A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/12/2012 18:15

Dono diz que alvará estava em dia e fala em recomeço

Empresário diz que se "raio não cai no mesmo lugar, cai na mesma empresa", lembrando do incidente com outra loja da rede em 2007

Helton Verão
Empresário diz estar regularizado com documentação (Foto: Rodrigo Pazinato)Empresário diz estar regularizado com documentação (Foto: Rodrigo Pazinato)
Loja ficou totalmente destruída (Foto: Helton Verão)Loja ficou totalmente destruída (Foto: Helton Verão)

O dono da rede de lojas Paulistão, que teve uma de suas filiais destruídas pelo fogo hoje (6), diz que tem seguro e também o certificado anual de vistoria do Corpo de Bombeiros. Gilberto Lopes Cardoso, de 64 anos, contraria a declaração dos bombeiros de que o estabelecimento estava sem a documentação.

O empresário estava muito abalado diante do estrago do que restou de sua loja na avenida Costa e Silva. “Se o raio não cai duas vezes no mesmo lugar, cai na mesma empresa”, lamenta lembrando do incidente ocorrido com outra loja da rede em 2007, na rua Rui Barbosa.

Sobre o alvará dos bombeiros, Gilberto explica que sem este documento não é possível contratar o seguro. “Estou tranquilo, depois do incêndio em 2007, contratei seguro para todas as minhas lojas. Fazem dois meses que o renovei. Foi uma fatalidade”.

A rede de lojas do Paulistão tem 39 anos de existência, a filial da Costa e Silva existe há 10 anos, com 31 funcionários. Com a tragédia, por enquanto eles serão encaminhados as outras unidades da rede. “Queremos apenas trabalhar, oferecer emprego e pagar impostos”, finaliza com bom humor o empresário Cardoso.

O incêndio começou por volta das 7h e foram necessárias 3 horas para que fosse controlado. A fumaça ficou tão alta que foi vista do outro lado da cidade, vizinhos tiveram de deixar os imóveis, 300 clientes da Enersul ficaram sem energia e o trânsito ficou tumultuado. O terminal de ônibus localizado próximo a loja chegou a ficar interditado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o único documento relacionado à segurança que a loja tem é um certificado de Projeto de Prevenção a Incêndio e Pânico.

A Defesa Civil convocou engenheiros para avaliar a situação do prédio, que ficou destruído pelo fogo. A estrutura abrigava estoque de materiais plásticos, de papel e madeira, que são inflamáveis. O telhado desabou e as paredes ficaram com rachaduras.

Ainda conforme o tenente, no total foram usados 200 mil litros de água para combater totalmente as chamas. Durante a tarde, o foi feito o serviço rescaldo, para verificar se o fogo foi contido em todas as partes. “A expectativa é que gaste mais 200 mil com o trabalho de rescaldo e de resfriamento do que pegou fogo”, explica.

Trânsito deve ficar impedido até a noite (Foto: Helton VerãoTrânsito deve ficar impedido até a noite (Foto: Helton Verão

Por medida de segurança e para facilitar o trabalho dos bombeiros, a avenida Costa e Silva continua interditada no sentido Morenão/Atacadão. Agentes da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) estão no local orientando os motoristas. A energia também está suspensa no quadrilátero do estabelecimento.

Transtorno - Toda a região ficou tomada por uma fumaça acinzentada que atrapalhava a visibilidade dos motoristas e causava incomodo nas pessoas. Dificuldade para respirar e olhos ardendo eram alguns dos sintomas causados pelas labaredas.



lamentável oque ocorreu pois conhecia sr.Gilberto , infelizmente ocorreu essa fatalidade,mais se tivesse nosso corpo de bombeiro estrutura para atender fogo com grande proporção como escada magiro nova,viaturas de primeiro mundo,não teria perdido toda loja como ocorreu,até pequena cidade do interior de sp,tem estrutura melhor que nosso corpo de bombeiro.
sabemos que coronel do corpo de bombeiro não pode falar de sua frota do bombeiro ,pois se não vai mandar ele apagar fogo la no interior ms .
sabemos policia,bombeiro,não tenho estrutura de trabalho.vergonha ser bombeiro em campo grande ms,pois não tem ferramentas para trabalho.
cade ministério publico que não obriga comprar viatura novas.
lamentável,mais reajuste dos deputados foi unanime.
 
FABIO CESAR SANTOS em 06/12/2012 21:48:02
O senhor Gilberto sempre foi uma pessoa muito gentil,sempre ajudou a EE Teotonnio Vilela nas doações de prenda para Festa Junina!!Não desista !!
 
adauto julio da costa em 06/12/2012 20:19:02
Parabéns pela serenidade.Certificado de Projeto de Prevenção a incêndio e pânico.
Com um documento desses a seguradora esta tranquila e serena também. Com certeza.
 
Gilberto Messias de Sousa em 06/12/2012 18:42:23
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions