A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

01/05/2014 11:48

Em dia de chuva, moradores reclamam de falta de energia

Kleber Clajus
Chuva expõe problemas como oscilação e ligações clandestinas que podem deixar moradores sem energia (Foto: Cleber Gellio)Chuva expõe problemas como oscilação e ligações clandestinas que podem deixar moradores sem energia (Foto: Cleber Gellio)

Oscilações na rede de energia elétrica e ligações clandestinas provocaram problemas para clientes da Enersul nesta manhã chuvoca em Campo Grande. Moradores do Jardim São Lourenço e do Guanandi entraram em contato com o Campo Grande News para relatar a situação. 

No primeiro bairro, o problema são as oscilações frequentes de energia durante toda a manhã. A preocupação dos moradores que entraram em contato com o Campo Grande News é com os danos que podem ocorrer com aparelhos elétricos ligados, em razão dos piques de energia.

Em resposta, a assessoria de imprensa da Enersul, as oscilações dizem que podem ser decorrentes de furto de energia ou interferência de galhos sobre a rede. Nesse sentido, diz a empresa, um sistema de proteção é ativado para garantir ao cliente “maior tempo de continuidade do serviço e conforto”.

No bairro Guanandi, moradores ficaram sem energia, das 4h até às 9h30, para a troca de um transformador. O almoxarife Jorge Ismael, de 31 anos, associou o problema do bairro a ligações clandestinas que sobrecarregam a rede de energia e provocam prejuízos, como aumento da conta de energia.

“Choveu acaba a luz e quem paga a conta fica no prejuízo. Já houve casos em que um fio derreteu por conta de um ‘gato’. É só a Enersul vir aqui fazer uma vistoria que vai encontrar muitas irregularidades”, comenta Jorge.

Para a Enersul, as questões são pontuais e, no caso dos “gatos”, os próprios moradores podem contribuir com denúncias anônimas. Sobre o problema no Guanandi, a assessoria de imprnsa da concessionária informou que sua meta é vistoriar neste ano 160 mil unidades consumidoras. Denúncias, de forma anônima, podem ser realizadas pela Central de Atendimento ao Cliente: 0800 722 7272.

Se confirmado o furto de energia, o consumidor responde por crime previsto no Código Penal que pode resultar em prisão de 1 a 4 anos, além de multa. A energia também é interrompida e a conta recalculada pela concessionária.

Em relação ao Jardim São Lourenço, a Enersul informou que, nos dias 13 e 17 de abril, a concessionária já havia realizado melhorias no São Lourenço, mas os problemas parecem não ter acabado.

Após chuva, bairro Tiradentes fica sem energia elétrica por 1h40
Moradores do bairro Tiradentes e imediações, em Campo Grande, reclamam que estão sem energia elétrica há 1 hora e 42 minutos. “O apagão” aconteceu du...
Quatro bairros ficam sem energia para obras de modernização da rede
Quatro bairros devem ficar parcialmente sem energia elétrica, nesta quinta-feira (17), em Campo Grande. Na lista estão Tiradentes, São Lourenço, Itam...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions