ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  31    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Dono de bar lacrado durante gravação de DVD se diz perseguido e nega aglomeração

Vigilância Sanitária, responsável pela interdição confirmou série de irregularidades no local do evento

Por Jhefferson Gamarra e Aletheya Alves | 10/03/2021 18:45
Organizadores do evento garantem que os protocolos de biossegurança estavam todos sendo cumpridos (Foto: Divulgação)
Organizadores do evento garantem que os protocolos de biossegurança estavam todos sendo cumpridos (Foto: Divulgação)

Revoltado, o empresário e cantor sertanejo, Alex Maidana, usou as redes sociais nesta quarta-feira (10), para desabafar sobre a interdição do bar “faizbarui” anexo a um posto de gasolina na Avenida Ernesto Geisel, realizada na noite de ontem pela Guarda Municipal, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) e Vigilância Sanitária, durante gravação de um DVD.

Alegando ser vítima de perseguição, o proprietário do estabelecimento negou que estava promovendo aglomeração e afirmou que até mesmo a Semadur esteve no local parabenizando pela realização do evento.

“Só pode ser perseguição falar que estávamos aglomerado. Um projeto feito com tanto carinho com famílias presente, todos sentados, crianças com os pais, álcool em gel em todas as mesas, funcionários todos usando máscaras, até a própria semadur passou no local por volta das 19 horas parabenizou, foi embora e depois chegou a vigilância sanitária. Estávamos com todos os documentos em dias, eles não tinha o que falar, então alegaram que permitimos a entrada e permanência de pessoas sem máscaras”, disse Alex em vídeo publicado em sua conta no instagram.

Na mesma linha do proprietário, o cantor Kleber Barros da Silva, que compõe a dupla Kleber & Ruan, nega o descumprimento de regras sanitárias durante a gravação do DVD. Além disso o cantor conta que a Secretaria de Meio Ambiente foi consultada antes do evento.

“Tinha no máximo 30 pessoas, a guarda chegou com semadur 20h40 e foram embora. Depois voltaram 21h30 alegando que não podia narguilé sendo que já tinham ido lá anteriormente. É um bar gourmet onde é permitido uso do narguilé. Estávamos com distanciamento, álcool em gel e máscara, procuramos a semadur antes para ver se podia. Paramos de gravar 22h40, vai sair todas as músicas”, garante o sertanejo.

Estabelecimento interditado durante gravação de DVD (Foto: Divulgação)
Estabelecimento interditado durante gravação de DVD (Foto: Divulgação)

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou que a vigilância sanitária esteve no local e diante das irregularidades constatadas encerrou o evento e prosseguiu com a interdição do estabelecimento. “A vigilância sanitária chegou ao local as 21h30. Ao ser constatada as infrações a vigilância autuou e interditou o local e contou com ajuda da GCM pra dispersar o pessoal”, informou a secretaria em nota.

De acordo com o órgão, as infrações verificadas durante a gravação do DVD foram aglomeração, compartilhamento de narguilé, falta de uso de máscaras, falta de distanciamento entre mesas e junção de mesas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário