A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/10/2015 11:23

Dois guardas municipais estavam com suspeito de matar rapaz em bar

Filipe Prado

Fábio Augusto Souza, conhecido como Montanha, acusado de matar Felipe Cardoso da Silva, 23 anos, no dia 1º de outubro, no Jardim Aero Rancho, estava acompanhado por dois guardas municipais durante o crime. Um deles estava fardado, porém não estava de serviço.

Conforme a assessoria de imprensa da Semsp (Secretaria Municipal de Segurança Pública), os três estavam de folga no dia, mas o que estava fardado havia confundido a escala de plantão e teria ido trabalhar. Ele conseguiu confirmar a folga quando chegou ao serviço, por isso ainda estava usando o uniforme.

Informações apontaram que Montanha dirigia um carro oficial no momento do crime, mas a assessoria de imprensa assegurou que ele estava com veículo particular.

O guarda municipal foi afastado de suas funções e uma sindicância interna será aberta. Montanha está foragido, mas afirmou, em entrevista ao Campo Grande News, que irá se apresentar à polícia em breve.

Crime – O outro suspeito de participação no homicídio é o guarda municipal Emerson Pecorari da Silva, 32. Montanha afirmou que iria comemorar o aniversário em casa, então passou no bar para comprar cerveja, momento que foi agredido por oito pessoas, que ele afirmou não conhecer. “Eles me identificaram com guarda municipal”, disse sobre o motivo da agressão.

Montanha relatou que foi realizado um disparo acidental da arma, porém não quis falar muito sobre o caso. Depois do crime, ele fugiu e não foi visto. Ele contou que não quer dificultar as investigações e vai se entregar em breve. Ainda ressaltou que não dorme ou come direito desde o incidente. “Se eu pudesse voltar atrás, eu voltaria”, desabafou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions