A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/08/2014 17:57

Em 24h, Campo Grande tem 2 assassinatos e 5 feridos a tiro

Viviane Oliveira
Depac Piratininga, onde um suspeito de matar mulher foi preso. (Foto: Marcelo Calazans) Depac Piratininga, onde um suspeito de matar mulher foi preso. (Foto: Marcelo Calazans)

O fim de semana em Campo Grande ainda não terminou e já contabiliza duas mortes e cinco pessoas baleadas. No Jardim Los Angeles, na região Sul da cidade, uma mulher que estava na condicional por tráfico de drogas foi assassinada. No Anache, Sandro Valentim de Souza, 24 anos, morreu após uma confusão em frente de uma casa.

Os crimes começaram na manhã de sábado, quando um homem foi esfaqueado durante uma tentativa de assalto na Rua Carlinda Tognini, no Bairro Vila Progresso, próximo ao Terminal de Ônibus Morenão.

À noite, Cristiane da Silva Alcantara, 29 anos, morreu e Marcos Antônio Camargo da Silva, 23 anos, ficou ferido após serem baleado no Jardim Los Angeles. Cristiane chegou a ser socorrida, mas morreu no posto de saúde do bairro Universitário. Marcos foi encaminhado para a unidade de saúde e depois transferido para a Santa Casa.

De acordo com a Polícia, as vítimas estavam em um churrasco na rua Agnelo Souza Castro, quando o esposo de Cristiane, Emerson Luiz, pediu o veículo Gol, de cor preta, emprestado de um parente para Marcos levar Cristiane embora. No trajeto, poucos metros da casa onde acontecia a festa, os dois foram surpreendidos por um homem em uma bicicleta, que tirou a arma da cintura e começou a atirar, provavelmente com um revólver calibre 38.

Horas depois, a Polícia foi acionada novamente pela unidade de saúde do Universitário, pois no local havia outro homem baleado, também no Jardim Los Angeles. Sílvio Eduardo Vilalba Lima, 20 anos, tinha sido ferido no glúteo e tórax e, acabou, transferido para a Santa Casa.

Para saber se o crimes tinham relação, pois testemunhas disseram que a vítima havia sido baleada por três homens que estavam em um Gol preto, a Polícia levou foto de Sílvio para Marcos no hospital, que reconheceu o rapaz como sendo autor dos disparos. No entanto, Silvio negou e disse que estava em casa e não havia saído no horário em que Cristiane e Marcos foram baleados.

Ainda na noite de ontem, do outro lado da cidade, Sandro Valentim de Souza, 24 anos, morreu com um tiro no tórax no Jardim Anache, após uma briga em frente a uma residência na rua Sebastião Gomes Monteiro. Isaías Angelo Pessoa, 26 anos, também foi baleado.

O irmão de Sandro, Marcos Antônio Valentim de Souza, 20 anos, foi vingar a morte tentando matar a facadas Jeferson Soares de Oliveira, 19 anos, mas foi contido por um tiro disparado por um policial. Ele foi atingido na perna e encaminhado para a Santa Casa. 

O mês passado, também, fechou como o mais violento desde 2010. Com cinco casos registrados no último final de semana de julho, a taxa de mortes chegou a 13. É o maior número para o mês. Foram 11 em 2010, 12 em 2011, 10 em 2012 e apenas seis no ano passado.

No ano, segundo a Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), o número de homicídios dolosos na Capital teve aumento de 25%, oscilando de 60, de 1º de janeiro a 28 de julho do ano passado, para 75 no mesmo período deste ano. Em relação a 2012, quando foram 73 assassinatos na cidade, houve aumento de 2,73%.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions