ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Em menos de 1 semana, Denar fecha 6 bocas de fumo e prende 12 por tráfico

Delegacia especializada no combate ao narcotráfico disponibiliza o telefone 3345-0000 para receber denúncias anônimas

Por Guilherme Correia e Bruna Marques | 24/02/2021 11:24
Celulares, dinheiro e drogas foram apreendidos pela Polícia (Foto: Henrique Kawaminami)
Celulares, dinheiro e drogas foram apreendidos pela Polícia (Foto: Henrique Kawaminami)

Em cinco dias de funcionamento da Operação Ômega, orquestrada pela Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) vinculada a Polícia Civil, em Campo Grande, pelo menos 12 pessoas foram presas, dois adolescentes foram detidos e seis bocas de fumo foram fechadas.

Esses foram os números apresentados ao Campo Grande News em coletiva na manhã desta quarta-feira (24) pelo delegado Hoffman D'ávila. A operação tem "caráter permanente", e funciona em regiões da Capital como forma de fazer enfrentamento direto ao tráfico de drogas.

Delegado Hoffman D'Ávila, titular da Denar, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)
Delegado Hoffman D'Ávila, titular da Denar, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

Mesmo com a eficácia em ter fechado mais de uma "boca de fumo" por dia, nesse período, o delegado afirma que elas poderão ser reativadas em um futuro próximo. "Outras pessoas vão querer assumir, e nos voltaremos lá e vamos prender quem quer que se aventure a assumir essa mercancia", diz.

A recomendação é que a população denuncie anonimamente suspeitas desse crime através do telefone 3345-0000.

Balanço - Foi justamente por esse meio que, nesta terça-feira (23), que um casal composto por um homem, de 64 anos, e uma mulher, 38, foram presos em flagrante por tráfico, associação criminosa e resistência.

Junto a eles, no Jardim Noroeste, a Polícia apreendeu dois celulares, uma balança de precisão, valor de R$ 500, 130 gramas de maconha e uma pedra de pasta-base de cocaína. O homem chegou a "partir para a agressão física" e teve de ser algemado. Ele utilizava tornozeleira eletrônica.

No mesmo bairro e dia, outra ação policial fez com que 135 "paradinhas" de cocaína e 21 de maconha, além de uma balança, fossem apreendidas. A pessoa que carregava essas substâncias conseguiu fugir, mas, segundo o delegado, "já foi identificado, está qualificado e será representado pela prisão preventiva".

Por fim, no Jardim Colibri, dois jovens, de 18 e 26 anos, foram presos em flagrante por tráfico em um "ponto de comércio de droga já conhecido no bairro". Em depoimento à Polícia, o mais novo disse que tratava como um trabalho "estruturado". "Chegava às 8h, saía para o almoço às 11h, voltava às 13h e ia até 17h", detalha o delegado com base no relato.

Foram levados dois celulares, R$ 148 reais, 26 porções de maconha e uma porção de pasta-base. Cada um vendia um tipo de droga, e ninguém "interferia" na venda do outro.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário