A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

03/05/2019 14:10

Diretora de escola denunciou estupro de jovem ameaçada por ser lésbica

Suspeito ameaçou contar sobre homossexualidade da jovem à família caso ela não ficasse com ele

Clayton Neves
Casa da Mulher Brasileira, onde fica Deam, delegacia que recebeu a denúncia (Foto: Mirian Machado)Casa da Mulher Brasileira, onde fica Deam, delegacia que recebeu a denúncia (Foto: Mirian Machado)

Denúncia de estupro da jovem de 18 anos, que teria sido abusada pelo padrasto, foi feita ao MPE (Ministério Público Estadual)pela diretora da escola em que a vítima estuda. O abuso sexual teria aocntecido sob ameaça depois de o suspeito, de 25 anos, descobrir que a vítima era lésbica. Antes de procurar a polícia, a estudante havia contado para a educadora sobre a violência que sofreu.

Em depoimento na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), a jovem contou que já havia falado para a diretora sobre o estupro, no entanto, nenhuma denúncia havia sido feita na delegacia. A diretora esclareceu que após saber sobre o caso, procurou o MPE.

O padrasto, de 25 anos, é suspeito de estuprar a enteada depois de descobrir que a vítima era lésbica. O caso aconteceu em Campo Grande e, à polícia, a jovem contou que o suspeito ameaçou contar sobre sua homossexualidade para a família caso ela não tivesse relações sexuais com ele.

De acordo com informações da delegada Thais França, que investiga o caso, os abusos sexuais teriam acontecido em abril durante uma viagem da mãe da vítima. O autor teria feito um vídeo da enteada conversando com a namorada e usou as imagens para ameaçá-la.

O caso segue sob investigação da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), em Campo Grande.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions