A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/04/2012 17:10

Em 3h de depoimento, adolescente que matou irmãos mostrou frieza

Elverson Cardozo

Jovem chegou a dizer que se os pais estivessem em casa também seriam mortos. Na noite anterior, revelou que jogou videogame com o irmão, a quem assassinou horas mais tarde

Adolescente encolhido dentro do carro ao deixar delegacia. Segundo as informações dos responsáveis pela investigação, ele se manteve frio durante todo o depoimento. (Foto: Minamar Júnior)Adolescente encolhido dentro do carro ao deixar delegacia. Segundo as informações dos responsáveis pela investigação, ele se manteve frio durante todo o depoimento. (Foto: Minamar Júnior)

Na tarde desta terça-feira (10), durante o depoimento de três horas na Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), o adolescente que matou os irmãos Rodrigo e Walquíria no último fim de semana em Campo Grande, se mostrou frio, sem qualquer sentimento de culpa e disse não se arrepender do que fez.

Chegou a revelar que depois de assassinar o irmão de 19 anos ainda furtou a carteira dele, mochila e outros pertences pessoais. Na noite anterior ao assassinato, jogou videogame com Rodrigo dos Santos, a quem assassinou horas mais tarde.

Segundo a delegada Maria de Lourdes Cano, durante depoimento o estudante relembrou os acontecimentos com naturalidade e frieza. Disse, inclusive, que se os pais estivessem em casa, eles também seriam mortos.

“Eu perguntei para ele se ele me mataria e ele disse: Naquele momento eu mataria a senhora”, afirmou a delegada.

Crueldade - Em depoimento, o adolescente contou que primeiro verificou se os pais estavam em casa. Depois, foi ao quarto do irmão, mirou no coração do jovem e fez o disparo.

“Esse jovem matou friamente os dois irmãos, Rodrigo e Walquíria, sem dó ou piedade”, afirmou a delegada Maria de Lourdes. (Foto: Minamar Júnior)“Esse jovem matou friamente os dois irmãos, Rodrigo e Walquíria, sem dó ou piedade”, afirmou a delegada Maria de Lourdes. (Foto: Minamar Júnior)

Walquíria ouviu o tiro e foi ver o que havia acontecido. Ao chegar à porta, recebeu um tiro na nuca. A jovem saiu correndo em direção ao quarto dos pais e, enquanto tentava chamá-los, foi atingida no tórax. Ela morreu no local.

O corpo da jovem foi arrastado até o fundo da residência, onde o adolescente também deixou a arma, dentro de uma churrasqueira.

Em seguida, ele voltou ao quarto do irmão que estava agonizando. Rodrigo dos Santos pediu ajuda e disse que já estava morrendo. Sem qualquer sentimento de culpa, o adolescente ainda furtou a carteira dele, uma mochila e outros pertences do rapaz e, sem socorrê-lo, deixou a casa.

Premeditado e sem motivo - Para a delegada Maria de Lourdes Cano, não há dúvidas. O crime foi premeditado e sem motivo. “Ele sustenta a situação de crueldade”, disse. “Esse jovem matou friamente os dois irmãos, Rodrigo e Walquíria, sem dó ou piedade”, acrescentou.

Adolescente deixou a Deaij por volta das 14h30. (Foto: Minamar Júnior)Adolescente deixou a Deaij por volta das 14h30. (Foto: Minamar Júnior)

O garoto, explica a delegada, narrou tudo com naturalidade. “Ele não se importa com a situação”, relatou. Durante entrevista, disse que sempre foi bem tratado pelos pais adotivos, mas não suportava ser chamado a atenção.

A relação com Rodrigo era mais próxima do que com Walquíria. Com a jovem, tinha alguns desentendimentos, segundo a Polícia apurou. Para Maria de Lourdes, o garoto, além da punição, merece passar por uma avaliação psiquiátrica.

Investigação - No total, seis pessoas foram ouvidas nesta terça-feira (10), incluindo o pai e mãe do adolescente, que foi o último a prestar depoimento. A oitiva, segundo Maria de Lourdes, “trouxe elementos suficientes para concluir a investigação”.

Ao sair da delegacia, o estudante seguiu para a Promotoria de Justiça. Ele vai responder por duplo homicídio, qualificado por motivo torpe, fútil e vingança. Já o pai, o policial civil Paulo Vilar, vai responder por omissão de cautela.

Diferente do que vinha sendo noticiado, o jovem tem 15 anos e não 16. Fez aniversário no dia 13 de fevereiro.



tenho 51 anos,desde os seis anos trabalho,vim da roça e eramos 03 irmaos,dois primos e dois de criaçao, fizemos muitas peraltices,e graças aos meus pais sou um homem honrado e cumpridor das minhas obrigaçoes.o governo nao tem meter o dedo nas familias por que o governo nao faz nem o basico que ele deveria fazer.o resultado e isso dai impunidade.quem educa e a familia.isto explica este caso
 
jose aparicio fontoura em 12/04/2012 05:46:12
eu creio que se ele tivesse um trabalho estudasse e tivesse fazendo algum curso proficionalizante se manteria mais ocupado.e nao penssaria nessas coisas.mas hoje em dia adolecente nao pode trabalhar!mas roubar,matar,traficar.e tudo que nao presta pode.
 
eliete santos em 11/04/2012 12:40:48
O ENGRAÇADO É Q NUMA HORA DESSAS TODO MUNDO TEM UM POUCO DE PSICÓLOGO,,,,VCS NÃO ESTÃO VENDO Q ESSE MENINO TINHA SÉRIOS PROBLEMAS E CONVERTEU ISSO EM PROBLEMAS PARA PSIQUIATRAS RESOLVER............MAS INFELIZMENTE UMA ARMA RESOLVEU TUDO PRIMEIRO....
 
nilvan frança em 11/04/2012 12:24:59
EU TENHO 44 ANOS, MAS QUANDO TINHA 12 ANOS , MEU IRMÃO COM 14 ANOS E MEU PRIMO COM 13 ANOS, VENDIA JORNAL NO CENTRO DA CIDADE.
ESTAMOS TODOS VIVOS COM SAÚDE.
ESSAS NOSSAS LEI VAI CRIAR MAIS BANDIDOS DO JA TEM.
 
JOSEMRA ALVES em 11/04/2012 10:41:22
é o fim dos tempos mesmo,as pessoas não querem enxergar, temos que se apegar com Deus, só ele para nos livrarmos de coisas como essas,uma fatalidade, uma familia totalmente destruida,o inimigo esta usando as pessoas, e ainda tem gente que não acredita,muita coisa ainda ira acontecer....que Deus tenha misericórdia de nós...... que Deus de o conforto ha esses pais........
 
tatiane lopes machado em 11/04/2012 10:40:55
Que Deus conforte essa família, pois não perderam dois filhos e sim quatro, pois li em um a reportagem que quando adotaram eles haviam perdido um filho de sete anos atropelado e agora perderam mais três. Deus de força para esses pais.
 
Rosemary Cardoso em 11/04/2012 10:20:00
Qual seria o jogo de video game que os irmãos jogaram no dia anterior?
Seria por causa do jogo que tudo isso aconteceu?
 
Roberto Miguel em 11/04/2012 09:36:27
Qdo eu era criança c/ 9 anos, vendia alface de porta em porta, fui criada c/mta responsabilidade, porém hj vejo que criança ñ pode trabalhar!!!! Mas pode votar, isso é um absurdo. Vai aí um dito popular: Serviço de criança é pouco mas quem dispensa é louco!!! Bota essa criançada pra trabalhar, ocupar a cabeça!!!! Cabeça vazia é oficina pro capeta.
 
Suely Marçal Sacai em 11/04/2012 08:59:49
E CABEÇA VAZIA E FERRAMENTA DO CAPETA CULPADO DE TUDO QUE ACONTECE COM NOSSOS ADOLESCENTE E JOVEN SAO AS LEIS QUE OS POLITICO FAZ QUADO EU TINHA 13 ANOS JA TRABALHAVA E AJUDAVAS MEUS PAIS SOMOS EM 6 IRMAOS TODOS TRABALHAVA E A LEI PUNI SE MENOR TRABALHAR ANTIGAMENTE TINHA MUITOS ADOLESCENTE QUE TRABALHAVA NAO FICAVA NA RUA TOMANDO TERERE .........ESSE SAO OS POLITICOS KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
 
JOSE PEDRO DE SOUZA em 11/04/2012 08:58:04
Chamar atenção dos filhos é dever dos pais, mas, é dever falar a verdade sempre...porque você fez isso não se deve repetir, mostrar sempre o exemplo de viver sem mentiras...Nunca deixei meus filhos de castigo, mas converso todos os dias com eles, ouço e trocamos idéias, não é fácil. Pois , não sabemos quando eles estão falando a verdade ou não.Temos que investigar os filhos sempre. tenho 3 filhos
 
Célia Campos em 11/04/2012 08:53:18
O povo precisa de Deus.
 
Claudeci Montani. em 11/04/2012 07:02:22
Nós como pais , imploramos aos srs governantes- Brasília, pela urgentíssima redução da maioridade penal.
Chega de vermos idosos, chefes de famílias e outros brasileiros, que pagam impostos, serem desrespeitados por esse" tipo de adolescente".
E que Deus conforte e console os pais dos jovens que foram brutalmente executados.
 
Rosane Massarotto em 11/04/2012 06:33:09
De acordo com o ECA, o jovem menor de idade, cometeu ato infracional e não crime como o texto relata. Ainda, ele é apreendido e não preso e poderá ter como pena punitiva a internação por no máximo 03 anos ou até completar 21 anos.
 
Rejane Marinho em 11/04/2012 05:41:50
Nada de preconceito ao adotar uma criança, por favor, não deixem casos como dessa pessoa abalar os senhores que tem essa intenção; mas saber da onde vem, levantar o histórico dos pais e antepassados é muito importante .
 
João R. Ferri em 11/04/2012 04:50:24
muito dificil falar qualquer coisar ,mas e por essas e outras que o ato de adoçaô esta cada vez mais dificil de acontecer que Deus tenha muita misericordia deste menino e que abençoe imensamente os pais pois perder um filho ja e dificil imagina perder 2 dssa forma tragica
 
kelly cristina em 11/04/2012 04:48:00
Porque o pai vai responder por Omissão, éssa é a recompensa por criar um monstro desses, deixa o pai quieto, ele já deu sua contribuição criando essa coisa em casa, e outra, mãe, nada de perdoar esse vagabundo não, põe ele na mão de DEUS . Me falem uma coisa aonde um policial guarda sua arma quando chega em casa ? pelo amor de DEUS gente, que lei mais miserável essa, esdruchula, sem fundamento .
 
João R.Ferri em 11/04/2012 04:47:32
Cidadãos de bem, favor mudarem a legislação, alô Brasilia, Câmara dos deputados, façam algo em favor da população,reduzam a maioridade, guri dessa estirpe tem de pagar pelo que fez, quando completar 18 anos essa coisa vai estar livre nas ruas, para começar tudo de novo.Nosso direito penal é do tempo da Roma antiga,vamos quebrar o paradigma,na Inglaterra criança de 12 anos pega prisão perpétua
 
João Ricardo Ferri em 11/04/2012 04:40:45
lixos como este menino existem e sempre vão existir, ele poderia ter amor carinho e tudo mais mesmo sem ter sido nunca chamado sua atenção ele teria feito oque fez, e ainda fara novamente com certeza. existem pessoas assim e sempre existirão, assim ficara existindo o bem e o mal o certo e o errado.
 
carlos alexandre em 11/04/2012 02:00:40
AS PESSOAS PRECISAM OUVIR MAIS OS SEUS FAMILIARES PARA AJUDAR RE SOLVER CONFLITOS QUE TALVEZ A PESSOA DA FAMÍLIA ESTÁ PASSANDO NESSE MOMENTO. A VERDADE É QUE NINGUÉM TEM MAIS TEMPO PRA NADA. QUANTO MAIS TECNOLOGIA MENOS TEMPO PORQUE FOMOS ABSORVIDOS POR ELA.HOJE JÁ NÃO TEMOS TEMPO PARA OUVIR, A GENTE ESCUTA MAS OUVIR É DIFERENTE DE ESCUTAR.OS VALORES FORAM SUBSTITUIDOS.
 
ERENICE SANTOS em 11/04/2012 01:57:25
PRIMEIRAMENTE ELE SE APRESENTOU FRIO PQ A JUSTIÇA HOJE NAO FUNCIONA... MATOU DOIS IRMAO , UMA MENINA QUE TAVA FORMANDO EM DIREITO ESSE ANO PESSOA HONESTA E BATALHADORA PERANTE NOSSA FACULDADE... NAO FEZ NADA PARA MERECER ESSA CRUELDADE ...
TINHA QUE TER PENAS MAIS DURAS E NAO FAZER 21 E SAIR DANDO RIZADA SENDO O UNICO HERDEIRO DO QUE OS PAIS TEM... CRUELDADE MALDADE FALTA DE CONSIDERAÇAO P PAIS
 
carlos roberto em 11/04/2012 01:53:31
Somente mudando as Leis, e punindo quem comete este tipo de ato é que a nossa Sociedade irá mudar para melhor, a impunidade faz os " menores" se sentirem poderosos e fazem o que bem entendem, na minha época, a chibata comia souto apos uma repreensão verbal não atendida, por isso hoje sou um cidadão de bem, trabalhar, vender picolé , gelinho,ensina uma criança ou adolescente a ter VALOR
 
Peterson Leandro em 11/04/2012 01:47:02
15 anos;nos meu quinze anos eu trabalhava e recebia por semana.
meu dinheiro era para ajuda na feira do final de semana.hoje os jovem so estuda
não pode trabalhar! todos sabem que cabeça vazia é morada do diabo....
 
Francisco Fernandes Guimaraes em 10/04/2012 09:40:47
Como diz um velho ditado da minha avó, você conhece a cara do ser humano nunca o coração, o coração é um lugar que ninguém anda. É uma tragédia para a família, uma dor que nunca eles vão esqueçer, criaram uma pessoa com todo amor e receberam em troca violência e perda irreparável. Peço a Deus por essa família, que eles tenham forçar para no minímo suportar.
 
Luciner Eustáquio em 10/04/2012 09:30:58
É só mudar essas leis que amparam o menor de idade que poder roubar , dirigir embriagado atropelando pessoas inocentes, matar,... e ficarem impunes. Vão pensar 10 vezes antes querer cometer algum crime e nossa sociedade vai mudar muito e pra melhor.
 
Carlos Silva. em 10/04/2012 08:46:44
Meu Deus como as pessoas usam uma tragédia social familiar como meio de se promoverem sem se preocupar com a dor dessa família, como se fosse pouco o que aconteceu.
 
jair da costa carvalho em 10/04/2012 08:28:00
E a gora o que fazer com esse jovem ?
educar seria a solução ?
talves se houvesse uma lei mais rigida especifica para menores ou casos desse porte talves nao houvesse tanta violencia.
Nossa leis so serão mudadas ou alteradas quando acontecer um caso desse com a familia de alguem dessas que fazem as leis.
 
antonio carlos em 10/04/2012 08:07:02
Meu Deus cade o amor a compaixão pelo próximo, Deus ilumine essa família e esse rapaz,e acolha os que foram ceifados do meio dessa família.muita oração e conforto a essa família.
 
sandra lima em 10/04/2012 07:58:59
é só deixar ele tomar surra todos os dias na Unei.
 
Renato Rieff em 10/04/2012 07:16:53
No meu pensamento não houve omissão de cautela,pois o mesmo tinha até trancado o quarto.não caracterizou a culpa.Doutora delegada onde guarda sua arma quando chega em casa.
 
Amilton Almeida em 10/04/2012 06:21:57
Para começar adolescente não comete crime e sim ato infracional.
 
Jeferson dos Santos Novaes em 10/04/2012 06:04:37
meu Deus que menino é esse oque que falto para ele?? amor não foi falto uma surra bem dada so pode.
 
roberta justina da luz em 10/04/2012 06:02:32
Nunca imaginei que perderia um camarada dessa forma, com tanta frieza.


 
Thiago Marques em 10/04/2012 05:59:12
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions