacinar, mas conseguiu superar. "É para não ficar doente. Minha vizinha teve dengue e quase morreu. Eu não quero morrer. Vale a pena para não ficar doente", falou.

Leonardo Dias, também tem 10 anos e está no 5º ano. Disse que a vacina doeu um pouco, mas que isso não o impedirá de tomar a segunda dose, daqui a três meses. "É que eu não quero ficar doente. Ninguém gosta de pegar dengue", justificou.

Henrique Duarte, tem a mesma idade que Luana e Leonardo, e também estuda o 5º ano. Ele nunca ficou com dengue, mas concordou em ser vacinado por medo de ter. "Meu pai falou comigo que tinha que vacinar. Tenho medo de ter dengue e por isso eu estou aqui", disse.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias