ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Dono vai para delegacia após "gato" de energia que deu prejuízo de R$ 3,2 mil

O suspeito deu um prejuízo de aproximadamente R$ 3,2 mil

Por Adriano Fernandes e Aletheya Alves | 20/11/2020 19:38
Vaitauras utilizadas na operação desta sexta-feira (20). (Foto: Divulgação) 
Vaitauras utilizadas na operação desta sexta-feira (20). (Foto: Divulgação)

Empresário não identificado foi parar na delegacia nesta sexta-feira (20) após ser flagrado pela Polícia Civil furtando energia em uma empresa da Avenida 9, no Bairro Nova Campo Grande. O suspeito deu um prejuízo de aproximadamente R$ 3,2 mil com o "gato" de energia, conforme a Energisa, concessionária que administra a distribuição de energia na Capital.

Acompanhados de peritos os investigadores da 7ªDP (Delegacia de Polícia) da Capital estiveram no endereço, nesta manhã (20) após serem acionados pela concessionária. No local foi constatado o desvio da energia que era conduzida por uma das fases da ligação elétrica o que na prática, fazia a conta de luz vir mais barata. Fios também foram apreendidos e o homem foi encaminhado para a delegacia para prestar esclarecimentos.

A pena prevista para quem utiliza a fraude varia de 2 a 8 anos e para quem se beneficia do furto, de 1 a 4 anos de prisão. De acordo com o delegado titular da delegacia, Bruno Henrique Urban, ações como a de hoje serão realizadas semanalmente em parceria com a Energisa para combater este tipo de crime.

Conforme a concessionária as operações de combate ao furto de energia são deflagradas por intermédio das informações do Centro de Inteligência de Combate a Perdas, que monitora constantemente o comportamento de consumo dos clientes.

O combate a esse tipo de caso é uma obrigação regulatória determinada pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Além de ser crime e gerar impacto nas tarifas de clientes regulares, as ligações clandestinas oferecem riscos à população já que podem ocasionar acidentes com choques elétricos, curtos-circuitos e incêndios, sobrecarregam e comprometem a confiabilidade da rede de distribuição de energia.

Denúncias sobre furto de energia podem ser feitas por meio do 0800 722 7272.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário