ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, SEXTA  03    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Dois são presos por invadir UPA, quebrar porta e ameaçar médico

Crime aconteceu na madrugada desta quarta-feira (22), na Rua Ministro José Linhares, na Vila Palmira

Por Viviane Oliveira | 22/08/2018 10:23
Confusão aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento da Vila Almeida, na Rua Ministro José Linhares (Foto: arquivo/Campo Grande News)
Confusão aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento da Vila Almeida, na Rua Ministro José Linhares (Foto: arquivo/Campo Grande News)

Landerson Catanhede de Morais Júnior, 30 anos, e Robson dos Santos Machado, 38 anos, foram presos por invadir à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Vila Almeida, quebrar porta de acesso à sala de ultrassonografia e ameaçar médico de plantão. O caso aconteceu na madrugada desta quarta-feira (22), na Rua Ministro José Linhares, na Vila Palmira, em Campo Grande.

Conforme boletim de ocorrência, a enfermeira de 33 anos contou que os homens chegaram alterados ao local procurando por atendimento médico. Eles se recusavam a dizer o que havia acontecido e um deles apresentava sinais de embriaguez. Robson passou por consulta médica e depois foi submetido a exame de raio-X no rosto, pois ele dizia que havia sido agredido por um motorista de aplicativo.

Quando o médico falou que não havia fratura, Robson pediu o laudo ou atestado médico. O profissional, então, explicou que a unidade não fornecia laudo e o exame de raio-X ficava disponível apenas na tela do computador. Nervoso com a situação, ele passou a ameaçar o médico. Como não tinha Guarda Municipal de plantão no posto de saúde, foi acionado a equipe da Base Imbirussu.

Enquanto isso, os dois continuaram com as ameaças e quebraram a porta da sala de ultrassonografia. Eles foram presos em flagrante por ameaça e dano qualificado. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário