A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

04/03/2015 12:25

Direção não comenta morte de adolescente, mas diz que ela era "aluna tranquila"

Flávia Lima
Escola onde Luana cursava o Ensino Médio e era considerada uma aluna pacífica. (Foto: Marcelo Calazans)Escola onde Luana cursava o Ensino Médio e era considerada uma aluna pacífica. (Foto: Marcelo Calazans)

A estudante Luana Braga Vilella, 16, que morreu na manhã de hoje (4) na Santa Casa de Campo Grande após se envolver em uma briga na tarde de ontem no terminal Nova Bahia, era considerada uma aluna tranquila pela direção da escola estadual José Maria Hugo Rodrigues, onde cursava o primeiro ano do Ensino Médio.

A diretora Marli Pedão Mina disse que não tem autorização para comentar o caso, mas afirmou que a adolescente nunca havia se envolvido em confusão na escola e sempre demonstrou interesse nos estudos. “Ficamos surpresos ao saber da briga no terminal, foi um choque”, ressaltou. A diretora ainda disse que o pai da menina era sempre presente no colégio e se interessava pelos estudos da filha.

Ela disse que ao saber da morte de Luana, reuniu os alunos e pediu um momento de oração, mas as aulas não foram suspensas. “Não sei como será amanhã porque ainda preciso consultar a secretaria de Educação e a outra diretora”, explicou.

Marli enfatizou que após a oração, pediu aos alunos que não buscassem qualquer tipo de atitude violenta para vingar a morte da estudante e fez um apelo pela paz entre os jovens.

A amiga de Luana de 15 anos, que conversou com o Campo Grande News confirmou o caráter tranquilo da colega e ressaltou que ela costumava frequentar a igreja evangélica nos finais de semana. Ela também contou que Luana gostava de esportes e às vezes ia a festas de amigos com ela.

A dona de casa Patrícia Pereira Cardim, 29, mãe da menor de 15 anos disse que costumava acompanhar as meninas nas festas e passeios. “Ela nunca deu problema, era amiga de todos”, disse.

Luana morreu na manhã desta quarta-feira (4) na Santa Casa, após passar por cirurgia na tarde de ontem (3). Ela foi esfaqueada por outra menor durante uma briga no terminal Nova Bahia. As amigas de Luana afirmam desconhecer os motivos que levaram a agressora esfaquear Luana. A autora fugiu após a briga.

Adolescente esfaqueada por colega de escola está em estado grave
A adolescente de 16 anos que foi esfaqueada por uma colega de escola, na tarde desta terça-feira (3), no Terminal Nova Bahia, na Avenida Cônsul Assaf...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions