A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Setembro de 2019

06/09/2019 18:12

Em fase de teste, Mercadão terá “área de convivência”

Segundo a prefeitura, a expectativa que os trabalhos no local comecem na próxima semana

Fernanda Palheta
Entre os locais de testes para a área de convivência estão uma parte do estacionamento e a rua lateral do mercadão (Foto: Kísie Ainoã)Entre os locais de testes para a área de convivência estão uma parte do estacionamento e a rua lateral do mercadão (Foto: Kísie Ainoã)

Seguindo a experiência do Laboratório Urbano Efêmero de Campo Grande, que vai ouvir as demandas e ideias da população para a readequação da Esplanada Ferroviária, a Prefeitura da Capital fará intervenções no entorno do Mercadão Municipal. A expectativa é que as ações comecem na próxima semana.

"Vamos fazer uma ação efetiva na área do entorno do Mercadão, ver onde funciona melhor uma área onde as pessoas possam sentar, comer e beber alguma coisa", detalha a coordenadora do Reviva Campo Grande, Catiana Sabadim. A falta de uma área de convivência é apontada como uma das principais reclamações do ponto turístico de Campo Grande.

Entre os locais de testes para a área de convivência estão uma parte do estacionamento e a rua lateral do mercadão. Catiana ressalta que inicialmente não haverá obras. "Podemos pintar uma rua, impedir a entrada de carro, deixar a população de apropriar e ver se vai funcionar", explica. Após testar os projetos, ai sim a prefeitura irá desenvolver uma solução definitiva.

Laboratório - Uma equipe do Laboratório Urbano Efêmero de Campo Grande, fixada no Armazém Cultural, está atuando no Mercadão para ouvir as demandas da população para o local.

O convênio da prefeitura no valor de R$ 200 mil atende uma exigência feita pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) para o Reviva Campo Grande. As atividades do Laboratório começaram no dia 19 de agosto e seguem até o dia 23 de setembro.

Após um mês ouvindo as demandas da população, um relatório será entregue para a Prefeitura até outubro, que será usado como base para montar um termo de referência e abrir uma licitação.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions