A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

14/07/2016 12:45

Em duas semanas, casas de loteamento já mostram vários problemas

Fernanda Mathias e Mara Riveiros
Em algumas unidades, a água do chuveiro invade os outros cômodos, devido ao desnível do banheiro. (Foto: Marina Pacheco)Em algumas unidades, a água do chuveiro invade os outros cômodos, devido ao desnível do banheiro. (Foto: Marina Pacheco)

Apenas duas semanas após a inauguração, já são vários os problemas com as casas populares do loteamento Vespasiano Martins, onde foram realocadas famílias removidas da favela Cidade de Deus.

As 42 unidades foram inauguradas dia 1º de julho, ainda inacabadas, e algumas famílias ainda continuam morando em barracos. É o caso de Ramona Ximenes, 34 anos, que diz já ter acionado a empresa responsável pela obra para reparar a viga de sustentação, claramente torta. “Eles falaram que está tudo bem e a casa não vai cair, mas eu ainda tenho medo”.

Leni Santana, de 41 anos, reclama do desnível do banheiro, toda vez que toma banho a água invade a sala. Assim como Ramona, ela afirma que acionou a construtora, mas não recebeu uma previsão de data para o reparo. Ainda assim, Leni pondera que morar em uma casa de alvenaria proporcionou ganho na qualidade de vida.

Nesta, a moradora teme pela viga de sustentação e prefere ficar no barraco até que seja reforçada. (Foto:Marina Pacheco)Nesta, a moradora teme pela viga de sustentação e prefere ficar no barraco até que seja reforçada. (Foto:Marina Pacheco)

Além deste mesmo problema, na casa em que Roselene Ximenes, de 22 anos, mora com a filha a mãe e a irmã, a pressão da água arrebentou o chuveiro. “Foi um susto. Morar em uma casa é melhor, mas gostaria que arrumassem o que precisa”.

No loteamento, é concluída a implantação do sistema interligado de esgoto. A previsão é que a obra termine nesta semana. Até o fechamento desta reportagem, a Prefeitura não havia dado retorno sobre o assunto.

Além das famílias realocadas no Vespasiano Martins, as 87 que estão no bairro Teruel e as 50 do Jardim Canguru receberão as chaves de suas casas somente dia 10 de setembro, se o cronograma da Prefeitura se concretizar. Já as 135 famílias que estão no Bom Retiro no dia 10 de outubro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions