A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

02/05/2018 15:43

Em falta há 3 meses, vacina pentavalente chega a postos de saúde

Sesau começará a vacinar crianças na quinta-feira (3); Ministério da Saúde enviou 5 mil doses e não confirmou data para chegada de novo lote

Humberto Marques
Pentavalente faz parte do calendário nacional de vacinação para bebês de 2, 4 e 6 meses. (Foto: PMCG/Divulgação)Pentavalente faz parte do calendário nacional de vacinação para bebês de 2, 4 e 6 meses. (Foto: PMCG/Divulgação)

Em falta nas unidades de saúde pública de Campo Grande desde fevereiro, a vacina pentavalente voltará a estar à disposição nesta quinta-feira (3). A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) começou a distribuição de 5 mil doses nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) e UBSFs (Unidades Básicas de Saúde da Família) nesta quarta (2), já antecipando uma possível corrida aos postos, já que não há previsões de chegada de um próximo lote do medicamento à Capital.

A Sesau explicou que a vacina estava em falta porque desde fevereiro não houve envios do medicamento pelo Ministério da Saúde. Com isso, quase 1,2 mil crianças de 2, 4 e 6 meses de idade deixaram de receber, todos os meses, a dose da pentavalente. O quantitativo enviado deve ser suficiente para atender ao menos parte da demanda reprimida.

O Ministério também informou que está normalizando seus estoques e o abastecimento, porém, não foi dado prazo para a chegada de um novo lote. Assim, a Sesau orienta pais ou responsáveis que procurem a unidade de saúde mais próxima de sua residência para confirmar se a vacina já está disponível –as UBS e UBSFs funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h15 às 10h45 e das 13h às 16h45.

Postos de Campo Grande informavam ter estoque de várias vacinas, menos da pentavalente. (Foto: Daniele Valentim/Arquivo)Postos de Campo Grande informavam ter estoque de várias vacinas, menos da pentavalente. (Foto: Daniele Valentim/Arquivo)

Busca – Desde março, leitores apresentaram ao Campo Grande News queixas quanto a falta da pentavalente na rede pública. Com os estoques zerados em vários postos, pais enfrentaram uma verdadeira romaria em busca do medicamento. Diante da alta procura, as poucas doses que chegaram às unidades acabaram em poucas horas. Em março, foram enviadas 10 mil doses para todo o Estado pelo Ministério da Saúde.

A pentavalente custa entre R$ 300 e R$ 330 na rede privada. A vacina faz parte do Calendário Básico de Vacinação da Criança do Ministério da Saúde e imuniza o bebês contra difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo B e a Hepatite B.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions